Jump to content

Aranha

Membro Ativo
  • Content count

    4,144
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    8

Aranha last won the day on January 8

Aranha had the most liked content!

Community Reputation

114 Contribuidor

About Aranha

  • Rank
    "O único dia fácil, foi o dia de ontem"
  • Birthday 02/04/1978

Contact Methods

  • AIM
    1
  • MSN
    1
  • Website URL
    http://sentandodedo.wordpress.com/
  • ICQ
    1
  • Yahoo
    1

Previous Fields

  • Registro Inicial
    1

Recent Profile Visitors

3,812 profile views
  1. Hop! Moçada, Apesar de estar cada vez mais longe dos games (e, por conseguinte, de foruns e afins) por afazeres do cotidiano (envelhecer é uma merda! rsrs) , venho até o SEGANET solicitar (caso seja possível) aos colegas foristas uma força para o melhor canal de game brasileiro (na minha opinião): o Cosmic Effect. Sei que muitos aqui já conhecem o canal, mas para os que ainda NÃO o conhecem, convido-os para ver os 6 episódios (não vai se arrepender!) do "VÍDEO DO PATREON" (abaixo está o primeiro episódio, pra não poluir o post peço a quem for ver os demais que siga a sequência disponível no próprio Youtube). Todos sabemos que criar conteúdo de qualidade demanda tempo, conhecimento, grana para equipamentos, paciência e, apesar de tudo isso - por vezes - a "resposta da audiência" não corresponde exatamente ao tamanho da qualidade disponibilizada. Aliás, bem da verdade, o que mais tem no YT (que dá audiência) são canais ruins, conteúdos rasos e muita baboseira sem sentido algum (e não falo apenas de games, digo de modo geral, estamos numa fase de entretenimento completamente idiotizado e babaca!). Diria (sem embasamento técnico) que no Brasil, esse conceito de "quanto pior, melhor" é levado mais a sério e até as últimas consequências! rsrs Pois bem, se você chegou até aqui (após ver os 6 episódios) certamente já deu pra perceber o nível de qualidade que o Eric Fraga (o criador do CFX) imprime em seus programas. Em tempos de vídeos rasos e sem qualidade alguma, ver um canal como esse é - de fato - um deleite tremendo, principalmente se você tem mais de 30 anos, gosta de games, "cultura pop nostálgica anos 80/90 e viveu aquela época dourada dos games. Acontece que o Eric Fraga trabalha com o seu CFX desde 2014 (sim, ele vive exclusivamente do canal ), entretanto, no final de 2018 duas coisas diametralmente opostas ocorreram na vida do cara: nascimento do filho e morte de sua mãe. Não vou dar maiores detalhes, no vídeo abaixo ele explica tudo: Ok Aranha, mas e ai? Bem, "e ai" que venho aqui pedir (novamente, caso seja possível para os que admiram o trabalho do cara) que o ajudem a "Conseguir Prosseguir" assinando o Patreon (onde ele dá conteúdo exclusivo) ou então assinando seu canal no Youtube (custa apenas 8 reais por mês, e ele também disponibiliza conteúdo exclusivo, ainda que em menor "volume" que no Patreon). Deixo claro que NÃO O CONHEÇO pessoalmente (apesar de já ter trocado alguma ideia com ele através da web) e que ele também não me pediu coisa alguma, eu apenas tomei a iniciativa por realmente curtir o trabalho honesto, de qualidade que ele produz e incentivar que o mesmo continue a trazer esse conteúdo de tamanha qualidade. É verdadeiramente uma ilha de ouro num oceano de merda que o YT (via de regra) se tornou. Enfim, moçada, o ideal seria abraçar uma das opções do PATREON, mas caso não dê (cada um sabe onde seu calo aperta!) creio que 8 pilas por mês não seja NADA pra ter acesso a um conteúdo tão bacana quanto esse que ele gera. O vídeo abaixo traz um pouco mais sobre como ele está seguindo em frente com o canal: É isso ai! Desde já agradeço, e digo que apesar dos pesares (e de estar afastado do mundo dos games e etc), por vezes dou minha jogadinha no Ghost Recon Wildland do PS4! Gostei tanto do jogo que só tenho ele pra PS4 desde que comprei o console rsrsrsrs (meu filho tem o Planta vs Zumbi, mas é dele, hehehehe). Quem quiser adicionar (caso curta o Wildland) e queira jogar um COOP bacana, basta adicionar: AranhaBr. Abraço e obrigado! Aranha
  2. Moçada, boa noite! Estou me desfazendo de alguns jogos para PS3, motivo pelo qual estou anunciando-os por aqui. Todos os jogos estão impecáveis, com caixa, folders, manuais, mapas (quando disponível) e mídia em ótimo estado de conservação. Caso alguém queira foto, basta solicitar o jogo que posto aqui, pois como são muitos iria perder MUITO tempo postando foto de TODOS os produtos aqui anunciados, ok? Quem estiver em SC (Blumenau) pega em mãos comigo. Desde já agradeço, e deixo abaixo a lista e o preço: ================================================================ Pro Evolution Soccer 2011 - Ps3 (mídia Física Original) R$ 20,00 Fifa Soccer 11 - Ps3 (mídia Física Original) R$ 20,00 Fifa Soccer 12 - Ps3 (mídia Física Original) R$ 20,00 Fifa Soccer 13 - Ps3 (mídia Física Original) R$ 30,00 Fifa Soccer 10 - Ps3 (mídia Física Original) R$ 20,00 Battlefield Bad Company 2 - Ps3 (mídia Física Original) R$ 30,00 Naruto Storm Generations - Ps3 (mídia Física Original) R$ 50,00 Max Payne 3 - Ps3 (mídia Física Original) R$ 40,00 Mortal Kombat - Ps3 (mídia Física Original) R$ 30,00 Ufc 3 Undisputed - Ps3 (mídia Física Original) R$ 50,00 Dragon´s Dogma Dark Arisen - Ps3 (mídia Física Original) R$ 30,00 Killzone 2 - Ps3 (mídia Física Original) R$ 30,00 Hitman Absolution - Ps3 (mídia Física Original) R$ 40,00 Diablo 3 - Ps3 (mídia Física Original) R$ 30,00 Gta Grand Theft Auto V - Ps3 (mídia Física Original) R$ 69,00 Batman Arkham City - Ps3 (mídia Física Original) R$ 30,00 Socom 4 - Ps3 (mídia Física Original) R$ 30,00 Fight Night Champion - Ps3 (mídia Física Original) R$ 30,00 Mass Effect 3 - Ps3 (mídia Física Original) R$ 35,00 Mass Effect 2 - Ps3 (mídia Física Original) R$ 35,00 Resistance 2 - Ps3 (mídia Física Original) R$ 40,00 Resident Evil Gold Edition - Ps3 (mídia Física Original) R$ 50,00 Resistance Fall Of Man - Ps3 (mídia Física Original) R$ 35,00 Dead Space - Ps3 (mídia Física Original) R$ 30,00 Kingdoms Of Amalur Reckoning - Ps3 (mídia Física Original) R$ 50,00 Dead Space 2 Limited Edition - Ps3 (mídia Física Original) R$ 40,00 Metal Gear Solid 4 - Ps3 (mídia Física Original) R$ 30,00 Naruto Storm 3 - Ps3 (mídia Física Original) R$ 50,00 Dark Souls - Ps3 (mídia Física Original) R$ 50,00 The Elder Scrolls V Skyrim - Ps3 (mídia Física Original) R$ 50,00 The Last Of Us - Ps3 (mídia Física Original) R$ 50,00 ============================================================ Muito obrigado! Aranha
  3. Metro: Exodus [+Lançamento 22/02/19]

    Há tempos que estava querendo jogar a série (e ler o livro, que já comecei umas 2x mas por motivos de força maior não puder continuar), e como ontem estava em promoção no STEAM (os dois jogos, em sua versão Redux, por 14 reais) acabei comprando. Comecei a pouco o 2033, e "de cara" alguns pontos me chamaram atenção: a) Diferente dos jogos "pós apocalípticos" americanos, a versão do tema pelos russos parece ser muito mais sombria e assustadora. Ambiente bem escuro, face dos NPC´s envelhecidas, sujeira pra todo lado, um certo clima de depressão no ar. Por um momento, você passa por dois NPC´s que conversam entre si (o pai e seu pequeno filho) e fica pensando quão desgraçado seria viver em condições tão tensas e degradantes. b). Gráficos bem bacanas, e mesmo que não fossem tão bons, o clima pesado e depressivo certamente iria se sobrepor. c) Armas russas! :-P AK´s surradas, velhas, mas funcionando, rsrsrs :-P Estou logo no início, sempre ouvi (e li) bons comentários a cerca da série, então é uma ótima notícia essa terceira versão. Sei que o Metro 2033 e Last Light tem pra Xbox 360 e PC. A versão Redux para o PC, One e PS4. Infelizmente, pro PS3 apenas The Last Light saiu. Quando progredir um bocadinho mais, volto e posto maiores impressões caso não "desande" o tópico! :-) Aranha
  4. Positivo para o @Brubru por...por...por ter aceito o Dremacast e ter pago o envio! :-D Eu que agradeço, e faço votos de que esteja funcionando e que ele proporcione muitos momentos de diversão pra você. Forte abraço! Aranha
  5. Ghost Recon Wildlands

    Jamais joguei "The Division", mas existe - sim - um modo de upgrade dos equipamentos, mas é orgânico e mesmo quando você sai com o básico, a diversão não é impossibilitada. Eu, por exemplo, "upei" muito pouco, e participo das missões sem maiores problemas e/ou frustrações. ;-) Abraço! Aranha
  6. Ghost Recon Wildlands

    Boa, Grim! Me add lá (tentei add você, sem sucesso!) e vamos jogar na sexta a noite se tu tiver de bobeira! :-D Abraço! Aranha
  7. Ghost Recon Wildlands

    Fala, pessoal. Mais algumas considerações sobre o jogo, talvez dessa forma possa animar (ou repelir, rsrsr) quem tem interesse em adquirir este game. Vale deixar claro, logo na largada, que jamais fui um ardoroso fã de games de mundo aberto como GTA (nunca joguei mais que 10 minutos, pois achava desinteressante. Limitava-me a roubar carros e dirigir pela cidade fazendo "merda". Com 10 minutos, desligava ou mudava de jogo) ou mesmo ARMA 3 (PC nunca rodou). Creio que o game de "mundo aberto" que mais joguei foi o Operation Flashpoint Dragon Rising (PS3) e Operation Flashpoint (para o primeiro Xbox), portanto essas são minhas referências de "liberdade" em um jogo. Isto posto, vamos as considerações: - A Bolívia (que, vale a ressalva, não é 100% fiel, mas uma adaptação para o game) é enorme e tem muita vida. Nela, você transita por diversos municípios (ou cidadezinhas) de forma fluida, sem interrupções ou "loadings". Com mais de 3 horas de jogo (existe, no uPlay um sistema de estatística) não tenho ainda 7% da campanha principal completada. - Ontem, ao jogar uma missão com um camarada, houve alguns acontecimentos interessantes: ao acessar uma vila para cumprir uma missão (no início da noite), um NPC deslocava-se até um pequeno altar e começa a rezar (você ouve os NPC´s interagindo entre si, nos mais diversos momentos). Outro momento interessante foi quando entramos na casa de uma mulher local da vila, ela escutava o rádio que comentava sobre o cartel e notícias do momento. Além disso eles "correm" quando entramos nos locais com armas em punho, ou saem dos carros quando disparamos em qualquer parte deste. - Hoje, durante uma missão, tentei acessar uma pequena ilha, que ancorava um barco que era utilizado para refino de coca. Cheguei de helicóptero (ruim de controlar, precisavam melhorar isso!) e tomei uma saraivada de tiros dos traficantes de Santa Blanca. Na segunda tentativa, agi de forma mais furtiva, chegando com um pequeno barco de pesca, desembarcando na água, usando o "nado furtivo" (sim, existe essa opção onde o personagem nada por debaixo d´agua) e me aproximei da ilha. O problema é que ela, durante o dia, tem uns 15 a 20 inimigos que fazem a segurança do local. Me plotaram e pediram reforços, inclusive, um helicóptero foi chamado para patrulha. Tive que retrair pegando o barquinho do pescador e saindo do "range" de busca do helicóptero. Quando a noite caiu, reduziu a atenção deles, o número de inimigos disponíveis, além de podemos usar o NVG para facilitar nosso acesso. Bingo, missão cumprida. No momento que estava na água, flutuando para ver o melhor momento de subir pelas pedras, um cardume pulou ao meu lado, mostrando o cuidado (no meu modo de ver) que a Ubi teve em criar esse mundo. - O som das armas, a customização do personagem e seus movimentos estão muito bons. Ele rasteja, anda em posição de caçador, anda ereto e corre. Além disso, também usa posições não ortodoxas de tiro (lateralizado) para engajar os alvos inimigos. Não chega a ser um ARMA 3 (a referência), mas para um jogo que tem por objetivo agradar aos fãs de jogos "táticos" e trazer mais jogadores "casuais", creio que houve um bom equilíbrio. - A IA inimiga é boa quando enfrenta você ou seus amigos, entretanto quando interage entre eles, alguns problemas ocorrem. Existe uma força insurgente que você auxilia - Kataris 26 - , mas que é inimiga do Santa Blanca e também da força oficial militar. Todavia, quando um veículo deles passa próximo de um ponto de controle de força inimiga, nada ocorre. Isso não deveria acontecer. - A UNIDAD (força militar corrompida pelo cartel) é a mais difícil de enfrentar, pois eles tem soldados mais bem equipados, preparados e em maior número. Contam com armas mais pesadas, fazem patrulha de forma mais organizada e podem utilizar helicópteros para auxiliá-los na caçada. - Apesar do cenário ter, a grosso modo, o mesmo perfil; existem características peculiares muito legais em determinadas regiões. Por vezes passei por plantações de trigo (que com a ajuda do vento, se mexiam dando uma impressão de "naturalidade" bacana); matas fechadas, lagoas, etc. Isso porque ainda não cheguei na parte onde há algumas geleiras ou deserto de sal. - A interação com seus amigos de time (NPC´s) é OK e não compromete, mas jamais poderemos comparar com a interação com outros camaradas "de carne e osso", que tenham o mesmo objetivo que você para completar a missão. O coop é gratificante, e a interação demais. Você pode ser o líder (ou liderado), pode jogar de suporte (com armamento com maior cadência de tiro), pode ser o atirador de precisão ou até mesmo incorporar o médico (ainda que todos possam ter o poder de cura de um amigo ferido ao solo). Não importa, o coop é a cereja do bolo deste jogo, e devido sua grandiosidade, duas duplas poderão realizar missões distintas no cenário. Outro fator legal é que o nível de dificuldade é individual, ou seja, o jogo responderá de forma diferente (e individualizada) ao nível de dificuldade setado por cada um dos jogadores, de forma independe. - Bulletdrop (como na série Battlefield) está presente. Creio que tenha sido a primeira (não lembro se no GRFS existe essa característica). O que sempre existiu na série foi a questão da administração e controle do recuo, onde a depender da posição corporal do jogador, classe e arma escolhida (sim, as 3 variáveis interagiam entre si) haveria maior ou menor "spray" (precisão ou falta da mesma) nos disparos. - Com o passar do tempo, e aumentar dos níveis, você libera itens e características do jogador, MAS MESMO NA LARGADA, NÃO É FRUSTRANTE ter o básico. Você pode, com os equipos "de largada", jogar de igual para igual com um amigo com mais acessórios e equipamentos diferenciados. Mas não há dúvidas que, quanto mais "brinquedos" liberados, melhor. - O passar do tempo é incrível, e este é um item que sempre me agradou muito nos jogos (independente de ser ou não da série Ghost Recon). Lembro-me que no TEST DRIVE LE MANS do Dreamcast a simulação do passar do tempo (e das mudanças climáticas) era animal! No Operation Flashpoint Dragons Rising (PS3) comecei missões noturas que terminavam com o raiar do sol. No GRAW 2 (PS3), existe uma missão que começa a noite, com a lua "à pino" e termina pela manhã, muito bacana também. O fato é que no GRW chove (com trovoada!), venta, o tempo fica nublado, anoitece, amanhece, e tudo isso influencia - de certa forma - na forma que você joga. O ciclo de dia e noite além de ser um espetáculo à parte, determina se o local onde você irá realizar o ataque terá mais, ou menos, inimigos. Se estará mais, ou menos fortificado ou se os inimigos estarão mais ou menos alerda. O jogo não é perfeito, precisa sim de mais polimento, mas em todos esses meus anos de fã da série Ghost Recon desde 2004 (GR2, GR2 SS, GRAW, GRAW2, GRFS e GR Jungle Storm, do NGage), afirmo sem medo de errar que GRW é o melhor de todos que joguei. Para os fãs de jogos táticos (que não tiveram ou não terão acesso ao ARMA 3, que é o supra sumo), esse é um prato cheíssimo e diversão GARANTIDA, principalmente se puder jogar com mais 3 amigos. :-D Valeu! Aranha
  8. Ghost Recon Wildlands

    Olá, Grim! Meu login na uPlay é: Selva_Aranha - adiciona lá! :-D Abraço! Aranha
  9. Ghost Recon Wildlands

    Hop! Mais uma pequena atualização da estreia de ontem no jogo. - Pude jogar online, e é algo muito orgânico; os amigos entram no jogo e continuam dali, junto contigo, a realizar as missões que você já estava inserido. - Quando um jogador entra, seus aliados NPC´s somem (todos), portanto em vez de quatro caras (você e +3 bots), quando entra alguém, teremos apenas 2 jogadores. Entrando mais, completa o quarteto. - Os detalhes da cidade são muito legais, principalmente à noite. Você sobe em uma grande colina, e pode observar carros se deslocando, pessoas ao telefone nas vilas, mosquitos, ruídos diversos, luzes sendo acesas, estrelas e a lua...enfim, é algo que transmite a sensação de estar em um mundo "vivo". - Se seu personagem deitar no chão (no barro ou lama) ele sairá sujo. A camuflagem da sua arma desgasta, e de tempos em tempos você pode reaplicá-la. A chuva "te molha" (o efeito é bacana), e quando você pousa de helicóptero (como atirador de porta), teu personagem fica com sujidades no rosto, braços e equipamentos. - A IA está muito boa! Os inimigos se abrigam e não saem enquanto não houver movimentação sua ou de algum amigo. Quanto mais especializado for o inimigo, maior a dificuldade em pegá-lo. - O mapa é gigantesco! Voando de helicóptero, fomos atingidos (ao passarmos por uma vila) por misses TERRA - AR, impossibilitando salto de paraquedas. Foi "um tiro e uma queda". Todos do helicóptero morreram. Acho que o GRW é o equilíbrio entre um jogo FPS / TPS "tático militarizado" com a diversão que atenderá um grande "range" de jogadores que não encarariam (devido a tantos detalhes) um ARMA 3, por exemplo. Aos jogadores de ARMA 3, creio que não salte tanto aos olhos, pois na visão destes o GRW acaba sendo mais um "arcadão" do que qualquer aspecto de simulação. Acho que é isso. :-) Aranha
  10. Ghost Recon Wildlands

    Hop! Moçada, ai vão minhas primeiras impressões sobre o jogo: Bem, como só pude experimentar hoje, farei aqui breves considerações sobre o que achei do jogo (campanha offline). Joguei cerca de duas horas, e a primeira impressão foi excelente! - Mundo vasto e com diversas possibilidades de interação - História factível - Customização animal! - A mudança climática é um espetáculo à parte. A noite, você vê as luzes dos carros de longe, sinalizadores (lançados pelas vilas próximas), latidos de cachorro e etc. Tudo muito vivo e real. - Você pode (deve!) destruir as lâmpadas para amenizar a exposição à luz. Interação com cenário é bacana! Os veículos amassam, melam de lama, molham, etc. - Os comentários aleatórios dos personagens dão vida ao jogo e são legais, mesmo que não tão constantes. - Efeitos de luz muito bons! Teve um momento que havia reflexo de uma luz de dentro da casa na água da chuva que estava do lado de fora encharcando o chão de lama (e estou jogando no médio no PC, imagina no nível alto de qualidade gráfica!) - IA inimiga muito boa! Eles flanqueiam, chamam reforços, atacam em bando. Estou jogando no nível avançado de dificuldade (existe, ainda, um mais difícil ainda.) Outra coisa legal é que se você dirigir atrás de veículo inimigo mas não fizer "bobagem", eles não desconfiam da tua presença. - O disparo sincronizado (mas com tempo limitado de reutilização), DRONE com bateria que se esgotam e outras "features" que podem ser melhoradas foi uma grande sacada. - Missões secundarias diversas. Você vai para fazer uma missão principal, passa perto de uma vila e já tem missão secundária (caso queira) para fazer. Isso deixa o jogo bem longevo. - Rádio dos carros e das casas dão informações sobre todo o universo do GRW, inclusive previsão do tempo e hora local (resta saber se a previsão é concreta). - Bulletdrop e capacidade de penetração das armas e munições apresentadas foi algo bem legal. - O mapa é enorme! Enfim, esses pontos foram os que reparei nessas 2 horas de jogo, e acho que a Ubisoft acertou em cheio, pois a experiência está sensacional. Quero, agora, jogar com a rapaziada para ver como é a parte online coop do game. Enfim, eu curti pacas! :-) (Y) Quem quiser adicionar no PC: Selva Aranha Abraço! Aranha
  11. Ghost Recon Wildlands

    Moçada, boa noite. Com o ritmo de vida corrida, trabalho, família e até mesmo perda daquele "tesão gamístico" de outrora, há muito não jogo nem tenho lá tanta vontade de jogar "joguinhos de video game". Xbox One e PS4 já estão ai e nem me cocei, sequer, para adquirir um deles. Como comprei um notebook "OK" recentemente (e ele roda o Wildland), dessa vez vou jogar nessa plataforma o próximo Ghost Recon, portanto a pergunta é: após baixar o "open beta" (e jogá-lo), quando for adquirir o game final para PC será necessário baixar TUDO novamente, ou o jogo completo já está no PC e a compra irá apenas habilitá-lo "a vera" para jogá-lo? Como sou marinheiro de primeiríssima viagem no STEAM, me veio essa dúvida à cabeça, ok? E ai, alguém dessas bandas jogou e se empolgou? :-) Obrigado! Aranha
  12. Valeu moçada! A patroa ia jogar no lixo, e eu dei uma de joão Kleber: "páaaara paaaara paaaaara", e resolvi doar. @Brubru, segunda está indo pelos correios, digo quanto deu e depois tu deposita. Já que estamos na confiança, vamos continuar na confiança, ok? Eu envio e digo quanto deu. Enviarei por PAC. Abraço! Aranha
  13. Moçada, Peguei um do XBOX 360 mesmo + receptor da M$, preço compatível (zerinho) em uma loja de games. A pergunta agora é: consigo usar o controle do Xbox 360 (+ receptor sem fio) junto com um controle de PS3 (conectando pela USB) no mesmo PC? Caso sim, como fazer? rsrsrs (virou off topic). Obrigado! Aranha
  14. Valeu, camarada, mas não seria justo. O DC não está novo (apesar de funcionando, com as ressalvas citadas), não vai com o cabo de áudio / vídeo (não o encontrei) e espero que o novo dono (tudo indica que será o Brubu) cuide e se divirta. Quanto ao controle, ainda estou na busca. Abraço! Aranha
  15. Ôpa, onde encontro esse bendito receptor, Reef? Grato! Aranha
×