Jump to content

Labris

Membros
  • Content count

    10
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutro

About Labris

  • Rank
    Membro
  • Birthday 08/12/1986

Contact Methods

  • Website URL
    http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=17647763181008264579
  • ICQ
    0
  1. Agora q o preço do LCD cai...

    Tá! O texto é grandinho, mas vale a pena! OLED Organic Light-Emitting Diode ou diodo orgânico emissor de luz é uma tecnologia criada pela Kodak em 1980 e que promete telas planas muito mais finas, leves e baratas que as atuais telas de LCD. A idéia é usar diodos orgânicos, compostos por moléculas de carbono que emitem luz ao receberem uma carga elétrica. A vantagem é que ao contrário dos diodos tradicionais, essas moléculas podem ser diretamente aplicadas sobre a superfície da tela, usando um método de impressão. Acrescentados os filamentos metálicos que conduzem os impulsos elétricos a cada célula. Uma das principais características da tela orgânica é que ela possui luz própria. Com isto não necessita de luz de fundo ou luz lateral, (backlight ou sidelight) e ocupa menos espaço, dois fatores que tornam a tecnologia muito interessante para uso em computadores de mão e notebooks. Outra importante característica é que por emitir luz própria cada OLED quando não polarizado torna-se obscuro obtendo-se assim o "preto real", diferentemente do que ocorre com LCDs que não conseguem obstruir completamente a luz de fundo e ainda neste caso não há consumo de energia para a modulação de luz de fundo. Além destas vantagens as telas OLED possuem baixos tempos de resposta (uma das principais desvantagens do LCD), podem ser visualizadas de diversos ângulos (até 180º), têm contraste muito melhor (de 1000:1 contra 100:1 das telas LCD no escuro), suportam melhor o calor e o frio, além de ser produzidas de forma mais simplificada e usando menos materiais do que os LCDs. PLASMA Foi criado em 1964, na Universidade de Illinois, por Donald L. Bitzer e H. Gene Slottow. Originalmente monocromática (verde ou laranja), em 1975 se iniciou um projeto para a criação da tela de plasma colorida. Encabeçado por Larry Weber, da Universidade de Illinois, o projeto foi concluído em 1975. O plasma hoje é uma superfície plana e leve coberta por milhões de minúsculas bolhas de vidro. Cada bolha contém uma substância gasosa, o plasma, e é revestida com fósforo. Pense nas bolhas como pixels. Agora, pense que cada pixel-bolha tem três subpixels – um vermelho, um verde e um azul. No momento da exibição de um sinal de imagem (RGB ou vídeo), uma corrente elétrica controlada digitalmente passa pela tela plana, fazendo com que o plasma dentro das bolhas designadas libere raios ultravioleta. Essa luz, por sua vez, faz com que os revestimentos de fósforo brilhem na cor apropriada, acendendo cada pixel individualmente para formação de uma imagem, e atingindo o preto real com os pixels apagados em imagens escuras. ->Comparativos, e análises. As vantagens que o OLED tem sobre o LCD, o PLASMA sempre teve. O funcionamento das duas tecnologias é similar, principalmente no que diz respeito ao contraste, números de cores, ângulo de visão, entre outros. A grosso modo, o OLED seria um “Plasma evoluído”, que tem como principais vantagens em relação ao nosso Plasma atual, o consumo de energia inferior, (sendo que o consumo do Plasma muitas vezes equipara-se ao do LCD, já que seu consumo é inconstante tendo somente o pico máximo mais elevado do que os da tela de cristal líquido, que tem consumo constante, e em comparativos reais, levando valores em consideração, uma tela de 50” de plasma consome cerca de R$4,00 a mais na conta de luz durante um mês inteiro, comparado a um LCD de mesmo porte) e a espessura. Porém, é uma tecnologia muito recente, a princípio o principal empecilho para a produção de painéis comercializáveis de OLED foi o fato de a vida útil ser muito curta, chegando no máximo a 5.000 horas. Aparentemente conseguiram estender a vida do painel, mas o valor ainda não é praticável, mas já há sim, monitores de OLED sendo comercializados, porém a aplicação em televisores, principalmente no Brasil, acredito que levará bons anos. Pra vocês terem uma idéia, cerca de 30% da população nacional ainda tem televisor de tubo de 14”, e a previsão para ALGUMAS industrias pararem de produzir os CRT é fim de 2009. Tecnologia há! Porém o mercado nacional é cheio de “Viadagens!” O lançamento dos Full HD no Brasil já foi um passo equivocado, foi mais jogada de marketing do que melhoria propriamente dita, sendo que dispositivos como Blue Ray, necessários para alcançar os 1080p tem preços astronômicos, e em telas pequenas o Full HD não passa de argumento para impulsionar vendas, pois não há melhora real de imagem em relação a HD. Enfim... Vamos esperar os avanços pra ver no que vai dar! Artigos / Articles Funcionamento de TV Plasma A tecnologia da televisão durante os últimos 75 anos tem sido baseada na tecnologia do CRT ou cathode-ray-tube. Nela há dispositivos que atiram raios de elétrons, que são partículas negativamente carregadas dentro de um tubo, feito de vidro. Estes elétrons causam o excitamento nos átomos do fósforo situados na extremidade da tela ou do tubo que é largo. Em conseqà¼ência os átomos do fósforo acendem. O revestimento do fósforo que está sendo iluminado em áreas diferentes com várias cores e intensidades variadas produzem a imagem na tela. As imagens são nítidas e vibrantes, mas as televisões convencionais são volumosas. De modo que uma tela grande resultará em uma televisão que vai tomar boa parte do quarto! Como a necessidade que é a mãe da invenção, esta dificuldade conduziu a uma nova tecnologia conduzindo ao TV de plasma. Estas unidades têm a tela larga, mas são somente algumas polegadas grossas. Um sinal de vídeo ilumina milhares de pontos dentro do monitor ou da televisão. Estes pontos são conhecidos como pixels que energizam altamente os feixes de elétron. Geralmente os pixels têm três cores - azul, vermelho e verde. Estes são espalhados uniformemente através da tela. Combinando as cores básicas em proporções diferentes, é então produzido todas as cores. A idéia fundamental da unidade do plasma é iluminar as luzes coloridas que são fluorescentes para criar a imagem. Cada pixel compreende três destas luzes - vermelho, verde e azul. Similar ao CRT, a televisão de plasma altera a intensidade das várias luzes para causar o efeito do espectro cheio de cores. A primeira geração dos displays de plasma não tinham os afinadores que recebem o sinal da televisão e faziam a interpretação para conseguir a imagem de vídeo. Mas hoje, os afinadores digitais têm sido montados na unidade principal. O plasma é o elemento central na luz fluorescente. É um gás que tem íons e elétrons de fluxo livre. Íons são átomos que foram carregados eletricamente e os elétrons são partículas que foram carregadas negativamente. Normalmente um gás é feito de partículas não carregadas. De modo que um átomo do gás tem um número igual de prótons e elétrons resultando em carga total zero. Mas a cena muda rapidamente com a introdução de elétrons livres no gás. Isto conduz ao estabelecimento da tensão elétrica através dele. Os elétrons livres discordam com os átomos que desalojam outros elétrons. Quando falta um elétron, o átomo perde seu contra peso. Torna-se um íon. No caso do plasma há uma corrente elétrica que passa completamente. Isto causa as partículas que são negativamente carregadas a se apressarem para essa região do plasma que são positivamente carregadas; no reverso as partículas que são positivamente carregadas, se apressam para a área que é negativamente carregada. Há uma corrida de partículas e uma colide com a outra constantemente. Os átomos do gás no plasma começam a se excitarem. Os fótons de energia são então liberados. Os átomos usados no display do plasma são átomos de néon e de xénon. Estes gases são contidos aos milhares em minúsculas células imprensadas entre duas chapas de vidro. Então para resumir, sabemos que a TV de plasma dá forma a um retrato do plasma ou do gás que são cheios com os átomos do xénon e do néon assim como os inúmeros elétrons eletricamente carregados e os átomos que colidem para liberar a energia ou a força. O resultado líquido é aquele sem volume extra, a área de visão começa a ficar ampliada. Em vez de ter muito volume, a TV a plasma é magra e fina. A qualidade da imagem é excelente, mas o inconveniente é o preço que ainda está acima do alcance da maioria das pessoas.
  2. Um console ser capaz de reproduzir determinada resolução, não quer dizer que necessariamente os jogos feitos para ele obrigatoriamente devem explorar a capacidade máxima do aparelho. Assim como não quer dizer, que por já serem comercializados os televisores Full HD, e ele já existir a um bom tempo, o sinal de TV deve ser repassado com essa qualidade (por mais que em ambos os casos, sejam resultados possíveis e previstos, não necessariamente isso vem de imediato). Ok... Me equivoquei ao falar da resolução de "480p", chutei muito em baixo, mas não disse em nenhum momento que o console não era capaz de produzir imagem em alta definição, mas que somente agora estão começando realmente explorar as possibilidades do mesmo, com a produção dos jogos com essa capacidade.
  3. Ok... Os televisores Full Hd contam com a máxima resolução digital da atualidade, porém, essa resolução é realmente fundamental e perceptível somente em telas acima de 50”. Por que? Bem... Por que nossos olhos não conseguem captar a diferença real de uma 768p (por exemplo) de uma com essa resolução (1920x1080) em imagens em movimentos em telas até 50”, somente em imagens estáticas (isso comparando high Definition com Full HD). E para atingir a resolução máxima do aparelho é necessário um dispositivo específico como um Blue Ray, ou um simulador com imagens gravadas com a mesma resolução da TV, e ligado no HDMI, conexão essa, que é a única capaz de transmitir sem perda de qualidade, tanto as imagens de alta definição, quanto o áudio do dispositivo a ser ligado na TV. Acima de 50 polegadas se faz necessário o Full HD por que influencia diretamente no tamanho dos pixels, conseqà¼entemente na qualidade da imagem. Por isso também, um Full HD de 32” é mera vaidade. Procure os televisores desse tamanho High Definition, com o maior número de contraste estático (real), e com menor tempo de resposta (de preferência com todos os tipos de conexão possíveis, como HDMI,vídeo componente, RCA, Super vídeo, etc). Eu ainda sou partidária do plasma, que tem um filtro diferenciado de imagens, o que otimiza desde o sinal analógico, até imagens de alta resolução, não tem tempo de resposta (é instantâneo), tem o maior contraste real dos televisores no mercado atual, e o custo benefício é muito superior ao do LCD. Mas em pequenas polegadas o LCD se aplica muito bem (lógico que dependendo da utilização, assim como o plasma). Realmente o LCD exige uma “certa distância” para que suas imagens sejam vistas por nós de forma a não repararmos em algumas deficiências da tecnologia em si (como a falta de contraste real, e má formação das cores escuras (espero que isso venha a ser melhorado logo)), e até por que, ele emite muita luz, caso você passe horas, jogando, grudado na tela, no escuro, em pouco tempo estarás com algum problema visual. E só pra completar... Estão começando agora a produzir jogos wide e com 720p só agora, a grande maioria ainda é em 480, uns wide e outros não. Da uma olhadinha na resolução do teu jogo... Só a TV não faz milagre. No mais era isso! Espero ter ajudado.
  4. Bem... Nem todos os televisores de plasma são bons, assim como nem todos os televisores de LCD são bons também. A Sony não produz televisores de plasma, somente LCD. O Contraste das televisões de Plasma é medido em contraste estático, e não em contraste dinâmico que é a medida dos LCD's, a diferença é basicamente como o PMPO e RMS no que diz respeito a som, o PMPO é uma medida aleatória para atrair compradores enquanto o RMS como a sigla já diz é a Real Medida de Som. Desmistificando alguns rumores errôneos em relação ao Plasma! Essa tecnologia só no Brasil já está presente a 10 anos, e não, não vai sair do mercado tão cedo! Por que? Simples, pois ainda é uma tecnologia mais evoluída que o LCD no que diz respeito a realidade das cores, o contraste e o tempo de resposta. Recebe melhor o sinal analógico que temos hoje, além de reproduzir sem perda de qualidade imagens em High Definition, e as da Panasonica tem a maior potência de áudio próprio, contando com 20w de potência RMS. Em relação à vida útil, isso foi mais uma coisa lançada na mídia justamente para inibir a venda do Plasma e impulsionar a venda do LCD. A vida útil de ambas as tecnologias é de 60 mil horas, que para usuários ocasionais, que vêm filmes, ou assistem tv depois que chegam do trabalho, isso varia entre 15 e 20 anos. A nova linha Viera da Panasonic contara com vida útil de 100mil horas, e contraste medido de forma dinâmica como as de LCD, trazendo o maior contraste ao mercado 1.000.000:1, 15.000:1 em contraste estático. Quanto ao consumo de energia: As duas tecnologias também se equiparam, pois o Plasma tem consumo inconstante, pois só consome quando seus pixels estão acesos, uma das diferenças cruciais, as imagens do plasma são formadas por pixels que se acendem individualmente, enquanto o LCD conta com uma "cortina de luzes", o back light que fica aceso desde o momento em que foi ligada, até a hora em que for desligada, tornando o consumo constante, e o que também faz com que as cores tendam ao excesso, e aumente o cansaço visual justamente pela intensidade de emissão de luzes. O LCD é recomendado principalmente para ambiente externos ou pequenos, pois o famoso tempo de resposta de 8 milésimos de segundos não é perceptível em telas pequenas, e é esse tempo de resposta que dá efeito fantasma em telas grandes em imagens rápidas, pois os processadores das tvs de LCD ainda são 2x mais lentos que os da de Plasma, além de o LCD não contar com o preto real, pois a intensidade das luzes do Back Light não permite a formação exata da mesma. Se o LCD fosse tão melhor assim que o Plasma, a SONY não estaria investindo milhões no desenvolvimento do OLED, que trabalha mais ou menos como o Plasma utilizando um painel de LCD, o problema é que não conseguiram estender a vida útil dessa tecnologia, ainda contam com apenas 5 mil horas. Se há alguma dessas tecnologias que vai sair do mercado, essa tecnologia é o LCD, não só por suas deficiências (que suponho tendem a melhorar), mas também pela saúde visual de seus usuários! Bem! Espero ter colaborado! Tay
  5. Meninas do Fórum!

    Então pega uma "mano" e um "vileiro" bate no "liquidificador", leve ao "forno", e temo um "malaco"! hauhauahuahuah
  6. Os aficionados por games sempre foram estigmatizados como alienados que transportam-se pra outro mundo enquanto jogam sendo difícil estabelecer dialogo ou qualquer outra interação nesse momento, e em contra partida as garotas geralmente não são levadas muito a sério no meio, mas apelar para fotos ousadas para chamar atenção? Nunca vi um garoto seminu com um joystick na frente do seu “joystick”. Talvez essa não tenha sido a intensão, algumas realmente são muito bonitas, e admiro a ousadia, a coragem quanto à exposição do corpo vestida com algo que gostam muito (os periféricos, CD´s e outros relacionados a games eletrônicos), o que revela certas torpezas do “imaginação” humana.... Mas nesse caso parecem gritar: “Somos nerds! Gostamos de games! Somos mulheres! Somos bonitas! Olhem pra mim! Me comam!” – Como muitos de vocês disseram que fariam (e com razão a levar pela beleza plástica). Opiniões à parte... Parabéns pra elas...
  7. Meninas do Fórum!

    Falo de Florianópolis. Aqui também chamamos de "manos" mas geraçmente em to de satirização... Agora Vileiros eu não conhecia! ... Geralmente em tom*...
  8. pedindo uma opinião pra galera

    E aí cara! Com o valor que estás especificando vc consegue montar um pc top, e o precessador core 2 duo já atende certas necessidades. A não ser que queiras enlouquecer o computador com coreldral, photoshop, 500 mil jogos fodásticos, programas de edição de vídeo, etc... Se tiveres habilidade para montar o pc inteiro vale mais a pena pesquisares na net lojas que vendem as pessas compátiveis com a placa mãe que desejas, pois o valor na net geralmente é muito inferior das que são vendidas no comércio local. Quanto ao notbook, é meio complicado pois a manutenção é muito cara e geralmente não é tão facil ou vantajoso futuramente fazer um up-grade. Os pc's dessas lojas que vc se refere, relmente não são muito confiáveis, uns têm a arquitetura fechada e a maioria vem "overclokado" (Se bem que isso é facil de resolver), mas nem sempre os usuários se dão por conta, e com o tempo acaba fudendo com o hardware. No mais era isso! Links de lojas virtuais já tem vários por aqui!
  9. Meninas do Fórum!

    Valeu pessoal! Pois é, agora sou a mais nova (por enquanto, espero que outras garotas apareçam) E Tens rasão quando falas de "EMOS"... Eita povino "estravagante" pra não falar pior... Além de um e outro malaco que insistem em usar seus bonés, camisas e bermudas de marcas todos rosas. Malaco por si já é uma coisas estranha, tanto sua figura quanto seu dialeto! De rosa então... Particularmente não suporto a cor! Mas... Fazer o que além de ter opinião e respeitar o outro?!
  10. Meninas do Fórum!

    Olá pessoal! Novatíssima se apresentando! Já dei boas risadas ao ler e ver as fotos por aqui! O que são os videogames e o card todos rosas!? hauhauhah E ainda tem gente que fala que mulher não tem espaço nesse meio! (tirando a crescente modinha que os garotos estão adotando de usar rosa, está cor foi até então conotada como feminina...) Enfim! Prazer em acha-los!
×