rcaropreso

Membro Ativo
  • Content count

    10,910
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    51

Everything posted by rcaropreso

  1. Olá, Use um rabo de gato como padrão de medida. Olá, Zoeira never ends
  2. Olá, Quem é esperto e sabe a diferença, parou de comprar. Mas infelizmente, grande parte dos brasileiros "se contenta com pouco" (não dá pra descrever de outra forma, quem gasta 30k nas nossas "carroças populares" - gastar $$ a toa numa Heinz falseta é bem susse perto disso).
  3. Olá, http://spotniks.com/7-acoes-do-governo-doria-que-nao-custarao-nada-aos-cofres-publicos/ 7 ações do governo Doria que não custarão nada aos cofres públicos por Rodrigo da Silvahá um dia Você já deve estar cansado de ter ouvido isso nos últimos meses. São tempos de crise. E os efeitos de políticas econômicas equivocadas ao longo da última década impactam negativamente no orçamento de praticamente todos os municípios do país. Com São Paulo não é diferente. E Doria, seu novo prefeito, já demonstrou logo em seu primeiro mês de mandato que usará de toda criatividade possível para driblar esse cenário, indicando soluções simples para problemas complexos, sem peso no orçamento do município. Desde que foi eleito, o novo prefeito anunciou corte de 15% em todos os contratos com empresas prestadoras de serviços, de 30% nos aluguéis pagos pela Prefeitura, de 25% em todas as despesas (com exceção de educação e saúde) e de 30% nos cargos comissionados. Além disso, o prefeito também se desfez dos cerca de 1.300 veículos da Prefeitura, que serão leiloados ou devolvidos a locadoras. Desde seu primeiro dia, os funcionários de sua gestão são orientados a utilizarem táxi ou Uber. Doria mesmo vai à Prefeitura com o seu próprio veículo. E antes que você encare a sequência dessa matéria, um aviso: não temos a pretensão de abraçar aqui todas as ideias de João Doria. Se há algo que a história recente do país nos ensinou é que não devemos tratar políticos, de qualquer natureza, como salvadores da pátria. Pelo contrário. Aos políticos, e isso independente das cores de seus partidos, toda dose de ceticismo é pouca. E isso vale especialmente para os eleitores de Doria. Mas assim como já elogiamos a ideia de Fernando Haddad em privatizar a previdência municipal, acreditamos que boas ações não devam apenas ser enaltecidas, mas apontadas, especialmente para que sirvam de exemplo para outros governantes espalhados país afora. Em tempos de crise, João Doria parece ter boas soluções para resolver os problemas da maior cidade do país sem que isso pese no bolso dos pagadores de impostos. E aqui, nós temos 7 exemplos de como ele pretende fazer isso. 1. O seu próprio salário. R$ 24.165,87. Esse é o salário de um prefeito da maior cidade do país. Mas não se engane: ele não entrará na conta de João Doria. Com uma fortuna avaliada em R$ 180 milhões (dez vezes mais do que a soma de seus rivais na última eleição), Doria decidiu abrir mão de sua remuneração no cargo. Com isso, deixará de receber R$ 1.159.961,76 durante seus quatro anos de mandato. Impedido por lei, no entanto, de devolver o dinheiro aos cofres públicos, doará cada centavo a organizações não governamentais, restituindo uma parcela da sociedade com o dinheiro dos pagadores de impostos. A primeira escolhida é a Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD), que recebeu a doação do mês de janeiro (R$ 18,5 mil se descontados os encargos). Em fevereiro, a organização escolhida atuará no terceiro setor. 2. A limpeza das pichações da Ponte Estaiada. A Ponte Octavio Frias de Oliveira, também conhecida como Ponte Estaiada, é um dos marcos da cidade de São Paulo. Inaugurada em maio de 2008, após três anos de construção, a obra não demorou muito tempo para ser tomada completamente pela ação dos pichadores. E foi exatamente por esse motivo que Doria, logo em seus primeiros dias de mandato, anunciou a sua restauração: como um marco no combate ao picho na cidade. A limpeza da ponte começou na manhã do dia 2 de janeiro e demorou duas semanas. Segundo a Prefeitura, o investimento total da obra foi de R$ 900 mil, mas com custo zero aos pagadores de impostos paulistanos. Para evitar novos atos de vandalismo, Doria disse que aplicará uma estratégia que inclui a instalação de sensores nos portões, que acionarão a Guarda Civil Metropolitana e a Polícia Militar em tentativas de arrombamento, além de iluminação – já instalada – e câmeras para captar a presença de invasores durante a madrugada. 3. O “melhor programa social”, bancado pela iniciativa privada. Foi Ronald Reagan quem disse que o melhor programa social é o emprego. Desde então, a frase foi dita exaustivamente por políticos do mundo inteiro. Há poucos dias, incorporando esse espírito, Doria acertou uma parceria com os sindicatos de conservação e limpeza de São Paulo para que reservem vagas de varredores nas empresas privadas do setor para atender o programa Trabalho Novo, que visa empregar moradores de rua. A meta é contratar 20 mil pessoas até o final do ano. Como contrapartida, as empresas pagarão um salário mínimo mensal (R$ 937), além de plano de saúde. Para conseguir a vaga, os candidatos terão de se comprometer em deixar as ruas em até três meses – uma das opções é ir para os albergues da cidade. O governo estadual também auxiliará o programa, através do Poupatempo – com ele, os moradores de rua conseguirão obter documentos necessários para sua contratação. Nenhum centavo do dinheiro dos pagadores de impostos será gasto com o programa. 4. A reestruturação dos albergues para os moradores de rua. “E os albergues para os mendigos, apresentam condições mínimas para recebê-los?”, você deve estar se perguntando. E foi exatamente para atender esse questionamento que a Prefeitura criou um novo modelo de gestão: estabelecer uma série de parcerias com empresas privadas para melhorar a condição desses espaços. A iniciativa faz parte de um projeto batizado de Espaço Vida. Fazem parte do modelo, a rede hoteleira Accor, a Procter & Gamble, a rede de comida orgânica Mundo Verde e a empresa de tintas Coral. A ideia é modificar radicalmente o cenário dos 83 albergues espalhados pela cidade preparados para atender os moradores de rua. A Accor, por exemplo, ajudará a Prefeitura a oferecer cursos de capacitação e a configurar os quartos dos albergues. A Mundo Verde fornecerá alimentos de origem orgânica e a Procter & Gamble produtos de higiene. O Senac também fechou parceria para oferecer cursos profissionalizantes. Não haverá um único centavo dos pagadores de impostos no projeto. Além de melhorar a estrutura dos espaços, a ideia do Espaço Vida é disponibilizar canis e estrutura para que os animais de estimação e as famílias dos moradores de rua sejam acolhidas juntas. Hoje, homens e mulheres são atendidos separadamente nos abrigos e os animais são proibidos. 5. Atendimento nos melhores hospitais privados do país pelo custo da tabela do SUS. É quase uma unanimidade. A maioria esmagadora dos brasileiros estão insatisfeitos com a saúde pública no país – segundo o Datafolha, foi a maior preocupação dos eleitores em 2014. E em São Paulo a situação não é diferente. Para 37% dos paulistanos, ela é o grande problema da cidade – e a preocupação é maior entre os mais pobres (41%) do que entre os mais ricos (24%). Foi pensando nisso que João Doria desenvolveu o programa “Corujão da Saúde”. A ação tem como meta zerar a fila de exames em um prazo de 90 dias. Participarão do programa alguns dos melhores hospitais privados do país, como o Hospital do Coração (HCor), o Sírio-Libanês, o Albert Einstein e o Oswaldo Cruz. Além deles, também estarão presentes as seguintes instituições: Edmundo Vasconcelos, Sepaco, Santa Casa de Santo Amaro, Santa Marcelina de Itaquera, Cruz Azul, Santa Casa de São Paulo, Instituto Arnaldo Vieira de Carvalho, Cetrus, Dasa-Lavoisier, Hospital Santa Joana, Beneficência Portuguesa, Aviccena, Hospital Presidente e o Tadao Mori. A rede Dasa-Lavoisier será a instituição a oferecer o maior número de exames. Serão 16.380. No total, cerca de 137.100 exames foram agendados para janeiro, outros 79.900 para fevereiro e 20.600 para março. No Corujão da Saúde, a Prefeitura repassa recursos e as intuições privadas fornecem equipamentos e funcionários no período entre 20h e 8h. Ou seja, diferentemente dos outros pontos levantados nessa lista, esse não será gratuito. A remuneração dos procedimentos, no entanto, seguirá os valores da tabela do SUS. Isto é: a população paulistana receberá atendimento nos melhores hospitais do país sem nenhum centavo a mais do que já gasta com a remuneração dos serviços dos hospitais públicos. 6. A adoção de praças por empresas privadas. A Prefeitura de São Paulo anunciou na última segunda-feira reativar o programa “Adote uma Praça”, idealizado pelo ex-governador do estado, Mário Covas. Segundo o projeto, a manutenção de praças da cidade será custeado por empresas ou pessoas interessadas em recuperá-las quando deterioradas, sem custo aos pagadores de impostos. Nesses locais há calçadas e bancos destruídos, lixo, pichações falta de serviço de capina e de segurança. O que essas empresas ganharão com isso? A possibilidade de realizar anúncios no local. A proposta da atual gestão é regulamentar o antigo programa, com três grandes mudanças: 1. A Prefeitura terá um prazo para avaliar um pedido de adoção de uma praça, que será de 30 dias; 2. O tamanho dos parques que serão disponibilizados para zeladoria privada aumentará de 5 mil para 10 mil metros quadrados; 3. As empresas que se interessarem pelo projeto poderão divulgar seus produtos conforme os critérios da Lei Cidade Limpa, respeitando o tamanho da propaganda. Segundo o vice-prefeito, Bruno Covas, neto do ex-governador: De acordo com a Prefeitura, os recursos economizados serão investidos na saúde e na educação da cidade. 7. A reforma e a manutenção dos banheiros do Ibirapuera. Há poucos dias, Doria estabeleceu uma parceria com duas empresas privadas: a revitalização e manutenção de 16 banheiros (oito masculinos e oito femininos) e da marquise do Parque Ibirapuera, na forma de doação, sem custos para os pagadores de impostos do município. No lançamento da ação, Doria que a revitalização será realizada sem contrapartidas: A incorporadora Cyrela fará a reforma dos banheiros, com a troca de todas as louças e metais. As obras iniciam no próximo dia primeiro de fevereiro e a previsão é que em quatro meses todos os banheiros estejam renovados. A Cyrela também se comprometeu em contribuir com a regularização da laje, pintura e troca de lâmpadas da marquise do Ibirapuera (que no momento apresentam algumas infiltrações). Após a conclusão da reforma, a Unilever passará a administrar os sanitários durante doze meses. O acordo firmado pela Prefeitura prevê a manutenção, a limpeza e o fornecimento de produtos de limpeza e de materiais de higiene, como sabonete e papel higiênico.
  4. Olá, Calma, que ainda tem mais: http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2017-02-16/romero-juca-pec.html Obrigado a recuar de PEC escandalosa, Jucá mostra face repugnante da política Por iG São Paulo | 16/02/2017 13:31 Tamanho do texto-+ Home iG › Último Segundo › Política Líder do governo no Senado apresentou proposta que impedia investigações contra Rodrigo Maia e Eunício Oliveira, mas recuou após série de críticas Pedro França/Agência Senado - 6.8.2014 Líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR) representa o que há de pior na política brasileira “Nós vamos debater a PEC e os senadores vão votar. Se tiverem coragem de restabelecer a seriedade, o compromisso e a responsabilidade da instituição, votarão comigo.” A declaração acima é uma pequena amostra da realidade distorcida e doentia na qual vive seu autor, o líder do governo no Senado e presidente nacional do PMDB, Romero Jucá (RR). As palavras do mentecapto senador dão a entender que a mencionada Proposta de Emenda à Constituição (PEC) se trata de um projeto imaculado e moralizador, quando na verdade é exatamente o oposto disso. A PEC apresentada por Jucá nesta quinta-feira (15) é mais uma escandalosa tentativa de blindar a classe política. O texto visa tornar os presidentes da Câmara dos Deputados, do Senado e do STF imunes a investigações por atos anteriores ao exercício de suas funções durante o mandato – uma prerrogativa que nossa Constituição reserva apenas ao presidente da República. Caso fosse aprovada, por exemplo, a proposta impediria que fossem iniciadas investigações pelos próximos dois anos contra o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) e o senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), recém-eleitos para a presidência da Câmara e do Senado, respectivamente. Os dois são citados por suposto recebimento de propina em depoimentos prestados no âmbito da Lava Jato. Alvo ele próprio de oito inquéritos criminais no Supremo Tribunal Federal, Jucá não estava sozinho ao apresentar a PEC no Senado. A empreitada diabólica contou com a assinatura de 28 senadores, de nove diferentes legendas que integram a base governista. Entre eles estavam nomes como Renan Calheiros, Edison Lobão, Aécio Neves, Aloysio Ferreira Nunes e José Agripino. Cerca de um ano atrás, grande parte desse grupo fazia campanha pelo impeachment de Dilma Rousseff sob o discurso de trazer de volta a ética e a moral dissipadas durante os seguidos mandatos petistas no Palácio do Planalto. Hoje, o PMDB de Jucá dá seguidos sinais de que possui o mesmo DNA repugnante. + Empresa aérea denunciada por voos em SP não consta nos registros da ANAC Pacto contra a Lava Jato Jucá age como um mafioso, alucinado em seu objetivo de criar obstáculos para a continuidade da Operação Lava Jato. Isso já estava claro à época da divulgação de gravações de conversas com o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado em que o senador sugere um “pacto para estancar a sangria” da operação. O senador-coronel de Roraima também já havia dado uma amostra de sua benevolência com a classe política ao tentar, de modo sorrateiro, incluir a possibilidade de familiares de políticos se beneficiarem do projeto que criava um regime diferenciado para a regularização de ativos mantidos no exterior sem o conhecimento da Receita Federal, a chamada Lei da Repatriação de Recursos. A população não tolera mais esse tipo de atitude e, após as devidas críticas e a risível tentativa de Jucá em defender a PEC, o senador que até então se fazia de rogado colocou o rabo entre as pernas e decidiu retirar o projeto da pauta do Senado, horas após tê-lo apresentado. Mas talvez seja exagero nosso cobrar decência de Romero Jucá. Afinal, é impraticável encaixar esse cidadão e seus semelhantes em nossa realidade, sem as distorções e maracutaias que lhes são tão estimadas. Fonte: Último Segundo - iG @ http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2017-02-16/romero-juca-pec.html
  5. Olá, A notícia nem é de um site "ggn like", vem do IG mesmo. Resumo da ópera: os delegados fodões da operação estão sendo promovidos. Uau, isso é legal, não? Assim vão dar arregaço na operação no bom sentido. Sim, se não fosse o fato de que eles estão sendo promovidos e TRANSFERIDOS para outros Estados, onde terão que cuidar de OUTRAS coisas. - Ah, mas estão dizendo que o orçamento é o mesmo e a operação continua. Sim, estão substituindo esses delegados mais experientes por "novatos" de carreira inclusive (que tem suas proprias ambições, mas ainda estão "crus"). Desse jeito você não paraliza a operação mas deixa ela bem manca. É... será que desta vez a Teoria da Conspiração que dizia que tudo isso era "só" pra tirar o PT de lá, vai se confirmar? Brasil: O País de Tolos. http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2017-02-16/policia-federal.html A radiografia oculta da Lava Jato e o esforço da PF para manter a operação Por Blog Esplanada | 16/02/2017 21:05 Tamanho do texto-+ Home iG › Último Segundo › Política Polícia Federal nega qualquer ação de desmonte da operação e garante orçamento para 2017 Polícia Federal diz que são José Cruz/Agência Brasil Polícia Federal diz que são "infundadas as notícias de que a Operação Lava Jato sofreu ou sofrerá desmantelamento" Aos inocentes que especulam que a políticos e representantes da Polícia Federal e do Ministério da Justiça sentam-se à mesa para tratar do desmonte da Lava Jato: não é assim. Embora a PF negue veementemente, delegados que estavam na operação ficaram estafados. Ocorre quando não se tem a equipe e estrutura necessárias para um trabalho duro. LEIA MAIS: Janot vai pedir quebra parcial do sigilo das delações da Odebrecht Basta conferir a equipe em Curitiba. Delegados reclamavam, sigilosamente, que o Ministério Público Federal tem 14 graduados procuradores na sua força-tarefa. A Polícia Federal contava cinco delegados e poucos agentes de apoio. Agora a equipe será reforçada. A delegada Erika Marena deixou namorado e família para trás ao ser transferida para Florianópolis. O clima ficou ruim na direção da PF para Marena quando seu nome foi lançado para diretora-geral. Marcio Anselmo foi parar em Vitória como corregedor após atuação brilhante na LJ. Evidente, quem preza pela carreira, não reclama aos holofotes. Por isso a direção da PF correu para avisar nesta quinta-feira (16) que a Lava Jato terá o orçamento de 2017 integral e nova equipe de apoio que será solicitada – porém aprovada pela direção em Brasília (veja nota oficial abaixo). Os transferidos Fato é que nos últimos cinco meses gradativa troca de subordinados dos investigadores, ‘convites’ para direções em superintendências e remanejamentos de delegados. Márcio Ancelmo, o coordenador, é o último bastião da equipe e foi convidado para ocupar um alto cargo na direção da corporação – estafado, segundo colegas, não quis holofotes e acabou aceitando a Corregedoria da PF na Superintendência de Vitória (ES) – onde Luciano Flores tornou-se o chefão. Flores foi o que conduziu coercitivamente para depor o ex-presidente Lula da Silva. LEIA MAIS: Além dos salários: PMs capixabas querem poder de inquérito Érika Marena, a ex-chefe do grupo – e que deu nome à operação – foi remanejada contra sua vontade para Florianópolis. Também nos últimos meses foram remanejados da equipe os delegados Eduardo Mauat – para Porto Alegre – e Duílio Mocelin. Dois jovens delegados (abaixo dos 30 anos) e com menos de dois anos de PF entraram na equipe, animados para mostrar trabalho, mas não têm a experiência dos que saíram, segundo colegas e investigadores. Agora, a bola do jogo continua com a equipe intacta do Ministério Público Federal, sob comando de Deltan Dallagnol – e com a cobrança da sociedade, no esforço da própria direção da PF em manter a clareza no investimento necessário pedido pela equipe que saiu. A nota oficial da PF “Em reunião realizada no último dia 15/02, entre o Diretor-Geral da PF, Leandro Daiello Coimbra, o Diretor de Investigação e Combate ao Crime Organizado (DICOR), Maurício Leite Valeixo, o Superintendente Regional da PF no Paraná, Rosalvo Ferreira Franco e o Coordenador Regional Adjunto da Operação Lava Jato, Maurício Moscardi Grillo, temos a destacar: 1. Todo o recurso orçamentário solicitado pela Coordenação Regional da Operação Lava Jato do cronograma de trabalho para o ano de 2017 (diárias e passagens), foi totalmente aprovado e liberado pela Direção-Geral da PF; 2. Ficou acertado que serão encaminhados pela Coordenação Regional da Operação Lava Jato à DICOR/PF, os nomes dos servidores a serem recrutados e empregados nos trabalhos investigativos durante o ano de 2017; 3. Já está acertado e escolhido o nome do Delegado que será removido para o lugar do delegado da PF Márcio Anselmo, cujo nome será oportunamente divulgado; LEIA MAIS: Paim recolhe assinaturas para CPI da reforma da Previdência A Administração Regional e a Coordenação Regional da Operação Lava Jato ratificam que são totalmente infundadas as notícias de que a Operação Lava Jato no âmbito da Polícia Federal no Paraná sofreu ou sofrerá desmantelamento”. Fonte: Último Segundo - iG @ http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2017-02-16/policia-federal.html
  6. Olá, Por isso que "ser espertão" corresponde, na prática, a ser tonto. E é por isso que a gente aceita qualquer "gambiarra". Brasil: Um País de Tolos.
  7. Olá, E lá vamos nós: http://www.blogdokennedy.com.br/recessao-e-contraponto-a-moro-vitaminam-lula-para-2018/ Brasil: Um país de Tolos. Recessão e contraponto a Moro vitaminam Lula para 2018 Ministros do STF emitem sinais de querer discutir prisões preventivas KENNEDY ALENCAR BRASÍLIA Apesar do bombardeio que sofre com as investigações da Lava Jato, o ex-presidente Lula apareceu como favorito na pesquisa CNT/MDA sobre a eleição presidencial de 2018. Ele lidera nos cenários de primeiro e segundo turno. Há duas razões principais para esse desempenho. Lula adotou uma estratégia de defesa mais ousada e agressiva, que faz contraponto ao juiz Sérgio Moro. Ou seja, apresenta argumentos contra o que ele considera provas frágeis e perseguição política. Isso convence parte do eleitorado. Outro fator é a recessão econômica. Ela ajuda Lula porque o governo dele (2003-2010) é lembrado por parcela do eleitorado como um período de crescimento, com geração de emprego e aumento da renda. Ou seja, Lula continua no jogo político. * Sinal de alerta Apesar de ser esperada rejeição do STF ao pedido de liberdade de Eduardo Cunha, alguns ministros emitiram sinais de que o tribunal precisaria discutir as prisões preventivas decretadas pelo juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba. Nas manifestações de Gilmar Mendes, Celso de Mello e Marco Aurélio Mello apareceram pistas de alguma discordância em relação a Moro. Ou seja, é um assunto que ainda vai render muito pano para a manga no Supremo.
  8. Olá, Atualizado com algumas ferramentas a mais (caralho, faz um ano que criei esse tópico, achei que tinha sido há pouco tempo)...
  9. Olá, Para gerenciamento de pequenas atividades ou projetos (para quem não conhece, normalmente as ferramentas são gratuitas para um grupo reduzido de usuários): Kanban Simples - Trello: https://trello.com/ Scrum - Taiga: https://tree.taiga.io/ Video Conferencia - Anymeeting: https://www.anymeeting.com/ Video Conferencia - Go To Meeting: http://www.gotomeeting.com/ Diagramas e Fluxogramas - Gliffy: https://www.gliffy.com/ Diagramas (integrado a Google Drive e Dropbox) - https://www.draw.io/ Mapas mentais - Mind Meister: https://www.mindmeister.com/pt Armazenamento online - Box: https://www.box.com/ Armazenamento online - DropBox: https://www.dropbox.com/home Armazenamento online - pCloud: https://www.pcloud.com/pt/ Armazenamento online - pCloud: https://www.pcloud.com/pt/ Armazenamento online - Mega Limited (do mesmo cara que fez o Mega Upload): t.co/VX5VGnmq Acesso remoto a PCs - Anydesk: http://anydesk.pt/download Configuração de instalação - Ninite: https://ninite.com/ (esse eu conheço mas não cheguei a usar, não sei se instala tranqueira junto, testaria numa VM primeiro) Configurador de ambiente de desenvolvimento - Vagrant: https://www.vagrantup.com/ (esse é bom para quem desenvolve software) Ferramentas para Ambiente Tablet (TouchScreen): (Tenho um hp360 note, para dar aulas e testei essas ferramentas nele) - Ferramentas para Escrita/Desenho - Bamboo Paper: http://www.wacom.com/en-at/products/apps-services/bamboo-paper Ferramentas Academicas: - Edição de Artigos e conteúdo científicos - ShareLaTeX: https://pt.sharelatex.com/ - Edição de Artigos e conteúdo científicos - OverLeaf: https://www.overleaf.com/ Desenvolvimento online: - Big Data e Data Analytics - Data Scientist WorkBench: https://datascientistworkbench.com/ Repositório de código-fonte - BitBucket: https://bitbucket.org/ Cursos Online: - Engenharia, Ciências, Humanas, etc - Coursera: https://www.coursera.org/ - Engenharia, Ciências, Humanas, etc - EDX: https://www.edx.org/ - Engenharia, Ciências, Humanas, et, em português - Veduca: http://www.veduca.com.br/index.html - Engenharia, Ciências, Humanas, et, em português - Univesp TV: https://www.youtube.com/user/univesptv - Tutoriais online de tudo quanto é assunto técnico - Tutorials point: http://www.tutorialspoint.com/index.htm (esse é bom porque tem compiladores e interpretadores online para as linguagens) - Livros técnicos para baixar gratuitos - SyncFusion: https://www.syncfusion.com/resources/techportal/ebooks (os livros são escritos pelos caras dessa empresa) - Engenharia, Ciências, Humanas, etc - MIT Open Courseware: https://ocw.mit.edu/index.htm Desenvolvimento em nuvem: - Plataforma cloud integrada a serviços da IBM - Bluemix: https://console.ng.bluemix.net/ (o treco é fodástico) - Internet das Coisas (IoT) - Node Red: https://nodered.org/ (ferramenta visual - wiring flow integrada ao Bluemix)
  10. Olá, Eita delícia de país: http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2017-02-15/romero-juca.html E ainda acham que é problema de uma unica pessoa ou partido (infelizmente muitos pensam assim). Romero Jucá apresenta emenda para imunizar presidentes da Câmara e do Senado Por iG São Paulo * | 15/02/2017 21:05 Tamanho do texto-+ Home iG › Último Segundo › Política Pela proposta, comandantes das Casas não poderão responder na Justiça por atos anteriores ao mandato; medida beneficiaria citados na Lava Jato Líder do governo no Senado, Romero Jucá deixou ministério de Temer após ser acusado de tentar barrar a Lava Jato Geraldo Magela/Agência Senado - 18.11.2014 Líder do governo no Senado, Romero Jucá deixou ministério de Temer após ser acusado de tentar barrar a Lava Jato O líder do governo no Congresso, senador Romero Jucá (PMDB- RR) apresentou nesta quarta-feira (15) uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição) cujo objetivo é assegurar imunidade relativa àqueles que ocupam cargos na linha sucessória da Presidência da República – os presidentes da Câmara, do Senado e do STF (Supremo Tribunal Federal). LEIA MAIS: Caju, Justiça e Caranguejo: veja os apelidos de políticos na lista da Odebrecht O texto de Romero Jucá estabelece que, assim como o chefe do Executivo – no caso, Michel Temer (PMDB) –, quem puder sucedê-lo não poderá responder por atos cometidos fora do mandato durante a vigência do cargo. Tanto o presidente do Senado, Eunício de Oliveira (PMDB-CE) quanto o da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), são citados nas investigações decorrentes da Operação Lava Jato. De acordo com a emenda, os integrantes da linha sucessória da Presidência não poderão ser responsabilizados “por atos estranhos ao exercício de suas funções durante a vigência do respectivo mandato ou enquanto ocupar o correspondente cargo”. O texto altera o artigo 86 da Constituição Federal, que garante a imunidade apenas ao presidente da República. Conforme determina o artigo vigente na Carta Magna, o presidente da República não pode ser preso enquanto não lhe sobrevier sentença condenatória, não podendo, portanto, ser submetido a uma prisão temporária ou preventiva. “Estabilidade” O senador argumenta que a emenda não tem o objetivo de “blindar” membros dos poderes da República. O objetivo, de acordo com ele, é garantir a segurança jurídica e “conferir estabilidade ao exercício das funções inerentes à Presidência da República”. LEIA MAIS: Fora da equipe ministerial após escândalo, Jucá é nomeado líder do governo Depois de apresentada, a PEC será discutida no Senado. Para ser aprovada, ela precisa ser votada em dois turnos e receber votos favoráveis de pelos menos três quintos do número total de senadores. A proposta já recebeu o apoio de 30 senadores. "Vamos ao debate. Aqueles que quiserem votar, votarão. Os que não quiserem votar se agacharão e tirarão a responsabilidade e a representatividade do Senado e da Câmara ", disse o senador, que, logo no início do governo Temer, ocupava o cargo de ministro do Planejamento. Romero Jucá deixou o governo após a divulgação de conversas telefônicas na qual falava com o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado sobre a necessidade de da troca de governo para que a “sangria” da Lava Jato fosse estancada. Para que isso fosse viabilizado, disse, seria necessário um “acordo nacional”. Os diálogos teriam ocorrido em março do ano passado, quando Dilma Rousseff (PT) ainda era presidente da República. Por causa desse fato, o ministro Edson Fachin autorizou na última semana a abertura de inquérito contra ele e Machado, além do senador Renan Calheiros (PMDB-AL) e do ex-senador José Sarney (PMDB-AP). Fonte: Último Segundo - iG @ http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2017-02-15/romero-juca.html
  11. Olá, E agora? Será que irão achar o FHC: a ) fdp ? b ) vendido ? c ) magnanimo ? d ) piedoso ? e ) nda http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2017-02-10/lula.html Em defesa de Lula, FHC presta depoimento a Sérgio Moro sobre acervo presidencial Por iG São Paulo | 10/02/2017 19:00 Tamanho do texto-+ Home iG › Último Segundo › Política Outras testemunhas prestaram depoimento ao juiz federal nesta quinta e sexta-feira. Lula contou com depoimentos que legitimam o recebimento de doações de grande empresas para manutenção de acervo presidencial Em investigação sobre acervo presidencial de Lula, FHC dá depoimento em defesa do petista e fala sobre seu próprio acervo Ricardo Stuckert Em investigação sobre acervo presidencial de Lula, FHC dá depoimento em defesa do petista e fala sobre seu próprio acervo Uma série de testemunhas depôs para Sérgio Moro em defesa de Lula entre quinta (9) e sexta-feira (10), a fim de tentar provar que o ex-presidente e sua falecida esposa, Marisa Letícia, foram acusados de sem fundamentos na Operação Lava Jato. LEIA MAIS: STF deve decidir hoje sobre liberdade de Cunha e recurso de Lula Entre os que falaram em defesa de Lula , está o também ex-presidente, Fernando Henrique Cardoso. Ele é testemunha na investigação sobre o transporte do acervo presidencial do petista, que teria sido feito pela OAS ao final de seu segundo mandato, em 2010. "Isso é um problema a ser resolvido. Pela lei, o acervo é de interesse público e é pessoal, só que não tem apoio financeiro nenhum. O presidente, quando sai da presidência, só tem aposentadoria, não tem um local para por [o acervo], e você tem que cuidar [dele]", declarou FHC. LEIA MAIS: Lula pede que Gilmar Mendes reveja decisão que suspendeu sua posse como ministro Ele também ressaltou que não é ilegal receber ajuda financeira de grandes empresas para a conservação deste estoque reunido ao longo dos anos. Fernando Henrique Cardoso confirmou, inclusive, que ele próprio recebeu doações das incorporadoras Odebrecht e Camargo Correia e dos bancos Itaú, Safra e Bradesco para a criação da Fundação FHC, que administra seu acervo presidencial. O ex-presidente peesedebista disse que Paulo Okamotto, presidente e co-fundador do Instituto Lula, o procurou e chegou a visitar o Instituto FHC para saber mais sobre a administração e armazenamento de documentos e objetos recebidos por ele durante seus mandatos. "O Okamotto foi. Eu convidei várias vezes o Lula. Ele nunca foi", afirmou. LEIA MAIS: "Vou defender sua honra", promete Lula em velório da ex-primeira-dama Outra testemunha, a curadora do acervo de FHC, Danielle Ardaillon, afirmou que nem sempre os objetos pertencentes ao acervo presidencial passam pela mão do presidente. Já o representante da Granero Transporte, Emerson Granero, garantiu que o petista não participou da contratação em momento algum, e ainda destacou que o transporte seguiu o procedimento padrão. Réu Lula enfrenta diversas acusações, dentro e fora da Operação Lava Jato, mas afirma ser inocente em todas elas. Ele é alvo de investigações em andamento e acusações penais em Curitiba e no Distrito Federal. Entre os processos enfrentados pelo ex-presidente estão obstrução de justiça, corrupção e lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, tráfico de influência e tráfico de influência internacional. Fonte: Último Segundo - iG @ http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2017-02-10/lula.html
  12. Olá, A essa altura, já devia ficar mais claro que mesmo se isso acontecer, nem "todos" serão presos. O Moreira Franco foi agraciado com o cargo de ministro, nas mesmas condições do Lula (praticamente) e com o AVAL do STF desta vez (que encerra a guerra de liminares). Pra mim (minha opinião) é bem claro que: se algum "amigo do rei" for extremamente suspeito, o governo vai mostrar o "dedo do meio" pra todo mundo e falar "e daí? Não vou ferrar com ele, vai encarar?" E vai ficar por isso mesmo, porque provavelmente já vai estar na hora de "assistir BBB 17 na TV".
  13. Olá, Qual investidor brasileiro? Aquele que investe com "emprestimo do BNDES"? E que se der merda, "o governo que pague"? Investidor brasileiro de cú é rola.
  14. Olá, Ótimo. Fim desse horário de merda, que vá pro caralho que o parta.
  15. Olá, Só uma curiosidade: - em 2013 tivemos protestos nas ruas, depois apareceram até Black Blocs; - em 2014, mais protestos e "não vai ter Copa" - em 2015, mais protestos, Av. Paulista "cheia" de verde e amarelo, e mais protestos - em 2016, protestos até o meio do ano. As coisas não melhoraram muito da metade de 2016 pra cá, mas os protestos simplesmente SUMIRAM, ZERARAM. Não tinha ninguém protestando nem pelo aumento dos policiais, nem pelo aumento das tarifas de transporte, que subiram MUITO MAIS QUE 20 CENTAVOS só este ano. Cadê os "líderes" dos movimentos? Aquelas "lideranças jovens que iriam mudar o país" e "o gigante acordou" e tudo mais? Não vejo mais um único site falando sobre isso, ou marcando protestos, alguém sabe de alguma coisa? Senão fica complicado, pode ser que algum Teórico da Conspiração diga que isso era só "por causa da Dilma", ou até pior: podem dizer que algum "Sith sombrio" estava manipulando as coisas "das sombras".
  16. Olá, Meu comentário sobre isso é: "Eita" http://carnaval.ig.com.br/saopaulo/2017-02-07/unidos-de-vila-maria.html Grupos acusam Unidos de Vila Maria de blasfêmia e tentam derrubar desfile Por iG São Paulo | 07/02/2017 14:48 Tamanho do texto-+ Home iG › Carnaval › São Paulo Já são quase dez mil assinaturas que simbolizam o apoio de grupos religiosos ao veto do desfile da Vila Maria em homenagem a Nossa Senhora Aparecida As polêmicas sobre o carnaval já começaram antes mesmo das escolas saírem na avenida. Grupos religiosos querem derrubar o enredo da Unidos de Vila Maria, de São Paulo, que faz uma homenagem aos 300 anos da aparição de Nossa Senhora. Somadas, as petições online que visam acabar com o tema deste ano da Vila Maria já contam com quase 10 mil assinaturas até a tarde desta terça-feira (7). Leia mais: Saulo lança terceiro álbum solo e fala de seu carnaval: "É uma entrega total" Com enredo em homenagem a Nossa Senhora Aparecida, Unidos de VIla Maria é alvo de boicotes na internet Divulgação Com enredo em homenagem a Nossa Senhora Aparecida, Unidos de VIla Maria é alvo de boicotes na internet Blasfêmia O Instituto Plínio Corrêa do Oliveira está organizando seus seguidores para assinarem uma carta aberta com o intuito de vetar o enredo “ Aparecida, A Rainha do Brasil. 300 Anos de Amor e Fé no Coração do Povo Brasileiro ” proposto pela Unidos de Vila Maria este ano. O texto publicado pela organização religiosa acusa a escola de samba de se apropriar indevidamente da imagem da santa. “Ao contrário de uma homenagem, colocar em um desfile de carnaval os símbolos católicos, juntamente com os símbolos mais flagrantes de imoralidade e neopaganismo, constitui uma grande ofensa a Nossa Rainha e Padroeira”, diz a petição que já possui quase sete mil assinaturas mostrando apoio à causa. Leia mais: Cinthia Santos está no esquenta para carnaval: "Na avenida é guerra" Banner da campanha para derrubar o carnaval da Unidos de Vila Maria do Instituto Plínio Corrêa de Oliveira Reprodução Banner da campanha para derrubar o carnaval da Unidos de Vila Maria do Instituto Plínio Corrêa de Oliveira A organização pretende encaminhar o pedido para derrubar o enredo do carnaval com as assinaturas ao cardeal arcebispo de Aparecida, Dom Raymundo Damasceno de Assis para que ele interfira na realização do desfile. No site Change.org há outro abaixo-assinado com o mesmo objetivo para vetar que a Vila Maria coloque Nossa Senhora na avenida. “Precisamos impedir que essa profanação sem precedentes aconteça”, diz o apelo no site. Aprovação A Unidos de Vila Maria teve permissão do cardeal Dom Odilo Scher , arcebispo de São Paulo, para a realização da homenagem à santa. Ele chegou a declarar que permitiu a utilização do símbolo religioso, pois a devoção a Nossa Senhora é fortemente ligada à cultura popular dos brasileiros. Leia mais: Lexa estreia no carnaval do Rio pela escola do coração e com "fantasia caliente" A direção da escola de samba foi acompanhada de perto por membros da igreja que aprovaram e auxiliaram na confecção do desfile para que não houvesse desrespeito a figura de Nossa Senhora. Atendendo aos pedidos da instituição sobre o enredo, a Unidos de Vila Maria não irá misturar a figura do catolicismo com outras religiões e, remando contra a maré do carnaval, irão investir em fantasias mais cobertas e que não revelem excessivamente o corpo das suas passistas e demais membros que irão desfilar. Fonte: Carnaval - iG @ http://carnaval.ig.com.br/saopaulo/2017-02-07/unidos-de-vila-maria.html
  17. Olá, http://jornalggn.com.br/noticia/sem-consultar-ministerio-governo-cogita-reduzir-florestas-na-amazonia Sem consultar ministério, governo cogita reduzir florestas na Amazônia Sem consultar ministério, governo cogita reduzir florestas na Amazônia QUI, 09/02/2017 - 17:40 Jornal GGN - Um projeto de lei do governo federal pretende reduzir em 35% as áreas das unidades de conservação, demarcadas por decretos da ex-presidente da Dilma Rousseff. O Ministério do Meio Ambiente não foi ouvido na elaboração do projeto, apesar de já estar detalhado o recorte em quatro florestas protegidas e a extinção de uma outra unidade. O texto do projeto foi entregue na terça (7) por parlamentares amazonenses para Eliseu Padilha, ministro da Casa Civil. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, as áreas protegidas seriam reduzidas de 2,697 milhões de hectares para 1,772 milhão de hectares. O projeto abre espaço para exploração na região sul do Amazonas, na fronteira com o Mato Grosso e Rondônia. De acordo com a Casa Civil, o texto ainda será analisado para ser enviado ao Congresso como uma proposta do próprio governo. Ainda segundo o Estadão, o Ministério do Meio Ambiente disse que "ainda não foi convidado para reuniões", e, em nota, explicou que qualquer alteração de área em unidades de conservação depende de análise técnica do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio)". Os decretos de Dilma Rousseff foram assinados em seu último dia de mandato, e parlamentares do Amazonas pressionam para o cancelamento das unidades de preservação. Eles reclamam que as undiades, que formam um cinturão que tenta impedir o desmatamento, a extração ilegal de madeira e grilagem de terras, causaram a paralisação de investimentos do agronegócio e da indústria na região.
  18. Olá, Parabéns!
  19. Olá, E lá vamos nós... http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2017-02-13/corujao-da-saude-tcm.html Tribunal vê indício de irregularidade no Corujão da Saúde em São Paulo Por iG São Paulo | 13/02/2017 17:46 Tamanho do texto-+ Home iG › Último Segundo › Brasil TCM deu prazo para Prefeitura de São Paulo explicar nove pontos do edital para contratação de entidades que promovem programa de João Doria Programa Corujão da Saúde é aposta do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), para reduzir filas Rovena Rosa/Agência Brasil - 1.1.17 Programa Corujão da Saúde é aposta do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), para reduzir filas O Tribunal de Contas do Município de São Paulo (TCM) informou que foram encontradas nove irregularidades no edital para contratação de entidades privadas que estão fazendo o Corujão da Saúde, programa do prefeito João Doria (PSDB) que pretende acabar com a fila de 485 mil pessoas a espera de exames médicos na cidade. O relatório elaborado pela equipe de Fiscalização e Controle do TCM diz que o edital do Corujão da Saúde “não reúne condições de prosseguimento”. De acordo com o texto, o edital do programa deixa de cumprir a lei de licitações, libera contratos com valores questionáveis e escolhe entidades de forma subjetiva. O texto também aponta que não há meio de avaliação dos serviços, como “ausência de indicação dos instrumentos a serem utilizados para acompanhamento da execução do objeto e de como será a avaliação do desempenho técnico da conveniada/contratada”. A escolha das entidades para prestar os exames foi por meio de chamamento público, que é uma forma de contratação em que o interessado se inscreve e, se atender aos requisitos, assina contrato e começa a prestar o serviço. O relatório diz que essa não é a forma correta, pois fere regras municipais e federais. Segundo o texto, deveria ter sido feita uma consulta pública para debater o chamamento, de acordo com o que rege decreto municipal número 48.042/16. Uma vez que o valor do edital supera R$ 12 milhões (o investimento total no programa é de R$16,5 mi), a prefeitura deveria ter aberto licitação, procedimento em que a seleção das empresas é feita por critérios técnicos e de preço. + Em quase dois meses, 70 pessoas já foram presas por pichação em SP Já o parecer da Assessoria Jurídica da Secretaria Municipal de Saúde argumenta que o chamamento inviabilizaria a competição entre os interessados, “na medida em que o serviço é aquele codificado na tabela do SUS, para o qual é previsto o pagamento de determinado valor”. Mas para os auditores do TCM, a justificativa não impediria a disputa de preços. O relatório aponta ainda “ausência de justificativa para o valor estimado de contratação”, porque o TCM não recebeu a lista completa com o quantitativo de alguns exames, como o de ressonância magnética. Se acrescidos, o valor do programa pode aumentar. “O montante apurado seria superior ao valor de contratação estimado no termo de referência”, diz o relatório. Entre as demais falhas, o parecer relata a ausência de justificativa para indicação de dotação orçamentária, falta de assinatura no edital e aponta ainda que o processo deveria ter sido eletrônico, o que o torna menos sujeito a fraudes. Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde esclareceu que o edital de chamamento para credenciamento dos hospitais para participação no Corujão da Saúde foi elaborado pelo corpo técnico e jurídico da pasta. “Não se trata de procedimento inédito, pois este formato é utilizado desde 2008 para procedimentos similares. A pasta responderá a todos os questionamentos do TCM dentro do prazo estipulado pelo órgão, bem como realizar as adequações solicitadas, de forma que não haja interrupção do programa”, diz a nota. A prefeitura tem até sexta-feira (17) para dar as explicações. Diante dos argumentos apresentados, o conselheiro do TCM João Antonio decidirá se arquiva a investigação, se suspende o edital ou se leva a questão para o plenário do tribunal. + Câmara paulistana aprova, em primeira votação, projeto que visa coibir pichação Balanço Na última sexta-feira (10) a prefeitura divulgou o balanço dos atendimentos. Em 30 dias de atendimento, o programa Corujão da Saúde atendeu quase um terço da fila de espera de exames médicos. Foram 141,3 mil exames realizados. A meta é zerar os 485 mil exames em espera na rede pública no prazo de 90 dias. Outros 270 mil procedimentos já estão agendados para serem feitos até o mês de abril. Dos exames já feitos, 129 mil correspondem aos pacientes que já estavam na fila em dezembro de 2016. Os outros 12,4 mil são de novas solicitações, como de pacientes com exames vencidos há mais de 60 dias e que precisaram de nova consulta para obter o encaminhamento. O chamado Corujão da Saúde começou a ser implantado em hospitais e clínicas das redes pública, particular e filantrópica, que ofertam exames extras em horários alternativos, de preferência entre as 20h à meia-noite, conforme a capacidade ociosa de cada local. A prioridade é que o exame seja feito no serviço mais próximo da casa do paciente. Fonte: Último Segundo - iG @ http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2017-02-13/corujao-da-saude-tcm.html
  20. Olá, Padrão "jornalístico" brasileiro... esse modelo é seguido na grande maioria dos sites e veículos de comunicação. EDIT: Além disso, tem 2 coisas: 1) Ilegalmente, o desmatamento deve estar rolando solto; 2) Obviamente uma manchete dessas serve para os frequentadores do blog destilarem os comentários no melhor viés "golpistas vendilhões da pátria".
  21. Olá, E isso foi sempre muito falado aqui (que tinha muito usuário que só estava aqui pelos classificados). Bastou aparecer uma alternativa e PUFF... sumiram todos.
  22. Olá, Sim, na hora de votar a favor do regime de urgência para uma lei que daria uma certa "anistia" a irregularidades financeiras dos partidos nas campanhas, semana passada, estavam todos os partidos UNIDOS, numa só voz, linda. País lindo de Tolos.
  23. Olá, Quando eu colo sem formatação, em geral as IMAGENS e as vezes o titulo da noticia, ficam zoados.
  24. Olá, Esse site é do Luis Nassif. Os comentaristas ali são de esquerda, consideram o governo formado por "golpistas apoiados pela mídia". Tem que ler com "filtro ligado", porque algumas informações podem ser tiradas dali (como, em geral, de qualquer lugar).
  25. Olá, Tenho que concordar com aquele historiador que ficou "famoso" recentemente por seus vídeos, o Leandro Karnal que falou mais ou menos isso: "a gente vive episódios de guerra civil mas usar essa palavra é abominável para aquela "visão" de povo "pacífico" que temos de nós mesmos". http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2017-02-06/temer-espirito-santo.html Temer confirma envio das Forças Armadas para o Espírito Santo Por iG São Paulo | 06/02/2017 10:58 - Atualizada às 06/02/2017 11:05 Tamanho do texto-+ Home iG › Último Segundo › Política Estado capixaba sofre onda de violência e de insegurança desde o início da greve dos policiais militares, na sexta; PM trocou de chefia nesta segunda Forças Armadas serão enviadas ao Espírito Santo para conter o caos instalado após o início da greve dos PMs Agência Brasil Forças Armadas serão enviadas ao Espírito Santo para conter o caos instalado após o início da greve dos PMs O presidente da República Michel Temer (PMDB) confirmou o envio das Forças Armadas e da Força Nacional de Segurança Pública ao Espírito Santo. O pedido de reforço na segurança foi feito na manhã desta segunda-feira (6) pelo governo do estado capixaba. O Espírito Santo sofre, desde a última sexta-feira (3) uma onda de violência devido à falta de policiamento nas ruas de todo o estado. A paralisação da Polícia Militar (PM) começou também na sexta. Segundo o Código Penal Militar, os policiais militares não podem entrar em greve, participar de qualquer ato político, manifestação ou paralisar suas atividades. Por isso, são os familiares dos agentes da PM que estão na frente dos quartéis, exigindo benefícios para os policiais. Com isso, nem as viaturas e nem os agentes têm conseguido deixar os quartéis e as ruas estão sem nenhum policiamento. Por conta disso, nesse fim de semana, foram registrados diversos roubos e tentativas de homicídio em todo o estado. Nesta segunda, o coronel Laércio Oliveira deixou o posto, com menos de um mês de cargo. Quem vai assumir a chefia da PM no estado agora é o coronel Nilton. A confirmação do envio das Forças Armadas ao estado foi divulgada pela Rádio Bandeirantes. A greve foi decretada ilegal pela Justiça e já foi determinado que os manifestantes saíssem das portas dos quartéis. LEIA MAIS: Servidores fazem nova manifestação contra pacote de medidas do governo do Rio de Janeiro Além de reajuste salarial, as famílias dos PMs pedem o pagamento de auxílio alimentação, periculosidade, insalubridade e adicional noturno. Também são denunciados o sucateamento da frota e falta de perspectiva de carreira. Caos nas ruas Com a falta de policiamento nas ruas, as voltas às aulas foram suspensas na maioria das escolas públicas e particulares do estado e a recomendação é que a população procure não sair de casa. Em Vitória, o atendimento médico também está paralisado por conta da violência. LEIA MAIS: Rebelião em prisão no Rio Grande do Sul deixa dois presos mortos Nas redes sociais, o termo "Espírito Santo" e as hashtags #ESpedesocorro e #PrayForES amanheceram no topo dos Trending Topics (TTs), sendo os assuntos mais comentados no Twitter. Os internautas também questionam a falta de cobertura da imprensa no caso. Fonte: Último Segundo - iG @ http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2017-02-06/temer-espirito-santo.html