Jump to content
Sonymaster

Sega (Tectoy) x Nintendo (Playtronic) no Brasil.

Recommended Posts

Sega e a Nintendo protagonizaram uma das maiores guerras da história do videogame. E suas representantes no Brasil também travaram emocionantes combates pela preferência do consumidor. Que tal reviver os combates?
 
Quem viveu a década de 90 sabe: Nintendo e Sega eram como Tom & Jerry: sempre tentando levar a melhor um sobre o outro, oferecendo novidades em jogos, consoles, tecnologias e até na propaganda, onde a provocação rolava solta. Quem ganhava com isso era o jogador, que entre o “Nintendon’t” e outras provocações, tinha um acervo de jogos ricos e interessante, independente do sistema.
 
RetroArkade: a guerra SEGA x Nintendo no Brasil foi Tec Toy x Playtronic. Quem venceu?
 
E por aqui no Brasil a história não podia ser diferente. Mas uma vez que tanto as duas companhias não estavam oficialmente no país, este trabalho era destacado para suas representantes locais. Eram as representantes que tinham a missão de atrair o gamer para o seus consoles, seja utilizando as “armas” as quais eles já utilizavam pelo mundo, seja usando de recursos próprios para chamar a atenção.
 
Tec Toy: o sinônimo de Sega no Brasil
 
Hoje a empresa se chama Tectoy e fabrica vários dispositivos eletrônicos, mas desde sua fundação em 1987, seu alvo era bem específico: os videogames, aqueles “joguinhos de ligar na TV” que estavam fazendo muito sucesso com Atari e seus semelhantes.
 
RetroArkade: a guerra SEGA x Nintendo no Brasil foi Tec Toy x Playtronic. Quem venceu?
 
E em uma época de lei de Reserva de Mercado, onde você não podia simplesmente importar videogames (basta lembrar da nossa RetroArkade que fala sobre os vários Nintendinhos brasileiros), a Tec Toy então buscou acordos e conseguiu após muita insistência convencer a Sega a produzir seu Master System, que chegou por estas terras em 1989.
 
Mas não foi apenas o videogame que a empresa trouxe. Agressiva como a Sega (mas educada, sem provocar os concorrentes), a Tec Toy trouxe um serviço telefônico, o Hot Line, onde dicas eram oferecidas pelos atendentes. Lembro de conseguir terminar Alex Kidd após a dica oferecida por eles para obter continues. Os tempos eram outros…
 
Além do Hot Line, os donos de Master System também contavam com o Master Clube e até programas de TV como o Master Dicas na Globo e mesmo o Play TV do Gugu que não era de forma direta apoiada pela Tec Toy, mas usava jogos de Master System em seus desafios. Para somar a linha de produtos, em 1990 chegou o Mega Drive e um ano depois, o Game Gear, todos fabricados na Zona Franca de Manaus, além do Sega CD e o 32X. Até o Mega CDX foi lançado por estes lados.
 
RetroArkade: a guerra SEGA x Nintendo no Brasil foi Tec Toy x Playtronic. Quem venceu?
 
Os jogos vinham com caixa e manual em português e sempre foi notável o cuidado desta empresa com o jogador. Iniciativas mais ousadas trouxeram um Phantasy Star totalmente traduzido, jogos adaptados para a nossa cultura, como o Sapo ChuléCastelo Rá-Tim-Bum ou Chapolin x Drácula, indo até ao ponto de publicar seu próprio jogo 100% feito aqui: As Férias Frustradas de Pica-Pau.
 
Também foi ela quem trouxe a Internet pra os consoles com o Mega NET, serviço que dispunha de um cartucho com entrada para cabo telefônico para acessar a rede e até jogar online. Um serviço caro e bem limitado, pois estamos falando de Internet em 1996, mas sempre vanguardista.
 
 
E ainda com o lançamento do Saturn, a Tec Toy ainda teve a audácia de trazer Street Fighter II para o Master System, em uma edição simplificada, mas que explorava ao máximo o console de 8-bits da Sega. E tudo isso foi indo até a própria queda da Sega com o Dreamcast em 2001. A decadência dos consoles da Sega, somados à presença cada vez mais constante (pirata) do Playstationno país ajudaram a diminuir os ganhos da empresa e exigir dela uma reestruturação.
 
Hoje a Tectoy (tudo junto) ainda comercializa os consoles da Sega, mas versões mais simples e com vários jogos na memória. Seu foco mudou, mas não tem como negar como sua presença como algo muito importante ao mercado de videogames nacional. Entre acertos como o Pense Bem e erros como o Zeebo, nunca podemos deixar de reconhecer sua importância.
 
Playtronic: A casa brasileira de Mario e companhia
 
A história da Playtronic começa lá pelos idos do Atari. Quando a Polyvox, subsdiária da Gradiente, obteve um enorme sucesso com as vendas do Atari 2600, que estavam sendo fabricados em Manaus, a empresa brasileira tentou lançar seu próprio console. A ideia era lançar o Atari 7800, mas já que o interesse dos jogos da Atari estava diminuindo no fim dos anos 80 e o NEScomeçou a ser o queridinho das locadoras, a Gradiente mudou de última hora e assim nasceu o Phantom System.
 
RetroArkade: a guerra SEGA x Nintendo no Brasil foi Tec Toy x Playtronic. Quem venceu?
 
Com experiência no mercado e a união de outra gigante do mundo dos brinquedos, a Estrela, ambas fundaram a Playtronic e convenceram a Nintendo a lançar seus jogos aqui, fazendo concorrência com a Tec Toy que era soberana com seu Mega Drive. A Gradiente/Estrela expandiriam seus negócios enquanto a Nintendo entrava de vez no mercado brasileiro, mesmo que sendo representada.
 
 
E foi em 1993, dois anos depois que os Estados Unidos, que o Super Nintendochegou aqui de maneira oficial. Chegaram até a trazer o NES, já veterano, como parte de seu leque de produtos. Mas foi com a dobradinha Super Nintendo/Game Boy que a empresa foi se consolidando e gerando a saudável concorrência na época. Trouxe comerciais bem bolados e embora oferecendo menos oferta do que a Tec Toy, também se mostrou como um serviço bem competente.
 
E quando saiu o Nintendo 64, a presença da Playtronic, agora apenas Gradiente Entertainment, já que a Estrela saiu do negócio vendendo sua parte da sociedade, aumentou ainda mais, alcançando revistas com promoções (lembra do controle dourado na época da Copa de 1998?), contando com caixas grandes para divulgar seus jogos e até com a dublagem de South Park. Além de manter por muitos anos o seu Power Line, equivalente ao serviço da concorrência de dicas por telefone.
 
 
E a Gradiente se manteve fabricando Nintendo por aqui até 2003, quando em plena era Gamecube, decidiu sair do ramo, alegando dólar alto (devido a crise de 1998-2000?) e a pirataria que dominava quase todo o mercado gamer até então.
 
Fonte: Retroarkade

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora, jairisongs disse:

Eu era um seguista no início da década de 90.

 

Eu sempre fui Sega, mas curtia alguns jogos da Nintendo já que tive o Top Game o Nes clone brasileiro e o Snes, mas joguei muito Master System final da década de 80 e inicio da década de 90 foi o Mega Drive, joguei demais, então são os meus consoles preferidos.

Mega Drive passei de 91 até 95 jogando de alugando fitas, quanto peguei o Snes em 94, eu fiquei apenas um ano com ele e vendi para pegar o 3DO de um amigo, por isso joguei pouco com ele. Mas o Mega Drive ficava firme e forte na TV para jogar ainda. 

Resultado de imagem para Sega kiss gif

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

TecToy fez um trabalho infinitamente maior e melhor :) 

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
45 minutos atrás, PekSGN disse:

TecToy fez um trabalho infinitamente maior e melhor :) 

Em uma epoca dificil com inflaçao la no espaço e o salario oh...clones,fitas piratas e importadas vindas do paraguai.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 horas atrás, Dav disse:

Em uma epoca dificil com inflaçao la no espaço e o salario oh...clones,fitas piratas e importadas vindas do paraguai.

 

Caramba, realmente ela foi muito boa no seu trabalho, Tectoy anos 90 era outro nível. 

  • Upvote 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não tem nem como comparar. A TecToy destruiu. A Playtronic apenas fazia um trabalho "honesto", trazendo alguns jogos principais para o Brasil.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

A Tec Toy foi melhor, ate mesmo mantendo o legado do Master e do Mega junto com Saturn e Dreamcast. Se não fosse ela seria dificil achar Megas nos garimpos como se achar SNES hoje.

Enviado de meu SM-G530BT usando o Tapatalk

Share this post


Link to post
Share on other sites

O que a Tec Toy fez no Brasil para o setor de games foi louvável e não tem nem como comparar com qualquer outra empresa especialmente a Playtronic (que aportou muito tb mas só depois).

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Uma época muito boa, e por sorte e empenho o Brasil pode ter este anteparo mesmo com intensidades diferentes coisa que outros países não tiveram.

20 horas atrás, DeeJ disse:

O que a Tec Toy fez no Brasil para o setor de games foi louvável e não tem nem como comparar com qualquer outra empresa especialmente a Playtronic (que aportou muito tb mas só depois).

 

Num país fudido de regras (que podem ser tolas) no setor tecnológico, a Tec Toy pegou o Touro pelo chifre, conseguiu uma parceria e fez um trabalho estrondoso! Desde o Master, alterando até o seu hardware para ser produzido aqui, quanto no mega e sua distribuição! Em BH, não tinha muita propaganda do Saturn e Dreamcast, como teve em SP e outros estados com Outdoors etc. Mesmo a TT estando furada hoje, ela merece ser ovacionada.

Share this post


Link to post
Share on other sites
22 horas atrás, DeeJ disse:

O que a Tec Toy fez no Brasil para o setor de games foi louvável e não tem nem como comparar com qualquer outra empresa especialmente a Playtronic (que aportou muito tb mas só depois).

 

a playtronic demorou pra entrar pq a representacao da nintendo anterior se nao me engano tinha "quebrado" e a nintendo nao queria mais investir na america do sul por causa disso.

eles tambem sabiam que o brasil recebia produtos nintendo atraves do paraguai e nao tinham como parar o processo.

parece que foi um processo bem dificil para a gradiente conseguir pegar a representacao

Share this post


Link to post
Share on other sites
12 minutos atrás, burn disse:

a playtronic demorou pra entrar pq a representacao da nintendo anterior se nao me engano tinha "quebrado" e a nintendo nao queria mais investir na america do sul por causa disso.

eles tambem sabiam que o brasil recebia produtos nintendo atraves do paraguai e nao tinham como parar o processo.

parece que foi um processo bem dificil para a gradiente conseguir pegar a representacao

Um fato legal é que a Nintendo ameaçou processar a Gradiente por causa do Phantom mas no final a própria qualidade do aparelho ajudou a empresa a ganhar a representação.

Share this post


Link to post
Share on other sites

acho que eles devem ter usado o argumento de que eram favoraveis a nintendo desde o inicio da guerra comercial :lula:

Share this post


Link to post
Share on other sites
45 minutos atrás, DeeJ disse:

Um fato legal é que a Nintendo ameaçou processar a Gradiente por causa do Phantom mas no final a própria qualidade do aparelho ajudou a empresa a ganhar a representação.

A Nintendo deveria ter lançando o NES 2 em formado do Phantom System lá fora. :trapa:

Share this post


Link to post
Share on other sites
15 minutos atrás, Sonymaster disse:

Hummmmm acho que sim, não sei!! 

Acho qe vc não sabe que a Gradiente ia produzir o Atari 7800 aqui, mas viu que não estava fazendo sucesso e já tava com a carcaça pronto dai só colocou o nes no lugar. 
Então a Nintendo lançar no modelo do Phantom, ela ia usar o modelo do 7800

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 horas atrás, Hill top zone disse:

Acho qe vc não sabe que a Gradiente ia produzir o Atari 7800 aqui, mas viu que não estava fazendo sucesso e já tava com a carcaça pronto dai só colocou o nes no lugar. 
Então a Nintendo lançar no modelo do Phantom, ela ia usar o modelo do 7800

Essa historia eu sei sim, mas fiquei na dúvida se ia ficar legal esse formato e o design já era da Atari também 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now


×