Jump to content
Dav

Leyria, novo jogo para Mega Drive desenvolvido por brasileiro

Recommended Posts

leyria_capa.jpg

Saudações pessoal,

hoje trazemos outro projeto brasileiro para o nosso eterno Mega Drive chamado “Leyria“, um RPG 2D de fantasia medieval e batalhas por turnos.

O jogo está em desenvolvimento pelo Original Studio, empresa indie fundada pelo paulista Cristiano Camacho em 2015 e esse é o seu primeiro projeto para o Mega Drive. Porém para ser finalizado, ele precisa da ajuda dos fãs e por isso abriu uma campanha no site de financiamento coletivo Catarse.

Fortemente inspirado em RPGs 2D da era 16/32bits e em animes dos anos 90, buscamos fazer um jogo novo mas com aquele toque de nostalgia. Devido ao grande tempo gasto com a programação para o console e ao alto custo de produzir cartuchos no Brasil, nós decidimos fazer uma campanha no catarse para poder tirar esse sonho do papel“, diz a descrição da campanha, que tem como objetivo coletar R$ 80 mil até o dia 16 de março.

leyria-3.png

A aventura tem como protagonista Victor, um estudante comum que certo dia quando voltava da escola, encontra uma fita de videogame. Ao chegar em casa e testar o game, o jovem é transportado para um estranho e magnífico mundo que se assemelha a era medieval.

Lá ele acaba conhecendo Leyria, uma talentosa guerreira e pianista e também Carol, uma arqueira mercenária, com quem passa a viver altas aventuras, enquanto tenta procurar uma maneira de voltar ao seu mundo.

Conversamos com o desenvolvedor, que explicou que o principal diferencial de Leyria para outros títulos do gênero “é a pegada anime com diálogos e piadas focados no público brasileiro“. Ou seja, espere ver muitos gírias e termos que só nós brasileiros estamos acostumados e que dificilmente aparecem nos games tradicionais (mesmo dublados ou com legendas).

a-prototipo.png

 

Os valores de contribuição variam de R$ 10 a R$ 30 mil e há várias recompensas para quem contribuir, que vão desde nome nos créditos do game até direito a um personagem jogável com suas características totalmente personalizadas.

Quem quiser dar uma espiada no jogo, uma versão demo em fase bem inicial foi disponibilizada pelo desenvolvedor e pode ser acessada neste link. Ele avisa que muito será mudado ou aperfeiçoado ainda e que nem tudo foi feito a partir do zero, sendo que 40% da arte são assets pagos (mas que não serão utilizados na versão final)  e que algumas músicas foram retiradas de outros jogos do Mega Drive (mais informações na página do Catarse).

Abaixo você confere um vídeo da demo:

http://blogtectoy.com.br/conheca-leyria-novo-jogo-para-mega-drive-desenvolvido-por-brasileiro/

Share this post


Link to post
Share on other sites

Cru demais, num estágio desse o vídeo só serve para fazer os desenvolvedores passarem vergonha.

Voltem quando tiverem algo mais polido e próximo da versão final.

Não tive vontade de baixar o demo e olha que o meu Mega Drive é o videogame que mais gosto e utilizo aqui em casa.

Share this post


Link to post
Share on other sites

80 mil reais até 16/03/2018 tá me parecendo meio impossível. Em todo caso, desejo boa sorte ao desenvolvedor. Jogos novos para o Meguinha sempre serão bem vindos, ainda mais RPGs oldschool. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Muita grana pra conseguir em pouco tempo. Fora que o que foi apresentado não desperta nenhum interesse em financiar. Boa sorte para a equipe. Espero que eles tenham sucesso nessa quest.

Share this post


Link to post
Share on other sites

depois do pier solar, rpgs ganharam um novo patamar no meguinha, então tem q mostrar mais serviço pra galera acreditar...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Legal a iniciativa que de sucesso.

Acredito que deve ter polimentos e melhorias em gráficos, som e jogabilidade.

Não é desmerecendo o trabalho mas que RPG não seja o estilo de jogo que os homebrews sigam. Senão vai ficar igual o Dreamcast muito shump HB.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O desenvolvedor (sim, é um só) já havia aberto um tópico sobre esse seu jogo lá no fórum Outerspace. Tá rolando bastante crítica construtiva, eu mesmo fiquei admirado por alguém sozinho ter resolvido encarar o desafio de criar um jogo pra Mega Drive de um gênero tão complexo como rpg, mas concordo que falta muito pra chegar no mesmo nível de um jogo padrão pra Mega.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 16/02/2018 at 9:56 AM, setzer disse:

Só uma dúvida: o custo de um projeto de um jogo como esse fica mesmo em torno de 80 mil reais? 

Depende de quantas pessoas vão estar no projeto, quanto tempo de desenvolvimento será necessário, para fazer um jogo isso é muito barato, GTA 5 o jogo mais caro na história a produção foi 265milhões de dólares, um programador com ensino superior não vai trabalhar no projeto por 1k/mês né? dá pra fazer mais barato, dá lógico que dá se todos doarem seu tempo de graça pro projeto, mas como vivemos numa sociedade capitalista na mais justo que as pessoas recebam por trabalhar...

Eu cobraria mais, e acho que eles podem perder dinheiro nessa.

Share this post


Link to post
Share on other sites
13 minutos atrás, shin_akuma disse:

Depende de quantas pessoas vão estar no projeto, quanto tempo de desenvolvimento será necessário, para fazer um jogo isso é muito barato, GTA 5 o jogo mais caro na história a produção foi 265milhões de dólares, um programador com ensino superior não vai trabalhar no projeto por 1k/mês né? dá pra fazer mais barato, dá lógico que dá se todos doarem seu tempo de graça pro projeto, mas como vivemos numa sociedade capitalista na mais justo que as pessoas recebam por trabalhar...

Eu cobraria mais, e acho que eles podem perder dinheiro nessa.

 

Mas acho que quem se propõe a fazer algo desse tipo (um projeto de jogo retrô), não busca ficar rico. É mais por hobby, por amor ao console, etc. Diferentemente da Rockstar com seu GTA, por exemplo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 19/02/2018 at 11:00 AM, shin_akuma disse:

Depende de quantas pessoas vão estar no projeto, quanto tempo de desenvolvimento será necessário, para fazer um jogo isso é muito barato, GTA 5 o jogo mais caro na história a produção foi 265milhões de dólares, um programador com ensino superior não vai trabalhar no projeto por 1k/mês né? dá pra fazer mais barato, dá lógico que dá se todos doarem seu tempo de graça pro projeto, mas como vivemos numa sociedade capitalista na mais justo que as pessoas recebam por trabalhar...

Eu cobraria mais, e acho que eles podem perder dinheiro nessa.

Sim, ele vai perder e fracassar na campanha do Catarse, pois além de pouco conteúdo para gerar interesse do publico a apoiar, escolheu o modo "tudo ou nada"...deveria ter escolhido o modo "flexível", pelo menos receberia uma parte do dinheiro...outro erro foi mirar apenas no megadrive, deveriam ter feito primeiramente para PC que é muito mais fácil, na Unity por exemplo e gerar para PC e Smartphone e com a receita gerada patrocinar o port em cartucho para megadrive...isso serviria de motivação, pois programar qualquer game para o Mega não é tarefa fácil...além do pedido de produção de cartuchos, tem de ser considerável para poder lucrar no lote...mas o cara quis escolher o mais difícil e ainda fazendo sozinho...O que posso desejar a ele, é muita sorte...e lembrar que está no Brasil !!!


Aproveitando, tem esse brasileiro aqui que fez uma campanha no Catarse e indiegogo, Muito bem mais sensata!!! Se trata de uma continuação de Comix Zone


https://www.catarse.me/JoeReturns?ref=ctrse_explore


Ele escolheu flexível, e com o dinheiro poderá ja pagar a taxa do Steam, e sobra um pouco pra ajudar no financiamento do game


No meu ver ele errou, em não ter muito conteúdo do gameplay do jogo...ta bem cru ainda, também!!!


Falow!!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now


×