Jump to content

setzer

Membro Ativo
  • Content count

    4,535
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    14

setzer last won the day on October 30 2018

setzer had the most liked content!

Community Reputation

736 Contribuidor oldschool

About setzer

  • Rank
    Bitch, please...
  • Birthday 12/09/1987

Contact Methods

  • Website URL
    http://insertcoinblog.wordpress.com/
  • ICQ
    0

Previous Fields

  • Registro Inicial
    01/12/1980

Recent Profile Visitors

7,076 profile views
  1. Eu não tive um Sega CD na época dele, mas lembro que babava nele quando via nas lojas. Era um sonho de consumo, sem dúvida! Não teve todo o futuro que o povo esperava, mas para mim, na época, foi espetacular.
  2. Poxa, achei legal essa versão! Nunca me interessei por esses Atari Flashback, mas esse parece decente! Será que virá muito caro?
  3. 25 anos de Doom

    Top demais! Seria um sonho se essa moda pegasse. Já pensou mais fases dos jogos dos anos 90 que a gente mais gosta sendo lançadas? Em tempo: quem não jogou, jogue aquele Doom 2016. Me bateu até uma vontade de jogar de novo aqui!
  4. Resident Evil 1 para Mega Drive

    Achei legal, mas o boneco anda devagar demais! Dá agonia até de ver.
  5. Hahahahahah que lixo! Não creio que até o SNES Mini roda os jogos melhor que PSOne Mini. Piada total!
  6. Pra mim esse Space Harrier II de Mega é perfeito. Foi um dos primeiros jogos que conheci de Mega Drive, e antes nunca tinha ouvido falar da série (seja no arcade ou no Master). Então quando vi fiquei de cara com o 3D e tudo mais.
  7. Sony anuncia Playstation Mini

    Já esperava algo meia boca pela lista porca de jogos. Mas não a esse nível. Minha nossa que lixo. Esperava mais da Sony.
  8. Em 94 meu primo comprou esse primeiro Fifa logo quando lançou, para Mega Drive (mais para frente, o jogo ficou para mim, que está bem guardado até hoje). Todos os primos piravam pra jogar, ainda mais que era ano de Copa do Mundo. Eu lembro que achava muito difícil o jogo: o controle não era preciso, era fácil perder a bola por qualquer coisa, etc. Nos anos seguintes descobri International Superstar Soccer de SNES, naqueles cartuchos piratinhas X em 1. Aí sim peguei gosto pelo futebol no video game. Era outro nível. Tanto é que gostoso de jogar até hoje.
  9. Ache o erro..

    Esse N64 com controle sem fio tá top. Em 1993 minha TV era pretona, bem redonda, e ali na estante ficavam ligados Master System e Mega Drive. Creio que eu ainda não tinha o Super Nintendo, que fui ter em 1994. Mas era legal demais todo mundo grudado assim na TV, com olhar fixo, sentados no chão. Só faltou uma revista de video game do lado e uns salgadinhos.
  10. Eu era muito fã de Tartarugas Ninja nessa época (o desenho). Aí lembro que comprei uma revista de video game e nessa revista tinha uma propaganda de uma loja falando do jogo. Nossa, pirei em saber que existia um jogo das Tartarugas Ninja. Infernizei meus pais para ligarem lá e comprarem, até que os coitados fizeram minha vontade. Depois de algumas semanas chegou em casa, pelo Correio, o jogo piratinha de Mega Drive. Cara, que saudades! Lembro até hoje desse dia.
  11. Mas o jogo é bom, apesar desses chars fora de contexto? Eu parei no Tekken 3, então não sei o que esperar disso.
  12. Alguns pontos que considero: - Realmente os anos (e consequentemente as gerações de consoles) estão voando. Como assim 5 anos? Por coincidência hoje estava lembrando quando comprei meu PS3 (sim, o 3), e parece que foi ano passado, sendo que foi quando lançaram Yakuza 3! - Essa geração não foi a mais acessível, falando de preços. A geração passada foi muito mais acessível, os jogos de Xbox 360 principalmente foram muito mais baratos que os de One. Mas o de PS4 também ficaram mais caros que os de PS3. - Em termos de bons jogos, também achei essa geração pior que a anterior. Tiveram poucos jogos incrivelmente bons, como Witcher 3. - Como o @weezer bem lembrou, foi ótimo ter acabado aquela geração de FPS genéricos da geração anterior. Doom é o melhor FPS que joguei nos últimos anos. - Essa moda de battle royale foi algo que não me pegou. - Em termos de gráficos, não acho que melhorou tanta coisa em relação a geração anterior. O que evoluiu muito foi o tamanho dos mapas - o que não necessariamente eu acho bom, já que tenho um pouco de preguiça de explorar mundos absurdamente grandes. - A MS foi fraquíssima em jogos exclusivos, mas foi melhor em hardware, entregando o Xbox One X. A Sony fez muito bem a lição de casa no aspecto jogos exclusivos, mas pecou no hardware. A Nintendo continua mandando bem nos seus first party e correndo por fora nessa briga. No geral achei essa geração bem mediana. Nada me empolgou muito, mas sei que ao mesmo tempo estou ficando cada vez mais velho e assim as coisas parecem cada vez menos interessantes (e o saudosismo com coisas antigas só aumenta - coisa de velho).
  13. Cara, isso resumia muito aquela época. A gente se matava de tanto jogar um jogo ruim, que de tanto jogar acabava até virando bom. Tenho muita saudade desse tipo de coisa...
  14. Nossa, galera, eu nunca consegui ver Eternal Champions como um jogo decente. A ideia, os personagens e tal, eram bacanas. Tinham aquela violência do tipo MK-clone, mas de resto não salvava nada. Não sei como vocês gostam.
×