Jump to content
Maedhros

Tópico Oficial da Política - ANO 6 - Acabou a Nova Era [+Moro Presidente em 2022]

Recommended Posts

O que tinha de professor esquerdinha fazendo terrorismo dizendo que se o Aécio ganhasse ia sucatear a educação, ia acabar com o FIES e toda essa merda da cartilha MAV, que é sensacional demais ver eles levarem esse lindo tapa na cara.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Esse governo começa 2015 como uma carreta desgovernada, descendo a serra e com freio motor fudido. O mais triste é que nos pontos onde mexe, em nada abala quem é abastado... É tudo no forébis do eleitorado.

Luo=-_

Share this post


Link to post
Share on other sites

Governo deve elevar alguns impostos, diz novo ministro da Fazenda

DE BRASÍLIA
09/01/2015 12h44
O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, afirmou na manhã desta sexta-feira (9) que o governo "provavelmente terá que pensar em rebalancear alguns impostos, até porque alguns foram reduzidos há algum tempo", durante conversa com internautas.
Segundo Levy, a receita de impostos que foram reduzidos "está fazendo falta". "Mas, se houver alguma mudança, vai ser com cuidado e depois de a gente esgotar outras possibilidades."

Ministro participou de conversa com internautas na manhã desta sexta-feira
"Estamos no caminho certo, e dessa vez a gente está tentando acertar as coisas bem antes de estar numa crise. Como diz um amigo meu, estamos podendo consertar o telhado em dia de sol", defendeu.
Em tom informal, o ministro sugeriu que os brasileiros também façam sua parte, trabalhando "com o máximo de qualidade" e aumentando a produtividade, para que não sejam necessários mais aumentos de imposto.
"Se as despesas crescerem e a gente se endividar, ou ficar aumentando imposto, vai ser mais difícil a economia melhorar", disse.

INFLAÇÃO
Levy comentou que a inflação de 2014 de 6,41%, divulgada hoje pelo IBGE, ficou dentro do combinado, "apesar de todos os desafios".
A inflação em janeiro deve ser um pouco mais alta do que de outros meses do ano, em função dos reajustes das mensalidades escolares, IPTU, tarifas de ônibus, entre outras, informou o ministro.
"Além disso, para a economia voltar a crescer, temos que fazer algumas arrumações e isso pode mexer em alguns preços. Os economistas chamam isso de mudança nos preços relativos e ela é importante para acomodar a economia em um novo caminho de crescimento", defendeu.
É esperada a alta no preço da energia elétrica, por exemplo, que foi represado por muito tempo pelo governo para conter a alta da inflação.
Levy afirmou que, se o governo "não gastar demais", a inflação pode se encaixar no centro da meta estabelecida pelo governo, que é de 4,5% ao ano, em 2016.

CORTES
A conversa aconteceu pelo Facebook, na pagina Portal Brasil, administrada pelo Palácio do Planalto. Levy respondeu a oito perguntas, e deu prioridade a explicações sobre cortes em gastos e restrições a benefícios sociais, medidas recentemente adotadas para reequilibrar as contas públicas.
Ele falou que houve correção de distorções, "que acabam fazendo você pagar por despesas com alguém, por exemplo, que começa a receber pensão de viúvo ou viúva aos 25 anos de idade, e vai continuar recebendo esse dinheiro do governo, talvez por mais de 50 anos".
"Não faz sentido esse desperdício com o dinheiro do povo. Além disso, o governo diminuiu o volume de empréstimos com juros baratos para algumas empresas. Empréstimo barato também é pago pelo contribuinte e tem que ser dado só em situações muito especiais", disse.
Ele garantiu que o valor da aposentadoria continuará sendo corrigido pela inflação e que não haverá mudanças no seguro por invalidez.

CHICAGO BOY
Questionado por um internauta se ele se considera um "Chicago boy", em referência à liberal Escola de Chicago, onde Levy se graduou PhD, ele disse que alguma das reformas propostas por esses economistas na década de 1970 deram muito certo, "outras nem tanto".
"Mas essa universidade tinha um professor que dizia uma frase que ficou muito conhecida, e que a gente sabe que tem seu grão de verdade: 'Ninguém come realmente de graça'", disse, em referência a Milton Friedman, expoente da escola.
"A gente sabe que quando alguém passeia ou faz alguma coisa sem pagar, outra pessoa está pagando. Então, essa frase é importante para quem está no governo. Tudo que o governo 'dá', é pago pelo contribuinte. Então, a gente tem que ter muito cuidado em como usa o dinheiro, para garantir que as pessoas certas, às quais a lei dá o direito, serem as que receberão os benefícios que precisam", defendeu.

15009196.jpeg

Se fodam ai. KKKKKKK

Share this post


Link to post
Share on other sites

Dilma veta emenda de Aécio que dava transparência à dívida do Tesouro junto aos bancos públicos e BN

Uma recente decisão da presidente Dilma Rousseff impedirá que a sociedade brasileira conheça qual a dívida do Tesouro Nacional junto aos bancos públicos por empréstimos feitos a empresas, com juros subsidiados, e com aval do governo, mas que não estão sendo pagos há mais de quatro anos. Além disso, os trabalhadores também continuarão sem saber qual a soma dos repasses devidos ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) referentes a valores arrecadados a título de multa paga pelas empresas, em função de demissões sem justa causa, mas que estão sendo retidos pelo governo.

Isto porque a presidente da República vetou emenda aprovada pelo Congresso Nacional – de autoria do senador Aécio Neves – que determinava que o governo informasse na internet e encaminhasse ao Parlamento, e a outros órgãos de fiscalização, relatórios com os valores devidos pelo Tesouro. Com o veto de Dilma, no entanto, os brasileiros continuarão sem acesso à realidade das contas federais. A estimativa é de que o valor da dívida seja maior que R$ 30 bilhões.

O veto de Dilma contraria decisão do Congresso e viola o direito do cidadão de conhecer a realidade das contas públicas federais. Com a decisão, os brasileiros não poderão ter acesso a informações sobre quanto o Tesouro Nacional deve aos bancos públicos, que são patrimônio da população, e quanto o Tesouro Nacional deve ao FGTS, que é patrimônio dos trabalhadores do País.

http://www.alvarodias.com.br/2015/01/dilma-veta-emenda-de-aecio-que-dava-transparencia-a-divida-do-tesouro-junto-aos-bancos-publicos-e-bndes/

Meu ptzão sempre trabalhando à favor do povo brasileiro. :)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Dilma veta emenda de Aécio que dava transparência à dívida do Tesouro junto aos bancos públicos e BN

Uma recente decisão da presidente Dilma Rousseff impedirá que a sociedade brasileira conheça qual a dívida do Tesouro Nacional junto aos bancos públicos por empréstimos feitos a empresas, com juros subsidiados, e com aval do governo, mas que não estão sendo pagos há mais de quatro anos. Além disso, os trabalhadores também continuarão sem saber qual a soma dos repasses devidos ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) referentes a valores arrecadados a título de multa paga pelas empresas, em função de demissões sem justa causa, mas que estão sendo retidos pelo governo.

Isto porque a presidente da República vetou emenda aprovada pelo Congresso Nacional – de autoria do senador Aécio Neves – que determinava que o governo informasse na internet e encaminhasse ao Parlamento, e a outros órgãos de fiscalização, relatórios com os valores devidos pelo Tesouro. Com o veto de Dilma, no entanto, os brasileiros continuarão sem acesso à realidade das contas federais. A estimativa é de que o valor da dívida seja maior que R$ 30 bilhões.

O veto de Dilma contraria decisão do Congresso e viola o direito do cidadão de conhecer a realidade das contas públicas federais. Com a decisão, os brasileiros não poderão ter acesso a informações sobre quanto o Tesouro Nacional deve aos bancos públicos, que são patrimônio da população, e quanto o Tesouro Nacional deve ao FGTS, que é patrimônio dos trabalhadores do País.

http://www.alvarodias.com.br/2015/01/dilma-veta-emenda-de-aecio-que-dava-transparencia-a-divida-do-tesouro-junto-aos-bancos-publicos-e-bndes/

Meu ptzão sempre trabalhando à favor do povo brasileiro. :)

Olá,

No dia em que o governo inverter de partido, você vai publicar A MESMA NOTÍCIA.

A diferença é que as posições dos termos "PT" e "PSDB" / "Dilma" e "Aecio", estarão apenas trocados de posição. :)

  • Upvote 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá,

No dia em que o governo inverter de partido, você vai publicar A MESMA NOTÍCIA.

A diferença é que as posições dos termos "PT" e "PSDB" / "Dilma" e "Aecio", estarão apenas trocados de posição. :)

Depois de tudo isso vc ainda defende o PTzão? Sério mesmo?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Depois de tudo isso vc ainda defende o PTzão? Sério mesmo?

Olá,

Você acha que isso é defender o "PTzão" ? Sério mesmo?

  • Upvote 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá,

Você acha que isso é defender o "PTzão" ? Sério mesmo?

Lição básica da cartilha, acuse os outros de fazer o que a gente faz. Se fosse Aécio, Marina ou qualquer outro poderia fazer igual ou pior que teria notícia do mesmo jeito, mas isso não vem ao caso agora, quem está a 12 anos fazendo merda e se aproveitando é o PT. Não queira desviar o foco.

Ahhh esse madeira...

Ahhh esses vermelhinhos....

Share this post


Link to post
Share on other sites

No mundo real:

Levy afirma que ajustará impostos; IR e pequena empresa podem ser atingidos

O ministro afirmou que deve analisar a situação de "pessoas que têm renda através de pequena empresa, que pagam 4%, 5% de imposto em vez de 27,5%", e que isso deve ser prioridade dentro de possíveis mudanças na cobrança do IR. "Primeiro teria que tratar desse egrégio."

Levy disse ainda que deve rever a isenção do IR sobre investimentos em Letras de Crédito Imobiliário (LCIs) e Letras de Crédito do Agronegócio (LCAs), dentro da estratégia de "melhorar a composição de investimentos".

O ministro afirmou que a mudança não deve ser "imediata", tendo que passar ainda por consulta. Ele sinalizou ainda que pode haver ajuste nos instrumentos de poupança, sem dar detalhes.

http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2015/01/1574367-consumidor-bancara-custo-para-sanar-crise-no-setor-eletrico-diz-ministro.shtml

Sem Tesouro, custeio do setor elétrico deve recair sobre consumidor

O Tesouro Nacional não fará aportes ao setor elétrico neste ano –apesar da previsão inicial no orçamento para um repasse de R$ 9 bilhões. Sem a injeção de recursos, os gastos do setor serão custeados pelo consumidor, na forma de aumento da conta de luz.
Por causa disso, o consumidor poderá ter dois aumentos em sua conta apenas este ano. Um ordinário e outro extraordinário.
Ao lado disso, o governo vai tentar enxugar um pouco essas contas, mas ainda está em aberto quais subsídios podem ser eliminados ou ter sua verba reduzida.

De acordo com o ministro Eduardo Braga (Minas e Energia), o governo vai manter os principais programas, como subsídio para baixa renda, o programa "Luz para Todos" e ao carvão mineral, preservando as empresas do Sul do país. Todos os demais estarão sob análise.

"Não haverá pressão sobre o Tesouro, porque estaremos tomando medidas estruturantes na CDE (Conta de Desenvolvimento Energético)", disse.
Esta conta é considerada o fundo do setor elétrico, de onde saem todos os gastos do setor.
Apenas em 2014, até o mês de novembro, foram gastos R$ 12,1 bilhões. Desse valor, R$ 9 bilhões vieram de transferências diretas do Tesouro Nacional, segundo informações do fundo publicadas pela Eletrobras.

DILMA
As medidas foram discutidas na tarde desta segunda-feira (12) pela presidente Dilma Rousseff, pelo ministro Joaquim Levy (Fazenda), Eduardo Braga (Minas e Energia) e pelo diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino.

No encontro, a presidente teria dado seu aval para que essa solução seja posta em prática, ainda que seus efeitos sejam de um aumento nas tarifas.
A presidente foi a principal defensora da Lei que, no fim de 2012, alterou diversas regras no setor de energia para tornar possível uma redução média de 20% sobre as tarifas.

Desde então, esses valores vem sendo corrigidos pelos reajustes da Aneel, que levam em consideração não apenas a inflação, mas outros custos do setor, como pagamento de térmicas, que vem sendo bastante elevados por causa da forte seca que prejudicou o abastecimento dos reservatórios.
No ano passado, sobre as empresas tradicionais de energia, chegou-se a aplicar aumentos de 35% sobre as tarifas, caso da Ampla, que atua no Rio de Janeiro.
Esse percentual, apesar de alto, não levava sequer em consideração o pagamento dos financiamentos bancários, como ocorrerá este ano.
"Não vi aborrecimento [na presidente Dilma]", disse Rufino. "O que o Tesouro e a Fazenda têm sinalizado é a busca pelo realismo tarifário", afirmou. "Ninguém tem interesse, e não agrada ninguém, ter que aumentar tarifa. Ninguém gosta disso, mas não adianta viver em um mundo de ilusão", completou o diretor-geral da agência.

REUNIÃO

Na reunião da Aneel de 20 de janeiro, a agência pretende apresentar todos os gastos do setor elétrico previstos para este ano, sem o aporte do Tesouro.
A partir daí, a agência fará um rateio desses gastos por todas as distribuidoras de energia, o que é chamado de "cotas da CDE".
Esses valores passarão por audiência pública e, ao mesmo tempo, cada distribuidora de energia terá de fazer cálculos internos para saber se conseguirão pagar o valor com seu próprio caixa.

No caso de conseguirem pagar, as empresas repassam o dinheiro ao fundo, absorvem a dívida e aguardam pelo seu reajuste ordinário para repassar esse aumento ao consumidor e começar a recolher esse dinheiro de volta.

No caso da empresa não ter caixa suficiente, ela terá de pedir um reajuste extraordinário. Assim, nesse caso, o consumidor atendido por essa distribuidora pode ter dois aumentos apenas este ano.

"O que for necessário fazer: reajuste ou reajuste extraordinário, nós vamos fazer", defendeu Rufino.
"Se o custo [da energia] está em outro patamar, a única forma de se alcançar a sustentabilidade é ter realismo tarifário", disse.
O diretor porém, tornou a frisar que o governo fará "uma análise exaustiva" sobre as contas do setor para tentar diminuir despesas e o impacto para o consumidor.

http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2015/01/1574178-sem-tesouro-custeio-do-setor-eletrico-deve-recair-sobre-consumidor.shtml

No mundinho encantado do PT:

yU2qfmI.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Só não viro terrorista vendo essas notícias porque minha barba não cresce muito, daí não seria style... :lol:

Luo=-_

Share this post


Link to post
Share on other sites

Governo dobra IOF em operação de crédito ao consumidor

O governo anunciou quatro medidas envolvendo a cobrança de tributos. Entre elas está o aumento do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) sobre as operações de crédito ao consumidor de até 365 dias. O imposto passa de 1,5% para 3%, alíquota que estava em vigor em 2011.

A intenção do governo é conter o consumo e, consequentemente, tentar segurar a alta da inflação. Outro objetivo é melhorar a arrecadação e tentar resgatar a credibilidade do país junto ao mercado.

http://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2015/01/19/governo-dobra-iof-em-operacao-de-credito-ao-consumidor.htm


Governo sobe IOF sobre crédito, tributos na importação e combustíveis

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, anunciou nesta segunda-feira (19) aumento de tributos sobre combustíveis, sobre produtos importados e, também, sobre operações de crédito. A expectativa da equipe econômica é arrecadar R$ 20,6 bilhões neste ano com as alterações.

Combustíveis
De acordo com o ministro da Fazenda, estão sendo elevados o PIS, a Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (Cofins) e a Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) sobre os combustíveis.

Segundo ele, o impacto será de R$ 0,22 para a gasolina e de R$ 0,15 para o díesel. O PIS e a Cofins terão alta imediata, mas o aumento da Cide só terá validade daqui a noventa dias. A expectativa do governo é de arrecadar R$ 12,18 bilhões com esta medida em 2015.

"Daqui a três meses [quando começar a valer o aumento da Cide], temos intenção de reduzir o PIS e a Cofins", declarou ele. Questionado qual será o impacto no preço dos produtos para o consumidor, ele informou que "isso vai depender da evolução do mercado e da politica de preços da Petrobras".

Importações
No caso das importações, o ministro da Fazenda informou que está elevando o PIS e a Cofins. As alíquotas avançarão de 9,25% para 11,75%. O objetivo, segundo Levy, é compensar a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que excluiu o ICMS das importações. "A gente ajusta a alíquota para que não se prejudique a produção doméstica. Correção da própria economia", declarou ele. A expectativa é de arrecadar R$ 694 milhões neste ano.

Cosméticos
O governo também anunciou que um decreto presidencial vai equiparar o setor atacadista e o industrial no Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) incidente sobre cosméticos. A medida, informou ele, não implica em aumento da alíquota e apenas "equaliza" a tributação ao longo da cadeia de produção e distribuição desse setor. Mesmo assim, o governo espera arrecadar R$ 381 milhões com a medida neste ano e R$ 653 milhões em 2016.

http://g1.globo.com/economia/noticia/2015/01/governo-sobe-iof-sobre-credito-tributos-na-importacao-e-combustiveis.html


Coitado desse cara, caiu de paraquedas e será massacrado pelo povão.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá,

Baixo investimento em pesquisa, educação e infra-estrutura dá nisso... o país não cresce de maneira sustentável e alguma hora alguém tem que pagar a conta.

O crescimento em varios setores foi feito com "incentivos" que consistem em "governo abrir mão de alguns impostos"... isso não se sustenta, ainda mais quando o governo não corta os próprios gastos.

Agora que não pode mais "abrir mao de alguns impostos", o bicho vai pegar...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não que tudo dependa dela, mas temos que ser realista, o governo Dilma não foi bom.

O PAC 1 e 2 foram ruins. Agora, o estado está aumentando os impostos para pagar o seu inchaço ineficiente. O que era para acelerar, andou para traz.

Critico a Dilma sem colocar fé no Aécio. Eu queria o Cristovão Buarque se candidatando. Já vi um projeto do sujeito para as escolas. Bem definido e objetivo! Não é igual a essas merdas que vemos como projetos dos candidatos a presidência.

Spit, vc que é de Brasília, me fala ai como foi o governo dele como governador do Estado?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Brasil na contramão da realidade mundial mais uma vez. Enquanto paises produtores como Rússia entram em uma pequena crise devido a baixa geral do valor do petróleo, aqui no Brasil resolvem aumentar no estilo do tenente da policia lá...'porque eu quis!'

Sabe o que me lembra esse governo? Alguém tentando jogar Sim City 2000 quando foi lançado lá pela década de 90... tinha que ficar fazendo ajustes em alíquotas de impostos a comércio, industria e pro povão, trazer benefícios e era fóda se dar bem. Esse governo consegue ser ainda pior, pois ignora benefícios a todos, dando apenas os populistas para os acomodados que não precisam de muito dinheiro para sobreviver e que os reelegem para nos assaltar diariamente.

Eu espero que aqueles que acreditaram em todo o papo furado de campanha de não aumento de impostos, investimentos em educacao, não vai ter apagão, Petrobras não foi corrompida e toda a desinteria que rolam quase que diariamente nos nossos pés seja devidamente deglutida por CADA UM DOS ELEITORES DESSA CORJA.

Se acham que estarão por cima se a coisa implodir, estão completamente enganados. Serão os primeiros a se foder, certamente e como sempre...não dar a chance de fazerem mudanças em muitas politicas no Brasil e reformas em vários outros pontos cobrará o seu preço e ele sera caro justamente pros pés de china...

Luo=-_

Share this post


Link to post
Share on other sites

Antigamente os partidos de oposição sacaneavam com os de situação pois não estavam no poder, hoje todos eles continuam no poder sem precisarem serem eleitos pra isso, é máfia-política amparada por lei, enquanto isso o povo se divide e uma metade insiste que é tudo culpa do PT somente... "ainda bem que não votei nela" é uma frase que resume a desinformação da metade do pais, enquanto a outra metade só quer saber de novela e futebol.

Pirando um pouco, a merda atual gira em torno de uma empresa chamada Petrobrás (não vou falar dos escândalos, todos os partidos roubam essa empresa desde sempre) A verdade só não vê quem não quer - enquanto essa empresa não quebrar os EUA não vão sossegar, é assim desde os anos 60, eles querem a Petro e querem muito, já tentaram antes, mas igual agora? ninguém nunca viu tamanha voracidade pra fazer uma empresa quebrar, a título de curiosidade (que a mídia não fala) o governo americano em seus processos contra a Petrobrás já somam 100 bilhões de dólares, metade do valor da empresa.

Enquanto isso aqui no Brasa, "los macaquitos brasileños" apontam um o dedo pra cara do outro "a culpa e sua! não a culpa é sua!" "ah... ainda bem que não votei nela!"

:lula::aecio:

Bora usar camiseta do McDonald´s escrito atrás "posso ajudar?"

Edited by road warrior
  • Upvote 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

O problema maior não são os partidos da direita ou esquerda. O câncer em forma de partido chama-se PMDB. O resto é metástase.

Share this post


Link to post
Share on other sites

uma coisa tenho que admitir: o PT é o único partido que consegue movimentar um grupo (pago ou não) em torno de uma causa... se tivessem perdido a eleição (pra quem quer que fosse) e se as mesmas medidas estivessem sendo tomadas pelos seus adversários, estaríamos hoje com milhões de pessoas, usando vermelho, nas ruas protestando contra o governo!

outra coisa que o PT tem é sorte: sorte da "oposição" ser bunda mole e ficar protestando virtualmente em "tópicos oficiais da vergonha" ou em páginas de facebook... vergonha meus amigos, é essa acomodação e falta de liderança! os ratos da pátria agradecem!

Share this post


Link to post
Share on other sites

uma coisa tenho que admitir: o PT é o único partido que consegue movimentar um grupo (pago ou não) em torno de uma causa... se tivessem perdido a eleição (pra quem quer que fosse) e se as mesmas medidas estivessem sendo tomadas pelos seus adversários, estaríamos hoje com milhões de pessoas, usando vermelho, nas ruas protestando contra o governo!

outra coisa que o PT tem é sorte: sorte da "oposição" ser bunda mole e ficar protestando virtualmente em "tópicos oficiais da vergonha" ou em páginas de facebook... vergonha meus amigos, é essa acomodação e falta de liderança! os ratos da pátria agradecem!

Oposição bunda-mole? eu diria "oposição de mentirinha e muito bem paga".

Share this post


Link to post
Share on other sites

O problema maior não são os partidos da direita ou esquerda. O câncer em forma de partido chama-se PMDB. O resto é metástase.

Advinha desde de quando eles existem ? E advinha quem é herdeiro dessa galera de bem e foi candidato maravilha em 2014 ?

Mas é culpa do PT hue hue hue.

Chega ser cômico ver gente dizendo "viu ela esta descumprindo a promessa de campanha", apenas povo papel e "oposição da verdade e do bem" acreditava nesse sonho, ainda mais com situação econômica que Brasil seguia... Com brinde onde sabotagem começa em "casa"...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Advinha desde de quando eles existem ? E advinha quem é herdeiro dessa galera de bem e foi candidato maravilha em 2014 ?

Mas é culpa do PT hue hue hue.

Chega ser cômico ver gente dizendo "viu ela esta descumprindo a promessa de campanha", apenas povo papel e "oposição da verdade e do bem" acreditava nesse sonho, ainda mais com situação econômica que Brasil seguia... Com brinde onde sabotagem começa em "casa"...

Olá,

Do jeito que vc fala fica parecendo que a maior parte dos que VOTARAM nela, já estavam cientes de que ela não ia cumprir nada do que foi falado, o que também não deve ser verdade.

  • Upvote 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ex-ministro José Dirceu é investigado na Operação Lava Jato

Justiça quebrou os sigilos fiscal e bancário após análise de documentos.
Empresa do ex-ministro recebeu pagamentos de construtoras investigadas..

http://g1.globo.com/pr/parana/noticia/2015/01/ex-ministro-jose-dirceu-e-investigado-na-operacao-lava-jato.html

Nosso herói voltou! :)

  • Upvote 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

×
×
  • Create New...