Leaderboard


Popular Content

Showing content with the highest reputation since 03/22/2017 in all areas

  1. 7 points
    Pessowas, entedam: A Sega quer agradar tanto os fraldas, quanto os barbas. Para os fraldas, Sonic Forces. (Sim, a molecada gosta da jogabilidade boost. A Sega fez muitas enquetes e a molecada adora.) Para nós, os barbas, Sonic Mania. Tudo o que os barbados sempre quiseram está aí: Sonic de volta ao tempo do Mega Drive, com o mesmo visual e jogabilidade que fizeram do ouriço azul um dos maiores ícones dos videogames. Querem mais o quê? Não sei do que estão reclamando, sinceramente.
  2. 5 points
    antes de lancar nos arcades a primeira versao do 2 indicacao de um amigo interessante saber que os test players ja tinham tecnicas avancadas tipo pegar no ar com a chun li
  3. 4 points
    Quer dizer que a Polícia errou por mostrar a porcaria que a gente come ao mundo? A culpa é da polícia, e não dos cretinos que vendem carne estragada pro povo... E sinceramente, eu conheço pessoas que trabalham em frigoríficos grandes e pequenos, tudo que foi dito ali acontece de forma geral, o problema é enraizado, e precisa ser mostrado pra chamar a atenção da população. Se o país está perdendo economicamente com isso, que o país faça o dever de casa.
  4. 4 points
    Considerado um dos jogos mais pesados já feitos, sendo que com os requisitos ideais, o jogo não rodava bem, foi o jogo que " introduziu" o DX10 nos jogos, e passou a ser sinônimo de comparação de especificações altas para PC. Lembro que, tive uma 880 GTX, que era o que pedia para o jogo rodar. Ele rodava a 30-40 frames, em 1024x768, numa época que ninguém nem manjava nada de resoluções HD, Full HD.. 16:9... o que contava apenas eram as linhas horizontais x linhas verticais, e, nem se pensava em frequência de 60hz, 120hz... O jogo rodava satisfatóriamente, porém, sempre com absurdos de configurações, placas em SLI, mas, nunca num PC mediano, apenas em máquinas ultra high end. Até o Crysis 2, rodava melhor que o 1 nas minhas máquinas anteriores, e sempre ficou aquela " o jogo é mal otimizado, o jogo é pesado mesmo "... e, por se tratar de um jogo com 10 anos de lançamento, para que se dar ao trabalho de instalar, sendo que hoje temos engines melhores, mais otimizadas e dedicadas as novas tecnologias...porém, ficava aquela dúvida, de não ter conseguido jogar satisfatóriamente CRYSIS no máximo da sua capacidade, e isso era uma coisa que me incomodava. Eis que agora em 2017, resolvi depois de MUITOS anos sem jogar, adquiri o jogo numa promoção na STEAM (Crysis e Crysis Warhead) e resolvi tacar o jogo na minha atual configuração: INTEL 4670K - overclock para 4.00 Ghz - 16Gb DDR3 2300 Mhz - GTX 1060 6Gb - Mobo Gigabyte GA-Z78M-DH3. Processador e placa mãe são os mesmos desde 2013. Tudo instalado, vamos rodar!!! Settings, resolução, 1920x1080p...very high ( lembrando que o DX10 só era "acionado" quando se colocava nas máximas configurações, em HIGH por exemplo, era DX9 e parecia um jogo completamente diferente), rodou...24 frames. Travados. Pensei não, tem alguma coisa errada. Taquei 720p, novamente, 24 frames. Não é possível, alguma coisa tem que estar errada. E estava. Bug do jogo com placas NVIDIA, em que a resoluções HD e FULL HD tem uma limitação de 24Hz por causa do código do jogo, mesmo que seu monitor tenha capacidade para frequências maiores. Como resolver? GOOGLE!!! Vários fóruns, relatando o problema, e as respostas mais variadas, desde trocar o cabo HDMI por cabos banhados em ouro, outros fazendo hacks no DX 10,e o processo a cada vez que vc entra no jogo, ficar dando ALT+ENTER até ele "pegar" a resolução correta a 60Hz porém, a solução mais simples e que funciona garantindo, veio de um site da NVIDIA. Bastou apenas, desligar no painel de controle o DSR - fatores, criar uma resolução customizada do tipo 1918x1080p - 60Hz e desligar o ajuste de tela e posição e redimensionamento em outra opção, entrar no jogo, selecionar a resolução de 1918, o jogo vai dar uma mensagem que a resolução não é suportada e automaticamente seleciona 1080p a 60 Hz e problema resolvido! Mesmo depois saindo do jogo, e voltando, nunca mais pegou 24 mhz. Problema resolvido. Hora de jogar, jogo funciona a 60fps, high e em Full Hd com a modesta configuração acima. Modesta, pois, nada é " HIGH END " para os padrões atuais, e, finalmente, posso dizer que: " MEU PC RODA CRYSIS NO MÁXIMO " E quais foram as impressões do jogo, por se tratar de um jogo com 10 anos de idade: excelentes. Os gráficos, mesmo para os padrões atuais, não devem muito a jogos mais novos, inclusive tendo melhores texturas, física e detalhes que muito COD, que além de ser puro script, não é um SANDBOX com mapas gigantes. Sim, os mapas continuam grandes, mesmo depois de 10 anos, foi um jogo que caprichou muito nesse detalhe, de ter uma noção de grandeza e opções diferenciadas para se cumprir os objetivos. O jogo muda com a dificuldade, no easy e normal vc pode ir apenas no armor mode matando tudo pela frente, no Hard vc precisa se esconder um pouco, mas na DELTA, ele vira pura infiltração, vc precisa atacar os alvos de maneira tática, e usar todos os recursos da nanosuit, vira guerrilha completamente. É possível matar tudo, mas qualquer deslize na estratégia, já era, questão de 3 ou 4 tiros diretos, dependendo da arma do inimigo, é óbito na certeza. Mas na real, é ultra divertido, ainda mais quando se foi adolescente nos anos 80 e assistiu filmes como o " PREDADOR ", que aos poucos, ia dizimando os alvos, e em Crysis, vc pode fazer a mesma coisa. Se não tiver saco pra matar tudo, coloque um C4 num latão explosivo, exploda e espere os inimigos irem verficar o barulho e passe de boa sem encheção de saco. Ou faça isso e faça emboscadas com granadas, depois que eles estiverem concentrados e elimite o resto no modo automático da arma, ou lança granadas. Estória digna de filme de ação dos anos 80, bons gráficos, jogabilidade boa e SANDBOX atual! Crysis, merecia um remake, na CRYENGINE 3 ou mais nova, mas a Crytek anda meio capenga parece, mas, quem sabe, nessa onda de "remakes" como o COD MW e o GEARS OF WAR, pq não ? Disparado na minha opinião, o melhor de todos, não tecnologicamente, mas por pena da mixórdia de argumento da estória de Crysis 2 e 3, que parecem até mesmo enredo de filme pós apocalilptico adolescente, tipo Divergente ou Jogos Vorazes (nome pronto pra produção XXX). Enfim, fica o relato. Uma boa surpresa depois de tantos anos na dúvida.
  5. 4 points
    realmente é algo muito amador lançar algo com problemas de aquecimento do jeito que foi. Pra se ter uma idéia aqui em produtos que serão lançados, pegamos protótipos com o design final e enchemos de termopares(pontos de medição de temperatura), colocamos o equipamento em carga máxima, em uma câmara com temperatura ambiente de 50°C e deixamos rodar por uma semana ( ou menos se apresentar defeito), e traçamos curvas termicas de praticamente todo componente que esquente. Assim podemos atacar exatamente um eventual ponto que foge dos padrões de temperatura. E olha que somos nanicos comparados a uma M$ ou Sony....
  6. 3 points
    O tão aguardado Project Y da Watermelon Games está próximo de ver a luz do dia. Há poucas horas, o site www.paprium.com abriu a pré-venda dos cartuchos em diferentes versões, além de um arcade stick temático exclusivo em quantidade limitadíssima. O jogo está em produção há 4 anos e tinha a ambição de ser o segundo maior jogo já feito para Mega Drive com 40Megabit, ficando atrás apenas de Pier Solar and the Great Architects, de 64Megabit, da própria Watermelon. O que sacodiu a comunidade retrogamer nas últimas semanas foi o anúncio de que o tamanho do jogo DOBROU. Serão 80Megabit, algo inimaginável nos tempos áureos do 16bit da Sega. Sonic 3 & Knuckles, por exemplo, tem 37Megabit com 2 cartuchos combinados e era o maior jogo já produzido para o Mega até a chegada de PierSolar. O Beat'em Up terá mais de 24 fases, mais de 5 personagens jogáveis, vários modos de jogo, sprites enormes, 60fps e save slots. Além dessa quantidade absurda de dados no cartucho, o jogo virá com um chip de áudio auxiliar no cartucho que permitirá a Paprium soar 24 canais de som reproduzindo samples de 48KHz em FM e PSG. Como eles mesmos disseram, nada é grandioso demais para o Mega Drive. Impressionante! Os 1988 primeiros a comprarem uma versão do jogo durante a pré-venda receberão junto um mangá exclusivo com a história do jogo. CORRA!. Eu já garanti o meu! Essa é a hora de garantir por um preço decente o que será um marco na história retrogamer. Nenhum everdrive rodará esse jogo por enquanto, e provavelmente emuladores também não, por causa da arquitetura do chip auxiliar.
  7. 3 points
    Galera depois de 2 anos um camarada do forum gringo me ajudou, basta trocar o cristal próximo ao x5 por um de 20 Mhz. O antigo cristal em x5 estava em dessincronia com o novo cristal 14.318, fazendo com que o cd não fosse lido. Pra quem estiver enfrentando o mesmo problema eis a solução. Abraços!
  8. 3 points
    A maioria das pessoas nem se deram ao trabalho de ler o PL para entender. Terceirização já é algo que existe a tempos, e graças a Deus estão flexibilizando a CLT, que só fode cada vez mais o brasileiro. Empresas deixam de contratar todo o ano por conta da carga trabalhista que a CLT joga pra conta das empresas, mas para algumas pessoas, é melhor ter um desempregado do que deixar que o trabalhador negocie suas proprias condições de trabalho. Para quem quiser dar uma olhada em uma analise com dados, longe do vies esquerdista e dos bordoes e mentiras por eles replicados, deixo esse link: http://theglobalp.com.br/conheca-5-razoes-para-defender-a-terceirizacao-do-trabalho/ Acho que o maior setor impactado por isso é o de serviços públicos, com a terceirização, vamos bancar cada vez menos servidores públicos e com a contratação de mao de obra terceirizada, os prestadores de serviço irão, na teoria, ser obrigados a prestar um serviço melhor de qualidade, já que naõ tem toda a burocracia da lei de contratação de servidores publicos. CLT e salário minimo só trazem mais desemprego e miséria, causando o efeito oposto daquilo que foram destinados a fazer, não é a toa que em países como a Suíça, de uma população esclarecida, todos os anos eles rejeitam a criação de um piso minimo salárial. Mas vamos continuar repetindo bordões, de que foi golpe, de que sao fascistas e bla bla bla...
  9. 3 points
    Quero um jogo 3D com uma dose razoável de exploração, sem essa linearidade absurda que se vê nesse trailer. Quero estar no comando sempre, e não entrar nessas porras de aceleração automática o tempo todo. Quero ambientes bonitos, não essa tentativa tosca de ser badass hardcore grimdark. Enfim... quero SONIC ADVENTURE 3, porra!
  10. 3 points
    The upcoming Wonder Boy: The Dragon’s Trap remake from DotEmu and Lizardcube will feature not only a playable Wonder Boy, but a newly created Wonder Girl as well. Over at the PlayStation Blog, Lizardcube art director Ben Fiquet has a post discussing his redesigns of the game’s 8-bit graphics for the 21st century. Wonder Boy: The Dragon’s Trap will launch for PlayStation 4, Xbox One, and Switch on April 18. A PC version will launch via Steam “a few weeks after.” Watch the Wonder Girl reveal trailer below. http://gematsu.com/2017/03/wonder-boy-dragons-trap-reveals-playable-wonder-girl
  11. 3 points
    Wonder Boy: The Dragon’s Trap lets you switch from HD to 8-bit at any time Wonder Boy: The Dragon’s Trap will have a “Retro Feature” that lets you switch between modern and 8-bit retro graphics modes at any time, publisher DotEmu and developer Lizardcube announced. Players will also be able to enter passwords from the 1989 original game to load their saves. The remake of Wonder Boy III: The Dragon’s Trap is due out for PlayStation 4, Xbox One, Switch, and PC this spring. Read more about the game here. Watch a trailer showcasing the new Retro Feature below. http://gematsu.com/2017/02/wonder-boy-dragons-trap-lets-switch-hd-8-bit-time
  12. 2 points
    E a versão original (no pacote StarCraft Anthology) passará a ser grátis. https://arstechnica.com/gaming/2017/03/starcraft-remaster-unveiled-and-original-sd-version-becomes-free-as-in-beer/
  13. 2 points
    Façam do Warcraft 2 tambem, por favor!!!!!!!!
  14. 2 points
    Bacana. Infelizmente o espaço que a mídia dá pra pessoas "comuns" eh pouco. Se fosse negro e/ou homossexual, apareceria em todos os sites de notícias.
  15. 2 points
    Escolheram bem pacas o nome do cara. Lourenço o Cangaceiro. OLHA A PEIXEIRA!!
  16. 2 points
    Mas claro que já sabemos que a verdadeira Wonder Girl se chama Mônica!
  17. 2 points
    eu acho exatamente o contrario acho q tem q aproveitar agora e foder tudo e todos os envolvidos, para os que surjam depois tenham (talvez) uma mentalidade diferente
  18. 2 points
    "Esgotou" ou... "Esgotaram" pra não ficar feio?
  19. 2 points
    bateram a meta no https://www.catarse.me/trajes_fatais agora, meta estendida para novos personagens: pirei forte na guria do frevo, no saci e no gaúcho
  20. 2 points
    Que isso, rumo a voltar a ser mais um país da América latrina! Vamos disputar com a China com pior qualidade para trabalhar!
  21. 2 points
    Consegui arrumar essa pik. Acontece que o resistor que eu soldei pra mudar região estava com uma perna qbrada, puxei o fio fora quando tirei e quebrei, burro pra kcta mas soldei meio q na gambiarra e funcionou, agora boot ta colorido! E os games rodando de boas, finalmente drim mortao reviveu. Kkk Heimviado de um S7 Edge usando TeTaTalk.
  22. 2 points
    A ideia de uma plataforma única é ideal pra Nintendo até do ponto de vista de desenvolvimento, já que eles não têm time de desenvolvimento pra manter duas plataformas com jogos diferentes, até pq o público é basicamente o mesmo.
  23. 2 points
    Não vejo sentido nesses consoles-nostalgia. Qualquer PC produzido neste SÉCULO consegue emular perfeitamente Atari, NES, Mega Drive, etc.
  24. 2 points
  25. 2 points
    https://www.twitter.com/GeneticJen/status/843024770899873792 Esse tipo de história faz a internet valer a pena. Sensacional. Achei foda o cara ter metido a cara, e chegado lá. Infelizmente muitas vezes as pessoas são tão negativas e destroem o ímpeto de alcançar algo além.
  26. 2 points
    Olha...temos elementos de folclore bem melhores para fazer jogos melhores. Porém, qualquer coisa nacional, fica estranha, pois, simplesmente quer associar o jogo com o Brasil, sendo que a nossa estória de colônia de exploração, não enaltece a figura do herói, apenas estereótipos nacionais. Qual será o próximo? Weslei o funkeiro? Paulo o gaúcho? Não dá apenas pra inventar uma estória de ficção e utilizar? A produção de jogos nacionais, ainda sofre do mesmo mal da maioria dos filmes nacionais, a zé-manezisse dos produtores de querer fazer alguma coisa que LEMBRE o Brasil, de alguma forma. E essa porra é Guilty Gear Puro.
  27. 1 point
    Bem pessoa, lá em setembro de 2016 eu comprei um GBC usado que veio com a caixa de som ferrada. Peguei e fui de atrás de trocá-la e aproveitei o momento pra gravar o procedimento e publicar na rede mundial de computadores. Acontece que fiquei enrolando pra editar e só terminei hoje (a edição continua meia boca). O procedimento é bem simples, dois pingos de solda e acabou.Caso eu tenha postado na área errada ou desrespeite alguma regra do fórum (por postar um vídeo meu), já fica aqui meu pedido de desculpas. O que você vai precisar? - Ferro de solda - Estanho - Chave Philips - Chave Y - Sugador (opcional) -Speaker pra substituição (pode ser aqueles de carrinho do Paraguai) Procedimento simples, acho que a parte mais delicada é soltar o cabo flat da tela, mas fora isso o resto é de boas. Nas minhas pesquisas, encontrei um cara que mostrava como trocar a caixa de som do GBC por um do DS Lite e o som ficou muito bom. A única coisa que o cara teve que "adaptar" a carcaça do GBC, quebrando uma parte para encaixar o speaker.
  28. 1 point
    Olá, Se o mesmo "esforço e incentivo" que é dado neste país para descobrir "talentos de futebol" fosse aplicado em outras áreas, teríamos muito mais exemplos como esse aí de baixo. http://g1.globo.com/educacao/noticia/filho-de-trabalhador-rural-e-professora-campeao-de-matematica-e-aceito-no-mit.ghtml Filho de trabalhador rural e professora, campeão de matemática é aceito no MIT João César Campos Vargas, de 18 anos, é um dos quatro brasileiros aceitos por uma das universidades mais importantes do mundo em 2017. Por Vanessa Fajardo, G1 17/03/2017 07h00 Atualizado 17/03/2017 08h48 Filho de trabalhador rural e professora, campeão de matemática é aceito no MIT Quando pegou gosto pela matemática, João César Campos Vargas morava em Passa Tempo (MG) e estudava em uma escola estadual onde a mãe é professora. A paixão pelos números o levou para escolas em Belo Horizonte e, depois, em São Paulo. Agora, aos 18 anos, se prepara para ficar ainda mais distante da cidadezinha mineira de 8 mil habitantes: João César é um dos quatro brasileiros aceitos em 2017 pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT). Os nomes dos novos aprovados foram divulgados na noite de terça-feira (14), o Dia do Pi. O MIT fica em Cambridge, nos Estados Unidos, e é uma das universidades mais importantes do mundo, reconhecida no campo da tecnologia e das ciências exatas, mas com destaque também nas áreas de humanidades como economia e negócios. Colégio federal e bolsa particular João César gosta de Minas Gerais, pensa em voltar em morar em Belo Horizonte, mas acredita que se tivesse ficado por lá, onde se mudou para estudar em um colégio técnico ligado à Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), teria mais dificuldade em ‘aplicar’ – termo usado para disputar vagas em instituições nos Estados Unidos. No ano passado, Vargas se mudou para a cidade de São Paulo para cursar o terceiro ano do ensino médio no Colégio Etapa. Na escola, teve o talento reconhecido com uma bolsa integral e teve ainda hospedagem bancada para poder se concentrar somente nos estudos. Já consciente de que seu exemplo pode servir como exaltação irrefletida ao ensino público, ele reconhece a importância das oportunidades que teve e ressalta que é preciso esforço e estrutura para alcançar um objetivo como a aceitação no MIT. O processo de seleção das universidades americanas (o nome em inglês é application), inclui provas, testes de proficiência em inglês, redações, cartas de recomendação, entrevistas e análise das atividades extracurriculares. Veja o 'quadro de medalhas' de João César em olimpíadas de matemática desde 2013 (Foto: Editoria de Arte/G1) Olimpíadas x oportunidades = MIT João César diz que o pai, Leonel Vargas, trabalhador rural aposentado, tem uma “ideia vaga” sobre o que é o MIT. Mas o avô, por exemplo, não faz nenhuma noção. A mãe, Helena Maria, professora de história, conhece a importância do instituto. Mesmo especialista em humanidades, a educadora conhece a importância do MIT para estudantes de todo o país que participam das olimpíadas de matemática. Foi justamente nesse tipo de competição que João César se destacou e viu seus horizontes se abrirem. O mineiro conquistou sua primeira medalha na Olimpíada de Matemática das Escolas Públicas enquanto cursava o 6º ano do ensino básico. "Agora olho pra trás e penso que tudo isso pode ter começado com uma simples prova da OBMEP que minha mãe me trouxe na minha terceira série", comenta. Atualmente, a coleção tem cerca de 20 medalhas, incluindo uma prata na competição internacional do ano passado, em Hong Kong. Vargas viajou para países como Moçambique, Uruguai, Tailândia, Romênia e Chile para competir representando o Brasil. “No começo eu só via a Obmep [Olimpíada de Matemática das Escolas Públicas], depois conheci outras olimpíadas, almejei as internacionais, fui agarrando as novas oportunidades que surgiam. Soube que podia disputar vaga nos Estados Unidos e essa ideia me atraía muito, em especial o MIT porque é muito forte em matemática.” Essa é a área que João César quer estudar, pensa em virar pesquisador e dar aulas em uma universidade. Fora ou dentro do Brasil. Para ele, as olimpíadas foram fundamentais para ver um lado menos conhecido da matemática. “Comecei a gostar de matemática bem cedo, entrei para um programa de iniciação científica e também estudava por conta própria. Cada vez que eu fazia os problemas e descobria coisas novas, eu me sentia mais interessado”, diz. Espera por resultados João César ainda aguarda o resultado de outras universidades que também aplicou – entre elas, Princeton, Harvard, Stanford e Yale. Também precisa das respostas dos pedidos de bolsa de estudo, que são concedidas a partir da situação socioeconômica da família. Um curso em uma universidade americana de ponta custa, em média, R$ 700 mil reais pelos quatro anos de estudos, incluindo despesas com hospedagem e alimentação. Para conseguir um ‘sim’ de universidades tão prestigiadas como o MIT, que são buscadas por alunos excelentes de todo o mundo, João César diz que as instituições valorizam o interesse específico do candidato. “Mas como existem muitos alunos com esse perfil, é necessário ter um diferencial. Algo que as universidades olhem e acreditem que você é especial. Em geral, é o conjunto de fatores que vai fazer você ser quem você é. No meu caso, a matemática foi um diferencial, mas acho que meu background, o fato de eu ter vindo de escola pública ajudou.” João César Vargas tem 18 anos e nasceu em Passa Tempo (Foto: Leonardo Pessanha/Divulgação)
  29. 1 point
    Se demorar, já era. Melhor garantir logo. A essa altura, o mangá exclusivo você já perdeu. Jajá perde o jogo também.
  30. 1 point
    Rapaz, finalmente, depois de tanto tempo a AMD conseguiu bater de frente novamente com a Intel. Fico feliz, concorrência é sempre bom para aquecer o mercado e principalmente para o bolso do consumidor. Não uso desktops para jogos, uso consoles por questão de gosto, mas uso note para trabalho e tarefas do dia a dia. Mas uso bastante ele em games PC like, como jogos de estratégia, simulação e alguns FPS's que são melhores no PC, como o CS GO e outros da steam e tal. Sempre tive que comprar note com CPU da Intel por falta de opção, é foda achar um da AMD da linha A10 ou A8 para comprar, gosto muito da AMD em notebooks devido ao conjunto CPU+GPU (APU) que fornece maior qualidade e preço, principalmente esses da linha A. Essa nova linha tem que vingar, vai ser meu novo note, quem sabe um R5 ou R3 que com total certeza terá uma APU com video decente e respeitado para rodar esses jogos que tanto gosto sem engasgos. Torcendo aqui para o mercado ficar abastecido não só com desktops, mas com notes da AMD também, o bolso agradece.
  31. 1 point
    Meu caso... 35 anos ainda não estou chato como os velhotes de 40, posso curtir os 2 lançamentos
  32. 1 point
    Quem realmente gosta de Sonic está curtindo o que foi mostrado dos 2 até agora.
  33. 1 point
    Vocês são velhas chatas. O 16-BIT dourado grandão é muito mais chamativo e legal pra capa
  34. 1 point
    Amen to that!!! Comprarei no dia do lançamento. Melhor RTS ever, e tb um dos melhores jogos de todos os tempos. Esse foi um dos dois jogos que me fez vender meu PS1 e entrar para a master race. O outro foi Half-Life 1.
  35. 1 point
    Atualização do Windows e BIOS das placas mães disponíveis, fazem o Ryzen 1700X com 3,9 GHz superar o i7700K com 5,0GHz em muitos dos jogos que antes perdiam em desempenho Acho que agora, a Intel deverá realmente ficar preocupada! Falow!!!
  36. 1 point
    Quanto aos melhores jogos de uma plataforma é relativo: tem gente que justamente vai olhar o set desse aparelho e vai: "Poxa tem aquele joguinho da minha infância" mesmo que seja um só desses jogos ou mesmo vai comprar pra ter o feeling da época e vai deixar de lado por conta de não ter tempo pra aproveitar e jogar ou simplesmente pra ligar eventualmente também. Tem o fato também Tec Toy que convenhamos: pra muitos significa garantia se o troço por acaso der defeito, e por ser uma empresa presente no mercado desse tipo de produto. Isso também conta pontos pra pessoa adquirir no final. Burrice, sim pra quem conhece o mercado e o acompanha. Mas pra um leigo isso passa desapercebido e esse leigos que vejo que dão sustentabilidade ao mercado de jogos e vem se perdendo a cada ano, principalmente crianças que não tem pais gamers e vão depender do interesse na cultura gamer, senão vão se contentar com jogos de celular mesmo.
  37. 1 point
    muito provavelmente todos esses personagens foram desenvolvidos ja nas primeiras fases de planejamento o que aconteceu é que escolheram poucos personagens para trabalhar em cima e mostrar na demo/beta justamente para exemplificar a qualidade do jogo se revelassem esses chars novos antes, o risco do pessoal nao acha-los interessantes e nao quererem custear o projeto era mais alto. eu ainda acho q nao deveriam ter mostrado tanto mesmo com a meta batida. talvez tenha sido uma homenagem, ja que o jogo ficou muito tempo no development hell ps.: sei que o nome do dev é onanim mas onani em japones significa masturbacao
  38. 1 point
    Olá, 100% dos frigorificos fazem isso? Ou apenas 21 que estão sendo investigados de um total de mais de 4100 locais? Se for uma quantidade grande de frigorificos envolvidos, ok. Se estiverem só nesses 21 locais, sinto muito, errou a mão. Confirma bem antes de divulgar. Divulgue após prender todo mundo e passe a mensagem de que ""havia um problema, e foi resolvido, está tudo bem agora".
  39. 1 point
    Olá, Sim. É um problema maldito. Admissão por concurso publico e estabilidade são justificadas com "se não tiver isso, basta trocar o político, que viram as repartições do avesso". E isso É VERDADE, vemos isso nos famosos "cargos comissionados" (que parecem justamente a brecha-gambiarra pra contornar a questão acima). Aí você cria "estabilidade" e pronto: vários (não todos) se "acomodam" em suas cadeiras e ficam cagando e andando pro resto, apenas esperando a aposentadoria chegar. É um imbróglio difícil de resolver. PORÉM, AGORA COM A PL DA TERCEIRIZAÇÃO, OS CORREIOS PODERIAM TERCEIRIZAR SEUS SERVIÇOS.
  40. 1 point
    Um mapa viria bem a calhar, especialmente considerando que o mundo é tão grande que pra vc tomar uma curva errada e sair em outro ponto é daqui prali. Seria lindo tb tirar totalmente o HUD da TV e jogar pro controle, o jogo já é lindo como está, se tivesse a imagem "limpa" dava pra perder muito tempo só passeando.
  41. 1 point
    Ue, se as empresas acham que o que pagam aos indianos, esta de acordo com o valor de trabalho que ele produz, não tem problema nenhum. A questao da imigração é diferente, pois nao e justo, um pais ser organizado e ser obrigado a absorver o contingente de mao de obra de outros paises desorganizados e de culturas diferentes. Vejam quando migraram os serviços de call centers dos EUA pra India e Paquistao, varios americanos perderam seus empregos, mas graças a liberdade de contratacao, conseguiram se realocar em outras areas, sem precisar o governo criar uma lei de reserva. Alias, lembra da lei de reserva de mercado na area de computadores que tinhamos aqui? Qual empresa brasileira hoje é conhecida mundialmente por ter se beneficiado dessa lei? Nenhuma. Pois é, mas tem gente que acredita que o empregado tem o dever moral de bancar o trabalhador vagabundo que fica o dia inteiro no facebook e produzindo menos do que deveria. Mais direitos, menos deveres.
  42. 1 point
    Basicamente isso, somente a galera concurseira que deve ficar com medo, já que sera bem mais barato contratar um terceirizado do que abrir edital, aplicar prova e toda a burocracia pra entrar no serviço publico.
  43. 1 point
    Olá, O mercado não é tão livre quanto se pensa. E na questão de mudança de local, mesmo mudança de cidade ou estado, dentro do Brasil (que é um país muito grande - algo que realmente torna este país muito diferente da Suíça ou até da Noruega, que tem o melhor IDH do mundo) já é complicado. Basta ver que muitos do problemas de exageros trabalhistas vem de regiões afastadas (Norte, Nordeste em alguns locais), onde as condições de trabalho são precárias demais, mas simplesmente "não existe outra opção". As grandes empresas (Carnes, Construtoras, etc) fazem parte de um outro problema do país (que é justamente o que eu falei ali em cima: tem um monte de merda interconectada, não adianta tentar resolver uma "pontinha" sem tentar ver o resto). O problema dessas grandes empresas se chama BNDES e a política "paternalista/corporativista" do Estado brasileiro SOMADA ao "COMODISMO" do empresário brasileiro que também ADORA UMA TETA. Não é só "trabalhador" que quer uma "teta": empresários brasileiros, se não tiverem o apoio do BNDES, as vezes com "regras de proteção" esdrúxulas que jogam a conta toda nas costas do governo se o empresario cagar no pau, simplesmente "não abrem suas empresas". Se queremos "livre" mercado, tem que acabar também com essa putaria de "empréstimo subsidiado" pelo governo para empresas (que fica criando esses "monstros", que vem de uma cultura chamada "campeões nacionais"). O empresário que tome no cu e vá pegar empréstimo em banco privado. Se quebrar, azar dele. Tem um monte de coisa relacionada e que tem que ser mexida. Por que caralhos só mexem "numa coisinha"? É igual a bosta da "Reforma da Previdência": o INSS tá uma bosta, mas aquilo é uma caixa preta, que ninguém sabe explicar quanto $ entra e quanto $ sai (e pra onde vai cada coisa). Qual a solução? Avaliar o SISTEMA TODO e ver o que pode ser feito de forma DECENTE e bem-feita? Nada disso, bora fazer mais uma gambiarra "à brasileira": aumenta a idade, aumenta o tempo de contribuição (empurra com a barriga e fode muita gente) e... FODA-SE. Mas políticos continuarão a se aposentar com 8 anos de mandato. Parabéns. Olá, Olha, na minha opinião, os políticos nunca pensam em nenhum instante, no povo ou no país. Essa medida deve estar sendo aprovada justamente porque deve ter "vantagens políticas".
  44. 1 point
    Olá, A CLT é uma bosta porque está ultrapassada e onera o empregador pra cacete. Isso é fato. MAS... eu não vejo na proposta de flexibilização da CLT coisas como "redução na carga de tributos que o EMPREGADOR deve pagar ao governo". Normalmente, as flexibilizações são no sentido de diminuir o que o empregado recebe. Normalmente, dessa proporção absurda que a CLT gera (1 salario para o empregado + 1 salario de encargos) uma parte enorme vai para... o governo! Quer flexibilizar? Beleza, mas reduzam o lado dos malditos impostos também. Quando você vê noticias como esta: http://oglobo.globo.com/economia/proposta-de-reforma-trabalhista-preve-negociacao-ate-de-ferias-13-salario-19864000 Dá pra ver que a "flexibilização" não é "imparcial". O governo não vai abrir mão de um só centavo que pertence a ele (o empregado que se foda). Quanto à terceirização: vai apenas criar mais "intermediários" no meio do caminho. Ler uma notícia que fala que isso é bom, e tals, é uma visão "romântica" do funcionamento da coisa toda. Na prática, não vai ser tão "bonitinho" assim ("Ah, empresa X não quer mais fulano? Bota ele em na empresa Y!"). Para tarefas "comuns" em diversas empresas (RH, Limpeza, Segurança, Manutenção), isso até pode acontecer. Mas quando as empresas se arriscarem a terceirizar sua atividade "principal", acho que merdas irão acontecer. E não vejo nenhuma delas como "empregado com maior poder de barganha". De qualquer forma, o Congresso já aprovou. E o Temer não vai vetar. Então, já era. EDIT: e é uma merda viver num país que não é a Suíça. Se aqui não tiver o salário mínimo (que é uma benção e uma maldição), vai ter empregador oferecendo 200 reais por mes de salario. E infelizmente (incrivelmente) vai ter gente ACEITANDO isso e se matando de trabalhar por essa quantia. Vira e mexe aparece noticia de trabalho escravo em algum canto, imagine se não tiver nem o minimo pra se cumprir.
  45. 1 point
    Terceirização de atividade fim é uma trozoba de 33cm no meio do rabo de cada trabalhador. Pela bilionesima vez, ficou claro para quem o Congresso NÃO trabalha. O povão, por outro lado, faz o de sempre: fica preocupado com quem estava chupando quem debaixo do edredom no BBB666 ou com o próximo jogo do Curintia. O clichê desta latrina. EDIT: O mais importante, eu não destaquei: o bagulho é da época do FHC, quando PSDB, PFL e PMDB andavam abracadinhos. E o discurso era louvar o Mercado sobre todas as outras coisas.
  46. 1 point
  47. 1 point
    Eles tinham de manter só o New 3ds (e talvez uma revisão similar no 2ds). Se lançar um para substituir ele, vai canibalizar o Switch.
  48. 1 point
    Tão vendo só, tem muita coisa boa do Sonic nos dias de hoje.
  49. 1 point
  50. 1 point
    Cara essa idéia que você deu seria perfeita para um Sonic & Knuckles 2... Como a SEGA deixou passar isso batido até hoje? A mecânica do Sonic Lobisomem seria perfeita para o Knuckles já que o personagem lobisomem tem um carisma zero apesar de uma boa jogabilidade. Sim isso é verdade, o Sonic & All-Stars Racing Transformed é o melhor jogo da fusão Sonic + Corridas, além de puxar vários elementos nostálgicos.