Jump to content
Mcs

Lá vem bomba: Aumento de preço nos fretes dos Correios

Recommended Posts

Aumento de preço nos fretes dos Correios é considerado abusivo

Consumidores, além de pequenos e médios empreendedores que atuam em vendas na internet, estão recebendo o que pode ser a pior notícia do ano: os preços de fretes junto aos Correios serão reajustados e sofrerão aumentos de até 51%. As mudanças devem entrar em vigor na próxima terça-feira, dia 6 de março.

O aumento é considerado abusivo, pois a inflação do último ano foi em torno de 3%, enquanto os 51% previstos para o reajuste dos Correios superam em dezessete vezes o cálculo oficial do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA.

Em comparação a outros países da América Latina, caso as alterações realmente entrem em vigor na semana que vem, o nosso frete será 42% mais caro do que o da Argentina, 160% mais caro que o frete mexicano e 282% mais caro que o serviço de entregas da Colômbia.

 

Uma das maiores plataformas de e-commerce do Brasil, o Mercado Livre, publicou nesta terça (27) a campanha #FreteAbusivoNão, convidando a população a compartilhar a hashtag nas redes sociais contra a decisão dos Correios.

O aumento dos preços trará grandes impactos

Para os pequenos e médios empreendedores, que vinham encontrando no marketplace uma forma de burlar a crise e o desemprego, o reajuste vai pesar no bolso. Além do maior custo de envio das mercadorias, pode haver queda das vendas provocada pelo aumento dos preços. Oferecer frete grátis, um dos diferenciais que chamam atenção dos compradores, pode se tornar inviável ou aumentar os preços das mercadorias, deixando de ser vantajoso.

Para os consumidores, em especial aqueles que moram em cidades afastadas dos grandes centros urbanos, as compras online podem se tornar extremamente caras, inviabilizando o comércio e diminuindo o poder de compra.

E o pior está por vir: foram criadas taxas completamente surreais alegando o risco de algumas cidades brasileiras, como é o caso do Rio de Janeiro. Para cada envio originado ou com destino à Cidade Maravilhosa será cobrado um valor extra de R$ 3. Não há sinais de que os entregadores dos Correios, que são os profissionais que lidam diretamente com os riscos urbanos, terão repasses em seus salários das taxas absurdas que podem entrar em vigor.

Quem mora em cidades afastadas sofrerá mais danos

Para João Paulo Dias França, morador da região de Caucaia, que fica a meia hora de Fortaleza, no Ceará, a mudança é reflexo da má administração dos Correios. Para ele, comprar pela internet não é um luxo, mas sim uma necessidade, uma vez que não encontra nos estabelecimentos comerciais da região os produtos que precisa utilizar no seu cotidiano, como livros didáticos, eletrônicos e produtos de pet shop. "Infelizmente, o atual setor não tem condições de gerir o serviço e faz esse aumento abusivo como uma forma de repassar para a população parte dos gastos básicos da empresa, que já deveria ser financiada com o dinheiro dos impostos que a população paga", diz ele.

Para João Paulo, a falta de outras opções de envio faz com que os Correios tenham uma posição privilegiada para extorquir a população: "A monopolização do setor gera esse quadro de péssima qualidade nos serviços prestados, longas demoras nas entregas, avarias e extravios recorrentes, preços exorbitantes e aumentos abusivos", conclui. Ele relata que a central dos Correios de sua cidade passou recentemente por um incêndio, no qual ele perdeu uma mercadoria que foi comprada online. 
 

Outra realidade que ele nos traz é que, em algumas das lojas internacionais nas quais ele costuma comprar, já adequaram os preços de envios para consumidores brasileiros. Em comparação com os valores cobrados para as entregas em dezembro de 2017 e em fevereiro de 2018, os preços de frete para o Brasil praticamente dobraram. 

Não só as compras online vão encarecer

Obviamente, não são apenas as compras online que vão sofrer acréscimos com o reajuste dos Correios. As lojas físicas, em especial as que ficam em cidades como a de João Paulo, também terão problemas, uma vez que dependem das entregas dos Correios para suprir seus estoques. Nesse caso, os lojistas ficarão em um dilema complicado: ou repassarão os custos aos consumidores por meio do aumento dos preços, ou arcarão com possibilidades cada vez menores de lucro.

Correios se defendem

Ainda na noite do dia 27, os Correios publicaram, em suas redes sociais, uma nota de esclarecimento, defendendo que a campanha iniciada pelo Mercado Livre com a hashtag #FreteAbusivoNão é tendenciosa ao falar em 51% de aumento. De acordo com a empresa, a média de acréscimo nos valores do frete serão na ordem dos 8%, que ainda compreende quase três vezes o valor do cálculo oficial do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA.

Na nota, os Correios também repudiam a comparação dos valores brasileiros com os praticados em outras nações da América Latina, uma vez que os territórios dos outros países é consideravelmente menor. 

Por fim, a nota reforça que os Correios desejam que o aumento nos valores do frete não enfraqueçam os negócios de e-commerce do país. Para isso, a empresa chama a atenção para os pacotes de benefícios exclusivos para os marketplaces brasileiros, com descontos de até 30% no SEDEX e 13% no PAC, quando em comparação com os preços praticados comumente nas agências.

Veja, abaixo, o tweet enviado pelos Correios para esclarecer o tema:

https://twitter.com/CorreiosBR/status/968623700533764096/photo/1

A nota, ainda que num tom muito diferente do que a população espera e deseja, é um sinal de que a campanha #FreteAbusivoNão está atingindo o efeito esperado.

Fonte: https://canaltech.com.br/e-commerce/aumento-de-preco-nos-fretes-dos-correios-e-considerado-abusivo-108996/

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tá na cara que vai ser privatizada, a hueragem dos correios está crescendo geometricamente!

Sedex São Paulo -Campinas em trânsito há 23 dias uhahuahuauha

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
7 horas atrás, DeeJ disse:

Tá na cara que vai ser privatizada, a hueragem dos correios está crescendo geometricamente!

Sedex São Paulo -Campinas em trânsito há 23 dias uhahuahuauha

 

Desde os meados do governo Dilma parece até conspiração!!! E desanimador!!! Como conseguiram destruir a reputação dessa empresa em menos de cinco anos!!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Já perdi as esperanças de encomendas enviadas desde Novembro, todo mundo na mesma situação.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Esse é o nosso grande lote chamado Brasil. Como o próprio correio disse, é um país grande. Então abra espaço para outras empresas trabalharem por setores.

Agora uma coisa, aumentou 51% como o ML diz ou foi só 8%?

Pq fica difícil acreditar na nota do ML pois não vi a reputação do vendedor:fodase:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Foi-se o dia em que poderia se falar que os Correios funcionavam muito bem, especialmente por ser uma estatal...

1 hora atrás, Hill top zone disse:

Esse é o nosso grande lote chamado Brasil. Como o próprio correio disse, é um país grande. Então abra espaço para outras empresas trabalharem por setores.

Agora uma coisa, aumentou 51% como o ML diz ou foi só 8%?

Pq fica difícil acreditar na nota do ML pois não vi a reputação do vendedor:fodase:

Média de 8%, até 51%. Como foi calculada essa média? Só Deus sabe...

Share this post


Link to post
Share on other sites

51% é o valor verificado para certos lugares. Reparem que os Correios falam em 8% no envio entre capitais e no âmbito local. 

Cadê aquele argumento pífio da galera contra a privatização, que alega que, pelo fato dos Correios pertencer o governo, ele cobre todo o âmbito nacional? Ora, se cobrar uma fortuna para entregar nos cafundós do Judas, aposto que tem empresas que prestariam um serviço melhor e entregariam pelo mesmo preço!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Fiz uma compra no ML e recebi junto  aquele papel de declaraçao de envio dentro de um saquinho

Estava quase todo em branco o unico campo preenchido foi o de peso 45 gramas

Share this post


Link to post
Share on other sites

Um serviço público ruim e caro que vai ficar ainda mais caro? Cadê a novidade?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Caraca mano... pagar 100 reais para enviar um pacote de 500g é o cúmulo...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ai vem ML com contrato maroto e cobra 23 reais(antes desse reajuste ai) para enviar para qualquer lugar do Brasil... com reajuste tu manda uma tv tubão de 29pol para no meio do mato por 34,5!
Temos um sério problema de gestão, que desde que Dilma , ficou escancarado... Só lembrando que acho que foi 2008~2010 ultimo ano que os dados oficiais pelos correios da suas receitas e pasmem, dava lucro... Mesmo sendo aquele ano, cheio de problemas e crises, como do logo de 42 milhões de reais da shutterstock...


 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Em 2012 o último ano de lucro foi de 1.2 bilhão... Realmente no governo Dilma a vaca foi pro brejo e caso for privatizado pode tirar o cavalo da Chuva que NAO  manterá a mesma capilaridade dos correios pode se tornar uma nova OI vindo com o Pires de $60 bilhões na mão...

Share this post


Link to post
Share on other sites
11 horas atrás, sonda 2 disse:

Em 2012 o último ano de lucro foi de 1.2 bilhão... Realmente no governo Dilma a vaca foi pro brejo e caso for privatizado pode tirar o cavalo da Chuva que NAO  manterá a mesma capilaridade dos correios pode se tornar uma nova OI vindo com o Pires de $60 bilhões na mão...

Nossas visões de mundo geralmente batem de frente, mas nesse caso, tenho mesmo entendimento que tu nisso, a um grande problema de gestão e gestor nos correios, que te nome e sobrenome, pasta que desde do lula está nas mãos do PMDB... Mas não adianta agora querer apenas achar um culpado politico, mas sim fazer uma auditoria,  pois sabemos da ponta do iceberg, como ter um cargo de comissão a cada 2 funcionários, e no minimo refazer setor de logística dos correios, pq não é possível que haja necessidade de uma encomenda ir a capital para voltar para interior.

Share this post


Link to post
Share on other sites
12 horas atrás, sonda 2 disse:

Em 2012 o último ano de lucro foi de 1.2 bilhão... Realmente no governo Dilma a vaca foi pro brejo e caso for privatizado pode tirar o cavalo da Chuva que NAO  manterá a mesma capilaridade dos correios pode se tornar uma nova OI vindo com o Pires de $60 bilhões na mão...

Por isso sou a favor de abrir o mercado, nesse caso. Empresas locais podem muito bem abocanhar essa fatia de mercado e fazer parceria com empresas maiores. Pode fazer o esquema de concessão, e obrigar pelos termos as empresas a cobrirem todo o território. Pode ter certeza que vai haver empresa interessada.


"Ah, mas o preço pode subir demais!"


E hoje tá como?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu acho que estão se esforçando pra não fazer nada e alguma coisa vai acontecer logo, tá visível o descaso com o consumidor.

Fiz uma compra simples no Mercado Livre dia 15 de fevereiro com prazo de entrega de uma semana (22/02), o Mercado Livre remarcou a entrega para 01 de março (+1 semana), não chegou e hoje remarcaram a entrega para 28 de março... (+5 semanas)

:xuxa:

Share this post


Link to post
Share on other sites

tinha que prender quem soltava aquelas noticias de "empresa modelo" que faziam anos atras, sempre foi meia boca, agora a coisa emborcou de vez.... 81 reais numa merda de um PAC de 500g que leva a gestação de um jumento pra entregar...

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 horas atrás, Mcs disse:

Por isso sou a favor de abrir o mercado, nesse caso. Empresas locais podem muito bem abocanhar essa fatia de mercado e fazer parceria com empresas maiores. Pode fazer o esquema de concessão, e obrigar pelos termos as empresas a cobrirem todo o território. Pode ter certeza que vai haver empresa interessada.


"Ah, mas o preço pode subir demais!"


E hoje tá como?

Mas que mercado tu quer que abra ? O de envio de cartas ? Pois este é o único a qual ela detêm monopólio... Se empresas preferem usar os correios do que transportadoras já é uma questão de caso de estudo (que é ligado ao custo de envio por transportadoras e ou a falta das mesmas em diversas localidades), o que é certo que vai ocorrer é falta de concorrência com um "mercado sem correios" e praças que não tem fluxo, certamente vão perder pontos para envio ou recebimento (aliado obviamente a um custo proibitivo de envio).

4 horas atrás, Mega. disse:

Eu acho que estão se esforçando pra não fazer nada e alguma coisa vai acontecer logo, tá visível o descaso com o consumidor.

Fiz uma compra simples no Mercado Livre dia 15 de fevereiro com prazo de entrega de uma semana (22/02), o Mercado Livre remarcou a entrega para 01 de março (+1 semana), não chegou e hoje remarcaram a entrega para 28 de março... (+5 semanas)

:xuxa:


 Essa jogada já vimos nos anos 90, deixam serviço no extremo do lixo, dai vendem a preço de banana, criando um monopólio privado.

3 horas atrás, PekSGN disse:

tinha que prender quem soltava aquelas noticias de "empresa modelo" que faziam anos atras, sempre foi meia boca, agora a coisa emborcou de vez.... 81 reais numa merda de um PAC de 500g que leva a gestação de um jumento pra entregar...

Cara eu tenho mesma impressão que tu, como sempre morei no interior e antes morava afastado do centro, os correios sempre foram uma maquina de lambanças, com a explosão das vendas online, o que já era limite da gambiarra, caiu por terra de vês.

Share this post


Link to post
Share on other sites
25 minutos atrás, DHX disse:

Mas que mercado tu quer que abra ? O de envio de cartas ? Pois este é o único a qual ela detêm monopólio... Se empresas preferem usar os correios do que transportadoras já é uma questão de caso de estudo (que é ligado ao custo de envio por transportadoras e ou a falta das mesmas em diversas localidades), o que é certo que vai ocorrer é falta de concorrência com um "mercado sem correios" e praças que não tem fluxo, certamente vão perder pontos para envio ou recebimento (aliado obviamente a um custo proibitivo de envio).

Claro, o envio de cartas. É o único que ela detém o monopólio, mas provavelmente movimenta muita grana. Ou você recebe mais pacote na sua casa que as ditas "cartas"? Na minha vem de monte. Uma vez que você libera a concorrência para um determinado serviço, ou a empresa melhora e se renova, ou já era.
Quando eu digo abrir o mercado, é abrir pra concorrência. Simples assim, ninguém falou em sumir com a empresa. 

Agora, o que está ocorrendo HOJE, é exatamente isso: As praças que não tem fluxo, dia a dia estão perdendo seus pontos de envio, e os custos cada dia maiores. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
22 horas atrás, Mcs disse:

Claro, o envio de cartas. É o único que ela detém o monopólio, mas provavelmente movimenta muita grana. Ou você recebe mais pacote na sua casa que as ditas "cartas"? Na minha vem de monte. Uma vez que você libera a concorrência para um determinado serviço, ou a empresa melhora e se renova, ou já era.
Quando eu digo abrir o mercado, é abrir pra concorrência. Simples assim, ninguém falou em sumir com a empresa. 

Agora, o que está ocorrendo HOJE, é exatamente isso: As praças que não tem fluxo, dia a dia estão perdendo seus pontos de envio, e os custos cada dia maiores. 

Olá,

Podem até fazer isso, mas atualmente, o foco da reclamação não está na entrega de "cartas" e sim de encomendas e pacotes (PAC/Sedex).

E pelo visto, privatizando ou não, vai continuar um lixo (mas concordo que, se privatizar vai continuar um lixo, só que mais caro).

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 03/03/2018 at 2:20 PM, rcaropreso disse:

Olá,

Podem até fazer isso, mas atualmente, o foco da reclamação não está na entrega de "cartas" e sim de encomendas e pacotes (PAC/Sedex).

E pelo visto, privatizando ou não, vai continuar um lixo (mas concordo que, se privatizar vai continuar um lixo, só que mais caro).

Sim, o problema é outro. Mas se uma empresa consegue monetizar em mais de uma frente, os produtos dela tendem a ficar mais em conta. Esse é minha reclamação em relação a esse monopólio: Provavelmente se outras empresas se utilizassem disso, a concorrência seria mais leal, e talvez tivéssemos melhores serviços.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now


×