Leaderboard


Popular Content

Showing content with the highest reputation since 03/01/2017 in all areas

  1. 7 points
    Pessowas, entedam: A Sega quer agradar tanto os fraldas, quanto os barbas. Para os fraldas, Sonic Forces. (Sim, a molecada gosta da jogabilidade boost. A Sega fez muitas enquetes e a molecada adora.) Para nós, os barbas, Sonic Mania. Tudo o que os barbados sempre quiseram está aí: Sonic de volta ao tempo do Mega Drive, com o mesmo visual e jogabilidade que fizeram do ouriço azul um dos maiores ícones dos videogames. Querem mais o quê? Não sei do que estão reclamando, sinceramente.
  2. 7 points
    Já ouviu falar de Millennium Racer: Y2K Fighters? muitas pessoas nao ouviram. Ele foi desenvolvido pela Creat Studio e lançado no PC em 1999 e parece que uma versao de Dreamcast estava em andamento. Por qualquer motivo, nunca foi mostrado ao público, à imprensa ... ou a qualquer pessoa fora da Creat Studios. Isso é particularmente estranho porque o jogo foi descoberto recentemente em um kit de desenvolvimento Dreamcast e parece estar totalmente completo! fonte: http://www.thedreamcastjunkyard.co.uk/2017/03/previously-unknown-dreamcast-game.html Link para download: https://mega.nz/#!V8oVlTqT!kQSNyoqnyxIyb20kjTcsB-OlS4fPivtuTfzkt-TlA-s
  3. 5 points
    antes de lancar nos arcades a primeira versao do 2 indicacao de um amigo interessante saber que os test players ja tinham tecnicas avancadas tipo pegar no ar com a chun li
  4. 4 points
    Projeto de crowdfunding da Wapzone com parceria da Tec Toy. https://www.catarse.me/megadrive https://www.facebook.com/warpzoneme/ Conteúdo do Livro Prefácio: Escrito por Stefano Arnhold, presidente do conselho da Tectoy História do Mega Drive Tectoy & o Mega Drive (Escrito pelo time da Tectoy) Modelos do Console (Mega Drive, Sega CD e 32X) Lista completa de ACESSÓRIOS Review de Jogos (+1200 jogos, incluindo jogos cancelados e não oficiais) Testemunhos (História dos fãs com o Mega Drive) Índice de jogos Lista de apoiadores O livro é bem parecido com o Sega Mega Drive: Collected Works que saiu na Inglaterra, só que com muito material fornecido pela Tec Toy contando a história do console no Brasil. O preço (R$ 149,90) também está parecido com o do livro inglês (35 libras o reprint) com frete e talz. Ainda quero o Collected Works, mas acho que vou apoiar o projeto dos caras e pegar uma cópia desse livro pra mim.
  5. 4 points
    Quer dizer que a Polícia errou por mostrar a porcaria que a gente come ao mundo? A culpa é da polícia, e não dos cretinos que vendem carne estragada pro povo... E sinceramente, eu conheço pessoas que trabalham em frigoríficos grandes e pequenos, tudo que foi dito ali acontece de forma geral, o problema é enraizado, e precisa ser mostrado pra chamar a atenção da população. Se o país está perdendo economicamente com isso, que o país faça o dever de casa.
  6. 4 points
    Considerado um dos jogos mais pesados já feitos, sendo que com os requisitos ideais, o jogo não rodava bem, foi o jogo que " introduziu" o DX10 nos jogos, e passou a ser sinônimo de comparação de especificações altas para PC. Lembro que, tive uma 880 GTX, que era o que pedia para o jogo rodar. Ele rodava a 30-40 frames, em 1024x768, numa época que ninguém nem manjava nada de resoluções HD, Full HD.. 16:9... o que contava apenas eram as linhas horizontais x linhas verticais, e, nem se pensava em frequência de 60hz, 120hz... O jogo rodava satisfatóriamente, porém, sempre com absurdos de configurações, placas em SLI, mas, nunca num PC mediano, apenas em máquinas ultra high end. Até o Crysis 2, rodava melhor que o 1 nas minhas máquinas anteriores, e sempre ficou aquela " o jogo é mal otimizado, o jogo é pesado mesmo "... e, por se tratar de um jogo com 10 anos de lançamento, para que se dar ao trabalho de instalar, sendo que hoje temos engines melhores, mais otimizadas e dedicadas as novas tecnologias...porém, ficava aquela dúvida, de não ter conseguido jogar satisfatóriamente CRYSIS no máximo da sua capacidade, e isso era uma coisa que me incomodava. Eis que agora em 2017, resolvi depois de MUITOS anos sem jogar, adquiri o jogo numa promoção na STEAM (Crysis e Crysis Warhead) e resolvi tacar o jogo na minha atual configuração: INTEL 4670K - overclock para 4.00 Ghz - 16Gb DDR3 2300 Mhz - GTX 1060 6Gb - Mobo Gigabyte GA-Z78M-DH3. Processador e placa mãe são os mesmos desde 2013. Tudo instalado, vamos rodar!!! Settings, resolução, 1920x1080p...very high ( lembrando que o DX10 só era "acionado" quando se colocava nas máximas configurações, em HIGH por exemplo, era DX9 e parecia um jogo completamente diferente), rodou...24 frames. Travados. Pensei não, tem alguma coisa errada. Taquei 720p, novamente, 24 frames. Não é possível, alguma coisa tem que estar errada. E estava. Bug do jogo com placas NVIDIA, em que a resoluções HD e FULL HD tem uma limitação de 24Hz por causa do código do jogo, mesmo que seu monitor tenha capacidade para frequências maiores. Como resolver? GOOGLE!!! Vários fóruns, relatando o problema, e as respostas mais variadas, desde trocar o cabo HDMI por cabos banhados em ouro, outros fazendo hacks no DX 10,e o processo a cada vez que vc entra no jogo, ficar dando ALT+ENTER até ele "pegar" a resolução correta a 60Hz porém, a solução mais simples e que funciona garantindo, veio de um site da NVIDIA. Bastou apenas, desligar no painel de controle o DSR - fatores, criar uma resolução customizada do tipo 1918x1080p - 60Hz e desligar o ajuste de tela e posição e redimensionamento em outra opção, entrar no jogo, selecionar a resolução de 1918, o jogo vai dar uma mensagem que a resolução não é suportada e automaticamente seleciona 1080p a 60 Hz e problema resolvido! Mesmo depois saindo do jogo, e voltando, nunca mais pegou 24 mhz. Problema resolvido. Hora de jogar, jogo funciona a 60fps, high e em Full Hd com a modesta configuração acima. Modesta, pois, nada é " HIGH END " para os padrões atuais, e, finalmente, posso dizer que: " MEU PC RODA CRYSIS NO MÁXIMO " E quais foram as impressões do jogo, por se tratar de um jogo com 10 anos de idade: excelentes. Os gráficos, mesmo para os padrões atuais, não devem muito a jogos mais novos, inclusive tendo melhores texturas, física e detalhes que muito COD, que além de ser puro script, não é um SANDBOX com mapas gigantes. Sim, os mapas continuam grandes, mesmo depois de 10 anos, foi um jogo que caprichou muito nesse detalhe, de ter uma noção de grandeza e opções diferenciadas para se cumprir os objetivos. O jogo muda com a dificuldade, no easy e normal vc pode ir apenas no armor mode matando tudo pela frente, no Hard vc precisa se esconder um pouco, mas na DELTA, ele vira pura infiltração, vc precisa atacar os alvos de maneira tática, e usar todos os recursos da nanosuit, vira guerrilha completamente. É possível matar tudo, mas qualquer deslize na estratégia, já era, questão de 3 ou 4 tiros diretos, dependendo da arma do inimigo, é óbito na certeza. Mas na real, é ultra divertido, ainda mais quando se foi adolescente nos anos 80 e assistiu filmes como o " PREDADOR ", que aos poucos, ia dizimando os alvos, e em Crysis, vc pode fazer a mesma coisa. Se não tiver saco pra matar tudo, coloque um C4 num latão explosivo, exploda e espere os inimigos irem verficar o barulho e passe de boa sem encheção de saco. Ou faça isso e faça emboscadas com granadas, depois que eles estiverem concentrados e elimite o resto no modo automático da arma, ou lança granadas. Estória digna de filme de ação dos anos 80, bons gráficos, jogabilidade boa e SANDBOX atual! Crysis, merecia um remake, na CRYENGINE 3 ou mais nova, mas a Crytek anda meio capenga parece, mas, quem sabe, nessa onda de "remakes" como o COD MW e o GEARS OF WAR, pq não ? Disparado na minha opinião, o melhor de todos, não tecnologicamente, mas por pena da mixórdia de argumento da estória de Crysis 2 e 3, que parecem até mesmo enredo de filme pós apocalilptico adolescente, tipo Divergente ou Jogos Vorazes (nome pronto pra produção XXX). Enfim, fica o relato. Uma boa surpresa depois de tantos anos na dúvida.
  7. 4 points
    realmente é algo muito amador lançar algo com problemas de aquecimento do jeito que foi. Pra se ter uma idéia aqui em produtos que serão lançados, pegamos protótipos com o design final e enchemos de termopares(pontos de medição de temperatura), colocamos o equipamento em carga máxima, em uma câmara com temperatura ambiente de 50°C e deixamos rodar por uma semana ( ou menos se apresentar defeito), e traçamos curvas termicas de praticamente todo componente que esquente. Assim podemos atacar exatamente um eventual ponto que foge dos padrões de temperatura. E olha que somos nanicos comparados a uma M$ ou Sony....
  8. 4 points
    Olá, ... no bom sentido. Será lançado esta semana: http://www.mcti.gov.br/pagina-noticia/-/asset_publisher/IqV53KMvD5rY/content/satelite-geoestacionario-sera-lancado-ao-espaco-nesta-quarta-feira-22-?p_p_auth=rVV7bMlx&_101_INSTANCE_IqV53KMvD5rY_redirect=%2F Satélite Geoestacionário será lançado ao espaço nesta quarta-feira (22) Inicialmente prevista para terça-feira (21), a operação foi cancelada por causa de uma greve geral que atinge a França e a Guiana Francesa. Os horários e a programação do lançamento estão mantidos para quarta-feira (22). Por Ascom do MCTIC Publicação: 20/03/2017 | 15:16 Última modificação: 20/03/2017 | 15:23 O SGDC é o primeiro satélite geoestacionário brasileiro de uso civil e militar. Crédito: Divulgação O lançamento do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC) ao espaço foi remarcado para quarta-feira (22) devido a uma greve geral que atinge a Guiana Francesa. Os horários e a programação do lançamento estão mantidos para quarta-feira. A janela para que o satélite brasileiro seja enviado ao espaço fica aberta entre as 17h31 e as 20h20, no horário de Brasília. O satélite O SGDC é o primeiro satélite geoestacionário brasileiro de uso civil e militar. Adquirido pela Telebras, o equipamento tem uma banda Ka, que será utilizada para comunicações estratégicas do governo e para ampliar a oferta de banda larga no país, especialmente nas áreas remotas, e uma banda X, que corresponde a 30% da capacidade do satélite, de uso exclusivo das Forças Armadas. Com 5,8 toneladas e 5 metros de altura, o satélite ficará posicionado a uma distância de 36 mil quilômetros da superfície da Terra, cobrindo todo o território brasileiro e o Oceano Atlântico. A capacidade de operação do SGDC é de 18 anos. Além de assegurar a independência e a soberania das comunicações de defesa, o acordo de construção do satélite envolveu amplo processo de absorção e transferência de tecnologia, com o envio de 50 profissionais brasileiros para as instalações da Thales Alenia Space, empresa responsável pela construção do equipamento, em Cannes e Toulouse, na França. São especialistas da Agência Espacial Brasileira (AEB) e do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), entidades vinculadas ao MCTIC, além das empresas Visiona e Telebras
  9. 4 points
    Agora quem joga online no Dreamcast atraves do DreamPI vai ver uma nova interface. A versao 2.0 foi lancada. http://dreamcast.online/now/ Fonte:http://www.dreamcastlive.net/blogs/post/Dreamcast-Now-2-0-Goes-Live/
  10. 3 points
    O tão aguardado Project Y da Watermelon Games está próximo de ver a luz do dia. Há poucas horas, o site www.paprium.com abriu a pré-venda dos cartuchos em diferentes versões, além de um arcade stick temático exclusivo em quantidade limitadíssima. O jogo está em produção há 4 anos e tinha a ambição de ser o segundo maior jogo já feito para Mega Drive com 40Megabit, ficando atrás apenas de Pier Solar and the Great Architects, de 64Megabit, da própria Watermelon. O que sacodiu a comunidade retrogamer nas últimas semanas foi o anúncio de que o tamanho do jogo DOBROU. Serão 80Megabit, algo inimaginável nos tempos áureos do 16bit da Sega. Sonic 3 & Knuckles, por exemplo, tem 37Megabit com 2 cartuchos combinados e era o maior jogo já produzido para o Mega até a chegada de PierSolar. O Beat'em Up terá mais de 24 fases, mais de 5 personagens jogáveis, vários modos de jogo, sprites enormes, 60fps e save slots. Além dessa quantidade absurda de dados no cartucho, o jogo virá com um chip de áudio auxiliar no cartucho que permitirá a Paprium soar 24 canais de som reproduzindo samples de 48KHz em FM e PSG. Como eles mesmos disseram, nada é grandioso demais para o Mega Drive. Impressionante! Os 1988 primeiros a comprarem uma versão do jogo durante a pré-venda receberão junto um mangá exclusivo com a história do jogo. CORRA!. Eu já garanti o meu! Essa é a hora de garantir por um preço decente o que será um marco na história retrogamer. Nenhum everdrive rodará esse jogo por enquanto, e provavelmente emuladores também não, por causa da arquitetura do chip auxiliar.
  11. 3 points
    Galera depois de 2 anos um camarada do forum gringo me ajudou, basta trocar o cristal próximo ao x5 por um de 20 Mhz. O antigo cristal em x5 estava em dessincronia com o novo cristal 14.318, fazendo com que o cd não fosse lido. Pra quem estiver enfrentando o mesmo problema eis a solução. Abraços!
  12. 3 points
    A maioria das pessoas nem se deram ao trabalho de ler o PL para entender. Terceirização já é algo que existe a tempos, e graças a Deus estão flexibilizando a CLT, que só fode cada vez mais o brasileiro. Empresas deixam de contratar todo o ano por conta da carga trabalhista que a CLT joga pra conta das empresas, mas para algumas pessoas, é melhor ter um desempregado do que deixar que o trabalhador negocie suas proprias condições de trabalho. Para quem quiser dar uma olhada em uma analise com dados, longe do vies esquerdista e dos bordoes e mentiras por eles replicados, deixo esse link: http://theglobalp.com.br/conheca-5-razoes-para-defender-a-terceirizacao-do-trabalho/ Acho que o maior setor impactado por isso é o de serviços públicos, com a terceirização, vamos bancar cada vez menos servidores públicos e com a contratação de mao de obra terceirizada, os prestadores de serviço irão, na teoria, ser obrigados a prestar um serviço melhor de qualidade, já que naõ tem toda a burocracia da lei de contratação de servidores publicos. CLT e salário minimo só trazem mais desemprego e miséria, causando o efeito oposto daquilo que foram destinados a fazer, não é a toa que em países como a Suíça, de uma população esclarecida, todos os anos eles rejeitam a criação de um piso minimo salárial. Mas vamos continuar repetindo bordões, de que foi golpe, de que sao fascistas e bla bla bla...
  13. 3 points
    Quero um jogo 3D com uma dose razoável de exploração, sem essa linearidade absurda que se vê nesse trailer. Quero estar no comando sempre, e não entrar nessas porras de aceleração automática o tempo todo. Quero ambientes bonitos, não essa tentativa tosca de ser badass hardcore grimdark. Enfim... quero SONIC ADVENTURE 3, porra!
  14. 3 points
    The upcoming Wonder Boy: The Dragon’s Trap remake from DotEmu and Lizardcube will feature not only a playable Wonder Boy, but a newly created Wonder Girl as well. Over at the PlayStation Blog, Lizardcube art director Ben Fiquet has a post discussing his redesigns of the game’s 8-bit graphics for the 21st century. Wonder Boy: The Dragon’s Trap will launch for PlayStation 4, Xbox One, and Switch on April 18. A PC version will launch via Steam “a few weeks after.” Watch the Wonder Girl reveal trailer below. http://gematsu.com/2017/03/wonder-boy-dragons-trap-reveals-playable-wonder-girl
  15. 3 points
    Acho que a TECTOY deveria primeiro se preocupar com o lançamento do novo Meguinha, ver a reação do pessoal a respeito dele e depois pensar em relançar outros consoles.
  16. 3 points
    Aperte pra frente: o jogo.
  17. 3 points
    Puta merda, Sega, PARE, simplesmente pare!
  18. 3 points
    Olá, Certeza. Isso aí é o custo do hype. Olá, Sim. Isso é um tiro no pé de cano duplo (mesmo preço nas duas midias E preço mais caro que a concorrência). EDIT: Agora, eu apoio o fim da mídia óptica e o retorno aos "cartuchos" em seu novo formato "SD Card". Menores cartuchos, menores consoles, acesso rápido, e o preço do armazenamento está sempre caindo. Levou uns 20 anos pra essa porra "voltar a ser viável", mas finalmente o tempo da mídia óptica está chegando ao fim.
  19. 3 points
    Tem sim, eu tenho uma maquina virtual pronta pra fazer a conexao dc-pc, voce so precisa comprar um fax modem USB pra ligar o DC no PC. Mais tarde eu posto aqui qual fax modem e posso fazer upload da maquina virtual tambem.
  20. 3 points
    Update #65 - Mar 16 2017 Dev Room Progress Report Vol. 2 Greetings Everyone, It has been a long time since our last update, and we are painfully aware you all have been eagerly awaiting the monthly report. All of us here have been so wrapped up in the development process that time seems to have flown by... But no excuses! We apologize for the lapse and will do our best to bring you updates every month. It is beholden on us to keep you informed (without giving too much away of course!) and will do so as promised. So here we go with vol. 2 of our dev room reports! https://ksr-video.imgix.net/assets/015/886/650/62a9b2d9dd5c0ab4b2f238369921ffdf_h264_high.mp4 Thank you very much, see you next month! From the Shenmue III Team ----------------------------------------------
  21. 3 points
  22. 3 points
  23. 3 points
  24. 3 points
    Havia um único jogo de arcade do Sonic dos anos 90 que ainda não estava disponível nos emuladores, chamado SegaSonic Cosmo Fighter Galaxy Patrol, lançado em 93 apenas no Japão. Mas agora, o jogo está prestes a perder sua obscuridade graças aos entusiastas da emulação. Um “doador anônimo” conseguiu a façanha de adquirir uma das máquinas e mandou para a equipe do emulador MAME (famoso por emular diversas placas de arcade), que anunciou que uma ROM já foi produzida como parte das celebrações de 20 anos de aniversário do emulador. Ainda não sabemos quando será o lançamento para o público, mas em breve será possível jogar todos os jogos obscuros de arcade do Sonic já feitos pela SEGA. Se nossa matemática estiver correta, todos os jogos oficialmente lançados do ouriço já tiveram suas ROMs produzidas agora, o que significa que faltam apenas raros protótipos ou games não lançados. Você pode conferir vídeos de gameplay do jogo abaixo, tanto no emulador como no arcade original: http://epicplay.com.br/segasonic-cosmo-fighter-galaxy-patrol-obscuro-arcade-do-sonic-chega-aos-emuladores/
  25. 3 points
    é por isso que compro as peças usadas super faturadas do nosso amigo snay, nunca tive dor de cabeça
  26. 3 points
    Wonder Boy: The Dragon’s Trap lets you switch from HD to 8-bit at any time Wonder Boy: The Dragon’s Trap will have a “Retro Feature” that lets you switch between modern and 8-bit retro graphics modes at any time, publisher DotEmu and developer Lizardcube announced. Players will also be able to enter passwords from the 1989 original game to load their saves. The remake of Wonder Boy III: The Dragon’s Trap is due out for PlayStation 4, Xbox One, Switch, and PC this spring. Read more about the game here. Watch a trailer showcasing the new Retro Feature below. http://gematsu.com/2017/02/wonder-boy-dragons-trap-lets-switch-hd-8-bit-time
  27. 3 points
    SD2SNES é o melhor, mas é caríssimo. Chega por R$900 aqui. O krikzz mudou a nomenclatura dos de Mega. Antes tinha o Everdrive MD e Mega Everdrive. Agora todos são Mega Everdrive, em três versões: X3 (básico), X5 (similar ao Everdrive MD V3) e X7 (é o Mega Everdrive 2 renomeado). http://krikzz.com/store/home/44-mega-everdrive-v2.html
  28. 2 points
    Escolheram bem pacas o nome do cara. Lourenço o Cangaceiro. OLHA A PEIXEIRA!!
  29. 2 points
    Mas claro que já sabemos que a verdadeira Wonder Girl se chama Mônica!
  30. 2 points
    "Esgotou" ou... "Esgotaram" pra não ficar feio?
  31. 2 points
    Olá, Essa história é legal porque mostra o pânico dos políticos com o "Homem do Baú": Olha o naipe da cédula, o numero do SS seria o "26": 13/11/2009 - 07h15 Em 1989, briga da Globo não era com a Record, mas com o candidato Silvio Santos, codinome 'Moinho' Marcio Pinheiro Do UOL Notícias Em São Paulo De 1989 para cá, o que mudou na política brasileira? Dê sua opinião Naquele começo de novembro de 1989, a dúvida pairava sobre qual nome estaria impresso na cédula eleitoral do segundo turno dali a duas semanas para concorrer contra Fernando Collor (PRN), o mais bem posicionado nas pesquisas. Estava bastante claro que a disputa pela segunda vaga se restringia aos esquerdistas Leonel Brizola (PDT), favorito, e Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Foi quando a bagunça começou. Silvio Santos ensina eleitor a votar durante propaganda eleitoral em 1989 ENVIE E COMENTE ESTE VÍDEO Sem programa de governo, nem estrutura partidária, muito menos ideias claras sobre os rumos do Brasil, Silvio Santos, apresentador e dono do SBT (Sistema Brasileiro de Televisão), lançou-se candidato à Presidência 15 dias antes do primeiro turno. "Quinze dias pra mim já é mordomia. Eu ganho essa eleição em uma semana. Eu ganho com o pé nas costas", disse Silvio Santos, segundo relato daquele que foi seu candidato a vice, o atual deputado federal Marcondes Gadelha (PSC-PB). À época, Gadelha era líder do PFL no Senado e integrava o núcleo de apoiadores mais próximos ao governo de José Sarney (PMDB). De acordo com pesquisa Datafolha realizada entre 6 e 7 de novembro de 1989, Silvio Santos estava empatado com Mário Covas (PSDB) no quarto lugar, embora em algumas pesquisas anteriores já houvesse aparecido como nome mais forte na corrida presidencial. Silvio Santos era aquele que todos temiam. Antes de decidir renunciar ao cargo de governador de Alagoas, Fernando Collor fez duas reuniões cruciais. Primeiro, conversou com o presidente do instituto Vox Populi, Marcos Coimbra, que lhe avisou: "Eu garanto que você está no segundo turno se Silvio Santos não for candidato". Ambos disputavam uma faixa comum do eleitorado, especialmente os das classes C, D e E. Concorrentes na televisão e na política Roberto Marinho vota na zona sul do Rio de Janeiro Silvio Santos se reúne com a cúpula do PFL em 89 Veja outras imagens da campanha eleitoral de 1989 Em seguida, Collor se reuniu com o próprio dono do SBT, na mansão dele em São Paulo. Silvio apresentou a Collor a mulher, Iris, e as filhas. Afirmou, segundo relato de Collor, que elas eram eleitoras do convidado. E negou categoricamente que seria candidato. Seu nome, no entanto, era sempre levantado como uma possibilidade, numa época em que as regras eleitorais eram bastante mais maleáveis. O candidato Guilherme Afif Domingos (PL) afirma que procurou Silvio, também antes de entrar na corrida eleitoral, e o convidou a ser seu vice. Mais à frente, Silvio inverteria a proposta - sem, no entanto, convencer Afif a abandonar a candidatura. Roberto Marinho, dono da Rede Globo, não gostava da ideia da candidatura de seu ex-funcionário. Se hoje a preocupação da Globo é com o aumento da audiência da Rede Record, há 20 anos o temor era assistir ao dono da segunda maior emissora de televisão - e, ao mesmo tempo, então acionista da Record - chegar à Presidência e, assim, dominar as outorgas das concessões de todas as TVs abertas no Brasil. Quando Silvio lançou, na reta final, a candidatura, Marinho já demonstrava, por meio da cobertura da Rede Globo, sua preferência por Fernando Collor, cuja família controlava a TV Gazeta, retransmissora da Globo em Alagoas. O fator Silvio Santos abalou a antiga amizade entre Marinho e o então presidente da República, José Sarney (PMDB), cuja família controla a TV Mirante, retransmissora da Globo no Maranhão. "Você diz que não tem nada a ver com a candidatura desse camelô, mas foram seus amigos que fizeram tudo. E isso é uma evidência de sua participação", disse Marinho a Sarney, segundo relato de Arlindo Silva na biografia "A fantástica história de Silvio Santos" (Ed. do Brasil). Dentre esses "seus amigos" um se destaca: Edison Lobão, então senador pelo PFL, hoje ministro de Minas e Energia do governo Lula e sempre ligado à TV Difusora, que retransmite o SBT no Maranhão e é controlada por sua família. Revista trata da candidatura do apresentador "Lobão foi um dos principais articuladores [da candidatura de Silvio Santos]. Eu diria que foi a peça chave, pela aproximação dele com o Sarney", explica Gadelha. E completa: "O Sarney era, no começo, muito simpático à candidatura do Silvio Santos, estimulou a candidatura de Silvio Santos". PFL fecha a porta para "Moinho" A ideia era lançar o apresentador pelo PFL no lugar de Aureliano Chaves, que patinava nas pesquisas. Mas foi dessa legenda que partiu a puxada de tapete. "Os principais coordenadores desse movimento eram Antonio Carlos Magalhães [líder do PFL baiano, que foi ministro das Comunicações de Sarney e depois um dos principais apoiadores da candidatura do tucano Fernando Henrique Cardoso, em 1994] e Roberto Marinho", resume Gadelha. "Eles foram direto a Aureliano, se louvaram da amizade, fizeram promessas e todo o tipo de mecanismo de aliciamento foi usado para convencê-lo a renunciar." Aureliano recuou, aceitou os apelos e permaneceu candidato. As portas do PFL se fechavam para a chapa Silvio-Gadelha. "Aí, saímos batendo as portas de todas as legendas e não conseguíamos a legenda porque esse grupo [anti-Silvio Santos] tinha cercado todo o sistema", afirma o vice. Collor comenta a entrada de Silvio Santos na campanha presidencial de 1989 Vinte anos depois, Collor canta 'Lula-lá' Os jingles que embalaram a disputa ao Planalto Sarney instruiu militares para evitar ação anti-Lula Gadelha conta que, naquele período de negociação da candidatura, sofria com os telefones grampeados. "Foi nessa época que nós começamos a usar codinomes. Por exemplo, Silvio Santos era 'Moinho'. Eu era 'Jacaré'", lembra o hoje deputado. Sem o PFL, a chapa "Moinho-Jacaré" tentou emplacar a candidatura pelo PPB, do candidato Antônio Pedreira, que teria proposto desistir de disputar se recebesse dinheiro. Silvio não aceitou. A peregrinação terminou em 31 de outubro, quando o pastor evangélico Armando Corrêa, do obscuro PMB, renunciou à candidatura em favor de Silvio Santos. "Tivemos que fazer esse entendimento de madrugada, na calada da noite, lá no apartamento que Edison Lobão tinha em Brasília." Gadelha alega que era preciso discrição, para que o acordo não vazasse à imprensa. Como o horário eleitoral gratuito já estava no ar e sem tempo de trocar o nome de Corrêa pelo de Silvio Santos na cédula, o apresentador usou o bloco de dois minutos e meio de propaganda para ensinar o eleitor a votar nele próprio (veja vídeo acima). Capa da Folha de S. Paulo em 10 de novembro de 1989, dia seguite à cassação da candidatura Silvio corria contra o tempo. Numa tacada só, em duas horas, gravou os oito programas do horário eleitoral do primeiro turno nos estúdios do SBT na Vila Guilherme, em São Paulo. E só demorou esse tempo porque era necessário trocar a roupa, uma diferente por programa, lembra o editor Paulo Tadeu, integrante da campanha de Armando Corrêa, que chegou perto de trabalhar para Silvio. Segundo Tadeu, todas as falas eram improvisadas, sem roteiro nem teleprompter. Encerradas as gravações, Silvio o convocou imediatamente para a uma reunião. "Preciso conversar com você sobre o segundo turno", disse Silvio, de acordo com relato de Tadeu. Mas a aventura não chegou nem ao primeiro turno. No dia que caiu o Muro de Berlim, o Tribunal Superior Eleitoral punha abaixo em Brasília a candidatura de Silvio Santos, em 9 de novembro de 1989. Por sete votos a zero, o TSE impugnou a chapa. A justificativa: o partido não realizou convenções em pelo menos nove Estados e nem em um quinto dos municípios de cada Estado, conforme obrigava a lei. Silvio Santos se recolhia ao auditório do SBT, onde se encontra até hoje, e pouco falaria sobre a aventura fracassada de disputar, na base do improviso, a Presidência da República.
  32. 2 points
    Hahaha Treina no emulador primeiro.. Salva antes do último boss.. E tenta até achar uma técnica.. Depois vai pro meguinha e bota pra foder
  33. 2 points
    Luiz, o SUS paga ao hospital conveniado um valor que seria o equivalente às despesas com manutenção do equipamento, funcionários, etc. Pelo menos aqui na minha região, existem poucos hospitais realmente públicos, a maioria funciona em formato de "Santa Casa", com diretoria, quadro de funcionários, etc, próprios, mas com aporte de dinheiro pela prefeitura (que por lei é uma porcentagem destinada à saúde), justamente porque o valor que o SUS paga é ridiculamente inferior ao custo para manter um hospital funcionando hoje.
  34. 2 points
    Foi mais de 1 semana praticamente jogando ele, com certeza mais de 70 horas, agora ser longo ou não depende de como voce ira jogar, o game lhe da total liberdade para ir onde quiser, voce pode mesmo ir pro chefe final depois que passar o tutorial (considero as 4 shrines como tutorial), ou fazer as dungeons normais do jogo antes de ir encara o Ganon, pode querer ir atras os 120 spirit orbs (que se ganha passando as 120 shrines) ou mesmo tentar pegar as 900 korok seeds (coisa de maluco isso), alem das sidequests.
  35. 2 points
    Já cansei dessa jogabilidade em trilhos estilo bonus stage. Já deu cara. Já deu.
  36. 2 points
    Fora a questão da durabilidade do SD Card né... CD/DVD/BD podem ser estragados muito facilmente, apenas com o simples uso. Mil vezes melhor os SD Card!
  37. 2 points
    Olá, Eu tinha lido isso também, só não sei quais são os valores. Mas é como eu disse: se estiverem pagando somente esses valores sem nada adicional, tá valendo. Se o cara tiver boas idéias e conseguir executá-las, seja por competência, seja porque ele tem uma rede de contatos mais forte que os opositores, desde que ele não faça "troca de favores malandros", tá valendo. A oposição que vá pra pqp.
  38. 2 points
    Cara, Shenmue 3 realmente está sendo produzido, meio que caiu a ficha agora...Kkkkk
  39. 2 points
    Eu acho que nesses Kits de Desenvolvimento pra Dreamcast ainda tem ferramentas pra portar qualquer game de PC (Windows XP) facilmente para Dreamcast (Windows CE). Acho que dentro das possibilidades e fuçando nas ferramentas de desenvolvimento, esses kits ainda podem render o port de muita coisa pro Dreamcast.
  40. 2 points
    Hop! Moçada, ai vão minhas primeiras impressões sobre o jogo: Bem, como só pude experimentar hoje, farei aqui breves considerações sobre o que achei do jogo (campanha offline). Joguei cerca de duas horas, e a primeira impressão foi excelente! - Mundo vasto e com diversas possibilidades de interação - História factível - Customização animal! - A mudança climática é um espetáculo à parte. A noite, você vê as luzes dos carros de longe, sinalizadores (lançados pelas vilas próximas), latidos de cachorro e etc. Tudo muito vivo e real. - Você pode (deve!) destruir as lâmpadas para amenizar a exposição à luz. Interação com cenário é bacana! Os veículos amassam, melam de lama, molham, etc. - Os comentários aleatórios dos personagens dão vida ao jogo e são legais, mesmo que não tão constantes. - Efeitos de luz muito bons! Teve um momento que havia reflexo de uma luz de dentro da casa na água da chuva que estava do lado de fora encharcando o chão de lama (e estou jogando no médio no PC, imagina no nível alto de qualidade gráfica!) - IA inimiga muito boa! Eles flanqueiam, chamam reforços, atacam em bando. Estou jogando no nível avançado de dificuldade (existe, ainda, um mais difícil ainda.) Outra coisa legal é que se você dirigir atrás de veículo inimigo mas não fizer "bobagem", eles não desconfiam da tua presença. - O disparo sincronizado (mas com tempo limitado de reutilização), DRONE com bateria que se esgotam e outras "features" que podem ser melhoradas foi uma grande sacada. - Missões secundarias diversas. Você vai para fazer uma missão principal, passa perto de uma vila e já tem missão secundária (caso queira) para fazer. Isso deixa o jogo bem longevo. - Rádio dos carros e das casas dão informações sobre todo o universo do GRW, inclusive previsão do tempo e hora local (resta saber se a previsão é concreta). - Bulletdrop e capacidade de penetração das armas e munições apresentadas foi algo bem legal. - O mapa é enorme! Enfim, esses pontos foram os que reparei nessas 2 horas de jogo, e acho que a Ubisoft acertou em cheio, pois a experiência está sensacional. Quero, agora, jogar com a rapaziada para ver como é a parte online coop do game. Enfim, eu curti pacas! :-) (Y) Quem quiser adicionar no PC: Selva Aranha Abraço! Aranha
  41. 2 points
    Concordo, prefiro esperar para saber o resultado final. Difícil ainda ter alguma informação da equipe da TecToy que nunca foi divulgada na internet. Eu acharia bacana se fosse feito um trabalho totalmente focado no que existiu no mercado brasileiro mesmo... digo, com review e informações de todos os jogos, acessórios e versões de consoles que foram lançados no Brasil. Menos é mais.
  42. 2 points
    Minha nossa... bugou meu cérebro mesmo! Concordo, isso seria interessante mesmo!
  43. 2 points
    Aí já é coisa do satanás
  44. 2 points
    Galera, chegou! Segue foto da criança! Algumas observações: Minha nossa... parece que é como se eu tivesse trocado todo o computador! Deu outra vida para meu PC! Se eu soubesse que iria ficar tão satisfeito, já teria comprado antes! Estou até redescobrindo os jogos... entrei agora a noite pra jogar BF1 e fiquei só admirando o cenário. Isso porque ele roda em 1920x1080 (Full HD). Fico imaginando um 4K que foda deve ser! Bom, em relação ao tempo de resposta, não consegui ver nenhum efeito de ghosting no BF1, que seria um jogo onde poderia muito bem aparecer, caso o tempo de resposta do monitor fosse ruim. O monitor tem um acabamento muito bom! Possui 2 entradas USB laterais (3.0) e 2 entradas USB atrás (2.0 - mas fica num lugar ruim de "alcançar"). Tem também passador de fios na base, para os fios não ficarem tão desorganizados atrás do monitor. Outro ponto positivo interessante é que ele veio com 1 cabo HDMI, 1 DisplayPort e 1 VGA! Ou seja, não é que nem das outras marcas que fazem economia porca com isso. As vezes você compra um monitor foda, mas vem com cabo VGA apenas. Enfim, muito feliz pela aquisição! Obrigado pela ajuda galera! Seguem as fotos agora:
  45. 2 points
  46. 2 points
    Eu ja to com umas 6 horas de jogo e continuo me confundindo com os controles... O mundo do jogo é enorme, na moral, chega até a deslumbrar dependendo do ponto em que se está. O unico porém é que essa enormidade pode causar nos preguiçosos um receio enorme de ir em areas muito isoladas e de dificil saida
  47. 2 points
    Comecei a comprar umas diferentes no mercado, de estilos e cervejarias diferentes. Experimentei uns 100 rótulos pra chegar nas que mais me agradam. E isso que antes eu odiava qualquer tipo de cerveja, creio que isso tenha se consolidado por ter só opções fracas à mão e ninguém pra me "enturmar" no mundo das cervejas de qualidade. As duas coisas. O paladar muda com a idade e as cervejas nacionais de massa ficaram piores.
  48. 2 points
    Caramba... Um tópico pra falar bem de Zelda e ninguém falou do Majora's Mask... Que decepção hein...
  49. 2 points
    ehauehuaheae, se nao fosse sua ajuda uma vez la no tempo que usavamos o TS pra jogar, ate hoje nao teria conseguido instalar o receptor, eahuehuaheuahe funciona sim, so que no metodo bruto
  50. 2 points
    Icônico demais o design do Mega. Eu gosto demais do estilo do master, mega, saturn e dream. Arrisco a dizer que o Dream foi o console mais bonito já feito, é muito foda!