Jump to content
sonda 2

tendencias psiclogicas dos users do forum...

Recommended Posts

Rótulos são objetivos, porém simplistas.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)

Estereótipos são estatísticas intuitivas que temos para navegar pelo mundo fazendo previsões com um grau alto, mas não perfeito, de precisão.

 

As pessoas no geral aceitam valores sem questionar e principalmente tem comportamento ou diferente ao que diz seguir.

Nem todos tem filosofia consciente, pra entender que os rótulos são apenas deduções sobre um indivíduo objetivando a coletivização.

 

 

Edited by Koi
Inclusão de informação.

Share this post


Link to post
Share on other sites
8 horas atrás, Koi disse:

Estereótipos são estatísticas intuitivas que temos para navegar pelo mundo fazendo previsões com um grau alto, mas não perfeito, de precisão.

 

As pessoas no geral aceitam valores sem questionar e principalmente tem comportamento ou diferente ao que diz seguir.

Nem todos tem filosofia consciente, pra entender que os rótulos são apenas deduções sobre um indivíduo objetivando a coletivização.

 

 

Mistura de intuição e premissas logicas

Share this post


Link to post
Share on other sites
Mistura de intuição e premissas logicas
Intuição é achismo. Mas vi que não vou mudar sua visão de mundo.

Enviado de meu SM-J500M usando o Tapatalk

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)

Na minha "concepção de mundo"intuição e um mecanismo de defesa psicológica baseado em experiência vivida ou vivida por alguém... no decorrer dos anos devido a vivência esse processo se tornou mais acurado...no meu caso a minha intuição me livra de enrascadas ou obtenho vantagens numa base de 90% ...aliás Nem eu ou outra pessoa ou mesmo você mudará sua concepção de mundo ... e nem eu quero pois isso gera um desgaste emocional grande...e na altura dos meus trinta e oito anos, tô no "Jaiminho mode"

A pessoa só muda  só se for por conveniência ou sobrevivência...o resto é lorota...

Baseado no meu jeito "espelho"de lidar com as pessoas que posso variar de um lorde inglês a um autêntico brucutu de acordo com a pessoa...

"caótico neutro "se encaixa melhor em mim...

Edited by sonda 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Intuição é arbitrário, não racionalmente objetivo. Isto para uma análise precisa, no mais uma ferramenta intuitiva com base em visão de mundo leva a criação de espantalhos o que seria falacioso.

 

Encerro minha participação aqui.

 

Enviado de meu SM-J500M usando o Tapatalk

 

 

 

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

O ser humano em si  além de ser racional e também um ser emocional e arbitrario...

A intuição tem uma mescla de critérios emocionais e racionais ...

Nao e cem por cento de acerto porém com o decorrer da experiência de vida o "ratio" aumenta... 

Engraçado que na minha adolescência eu era prioritariamente emocional,afobado ,belicoso, egocêntrico,me extrepava...

Dos 20 aos 30 era prioritariamente racional, dogmático,crítico,porém eu me sentia "engessado" desculpe o trocadilho me sentia um "Sega Saturn" poderoso porém difícil de programar e não se conseguia extrair o melhor de mim...

Dos 30 para cá consegui equilibrar as coisas...

Tô me sentindo como o Romário em fim de carreira...analítico porém debochado,me finjo de morto em campo só observando o desenho do jogo e só pego na bola se for pra botar a bolá na rede....

Ainda tenho todos essas características porém a maturidade selou essas"bestas"

Share this post


Link to post
Share on other sites

Intuição: faculdade ou ato de perceber, discernir ou pressentir coisas, independentemente de raciocínio ou de análise.

 

Visão de mundo não é uma análise apurada, mas percerber esse julgamento em si e nos outros leva a uma filosofia consciente.

 

 

 

Mesmo sem entender nada a respeito de filosofia, ao longo da vida um homem tem que fazer escolhas, formar uma opinião a respeito dele próprio e do mundo ao seu redor (em particular de sua capacidade de lidar com o mundo). Através de suas conclusões, ele chega a um sentimento generalizado em relação à existência - uma emoção básica que está por baixo de todas as suas experiências.

 

Embora suas conclusões sejam baseadas em suas experiências particulares, elas acabam se tornando um sentimento generalizado a respeito do universo como um todo.

 

Na medida em que uma pessoa domina seus processos mentais, seu senso de vida pode ser moldado por ela própria ao longo de sua formação, e chegar à vida adulta em harmonia com uma filosofia consciente. Na maior parte dos casos, o senso de vida de uma pessoa é formado por influências aleatórias, imitações, osmose cultural, e frequentemente é cheio de contradições e está em conflito com suas ideias explícitas. De qualquer forma, ninguém pode evitar de formar um senso de vida.

 

 

Obs: só um complemento ao que eu disse anteriormente, e uma grama de conhecimento que uso hoje em dia. Não tenho vontade de iniciar uma discussão para quem usa argumentos arbitrários, me limito a crítica da metodologia somente.

 

 

Enviado de meu SM-J500M usando o Tapatalk

 

 

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)

Até que a conversa está boa e construtiva!

Em 02/01/2020 at 10:12, Koi disse:

Estereótipos são estatísticas intuitivas que temos para navegar pelo mundo fazendo previsões com um grau alto, mas não perfeito, de precisão.

Sim. Na verdade, quase qualquer estatistica envolvendo humanos ou seres vivos segue muito por ai! A única previsão quase perfeita com humanos que eu conheço, é que ele vai morrer um dia. :fodase:

Qualquer outra estatistica com homanos envolve falhas.

 

Um adendo aqui que pode estar dificultando a conversa de vocês 2. A palavra intuição tem mais de 1 significado. Vocês estão usando significados diferentes.

O koi definiu bem o que ele se refere: "Intuição é arbitrário, não racionalmente objetivo..."

Isso está correto. Intuição pode significar isso! Contudo, também pode sinificar:

2

forma de conhecimento direta, clara e imediata, capaz de investigar objetos pertencentes ao âmbito intelectual, a uma dimensão metafísica ou à realidade concreta.

Creio que é esse segundo significado que o sonda se refere. Da intuição que vem da experiência, conhecimento tácito. Ele também é bastante valioso. Por exemplo, suponha que você está tendo um problema de encanamento. Mas vc n tem dinheiro para pagar um encanador e resolve vc mesmo corrigir o problema. Mas vc tem um conhecido encanador que conversaria com vc numa boa. Não valeria conversar com ele para pedir dicas que ele tiraria de intuição - e não de um conhecimento estatistico? Na verdade, o trabalho dele não seria quase todo baseado em intuição?

Então, a intuição também é útil.

 

Mas sim. A intuição é menos precisa e pode levar ao preconceito. Mas ela é valiosa até para chegar ao estudo estatistico.

Edited by Luiz Claw
Correção

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, Luiz Claw disse:

. A intuição é menos precisa e pode levar ao preconceito.

o uso incorreto fatalmente leva...

  • Upvote 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Até que a conversa está boa e construtiva! Sim. Na verdade, quase qualquer estatistica envolvendo humanos ou seres vivos segue muito por ai! A única previsão quase perfeita com humanos que eu conheço, é que ele vai morrer um dia. default_fodase.png Qualquer outra estatistica com homanos envolve falhas.

 

Um adendo aqui que pode estar dificultando a conversa de vocês 2. A palavra intuição tem mais de 1 significado. Vocês estão usando significados diferentes.

O koi definiu bem o que ele se refere: "Intuição é arbitrário, não racionalmente objetivo..."

Isso está correto. Intuição pode significar isso! Contudo, também pode sinificar:

2

forma de conhecimento direta, clara e imediata, capaz de investigar objetos pertencentes ao âmbito intelectual, a uma dimensão metafísica ou à realidade concreta.

Creio que é esse segundo significado que o sonda se refere. Da intuição que vem da experiência, conhecimento tácito. Ele também é bastante valioso. Por exemplo, suponha que você está tendo um problema de encanamento. Mas vc n tem dinheiro para pagar um encanador e resolve vc mesmo corrigir o problema. Mas vc tem um conhecido encanador que conversaria com vc numa boa. Não valeria conversar com ele para pedir dicas que ele tiraria de intuição - e não de um conhecimento estatistico? Na verdade, o trabalho dele não seria quase todo baseado em intuição?

Então, a intuição também é útil.

 

Mas sim. A intuição é menos precisa e pode levar ao preconceito. Mas ela é valiosa até para chegar ao estudo estatistico.

 

 

Na verdade estou usando o conceito humano geral o que foi levando em conta pela afirmativa do Sonda, o que comumente se usa porque um método investigativo leva tempo e ninguém se detém muito com isto, então é mais fácil você ir pelo automático, ignorando a precisão.  

 

 

No caso encanador o cara tem embasamento para prever um problema, ele não pega nada do aleatório. Mesmo assim ele precisaria ver o problema em si para poder dar uma solucão mais precisa. Por descrição há uma margem de erro maior que se vendo visualmente. Mesmo porque para um problema existe n causas relacionadas. E humanamente somos muito sensoriais precisamos ter a percepção sensorial para analisar com maior precisão um fato, além do conhecimento. Não que você não possa resolver um problema de tubulação não sendo um encanador, mas você não ter base pra solução do problema e ouvindo de relato (evidência anedótica) você não tem precisão.

Enviado de meu SM-J500M usando o Tapatalk

 

 

 

 

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites


Quero é saber quem é caótico, leal, neutro, etc. :popcorn:

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Quero é saber quem é caótico, leal, neutro, etc. :popcorn:
Xoraste?

Enviado de meu SM-J500M usando o Tapatalk

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 horas atrás, Koi disse:

Na verdade estou usando o conceito humano geral o que foi levando em conta pela afirmativa do Sonda, o que comumente se usa porque um método investigativo leva tempo e ninguém se detém muito com isto, então é mais fácil você ir pelo automático, ignorando a precisão. 

 

Todos conceitos são humanos - todas as palavras também.

Bem, de certo modo você está certo! Muita gente apenas pela intuição criam fortes certezas completamente equivocadas! Tomam medidas que podem prejudicar em demasia elas mesmas ou outras pessoas apenas baseado na intuição. Perdem oportunidades boas!

Contudo, se a pessoa sabe que o que ela está pensando é apenas intuição e com uma margem de erro considerada, não é um problema em si - como o caso que o sonda está descrevendo.

 

4 horas atrás, Koi disse:

No caso encanador o cara tem embasamento para prever um problema, ele não pega nada do aleatório. Mesmo assim ele precisaria ver o problema em si para poder dar uma solucão mais precisa. Por descrição há uma margem de erro maior que se vendo visualmente. Mesmo porque para um problema existe n causas relacionadas. E humanamente somos muito sensoriais precisamos ter a percepção sensorial para analisar com maior precisão um fato, além do conhecimento. Não que você não possa resolver um problema de tubulação não sendo um encanador, mas você não ter base pra solução do problema e ouvindo de relato (evidência anedótica) você não tem precisão.

 

Pense na situação, há uma infiltração na parede formando um determinado desenho. O encanador observa o desenho, já o viu algumas vezes, não lembra em quais lugares, mas tem uma breve lembrança que a maioria das vezes foi em um cano a 10 metros acima que estava vazando gotas. Então ele decide começar a quebrar a parede aonde ele acha que é o vazamento para investigar. Isso também é intuição!

A intuição também pode ser baseada em uma lógica pouco aprofundada tirada por experiências passadas. Outro exemplo, percebi que 4 horas da tarde o supermercado está com uma fila muito grande de carros na porta. E todas as vezes que vi isso, 6 horas da noite o transito estava absurdamente insuportável e não sei qual é a relação com o supermercado. Então, naquele dia decido ir de metro. Isso também é intuição! É uma escolha que não é perigosa, e, não há tempo para investigar o porquê, pois tenho que trabalhar.

 

Seria um problema se nos 2 exemplos acima o protagonista formasse super certezas. No caso do encanador, um novato poderia dar um orçamento fechado e ele pode estar redondamente enganado, ser um problema muito mais grave, e acabar tendo prejuízo - passa mais dias quebrando e não vai ganhar por isso. Mas, um encanador mais experiente e consciente que sua análise é apenas intuição, poderia falar, "se o vazamento for aqui, o preço é tanto. Se for em outro lugar, preciso fazer o orçamento depois.".

Share this post


Link to post
Share on other sites



investigação


substantivo feminino

1.

averiguação sistemática de algo; inquirição, indagação, apuração.

"i. policial"

2.

ato de esquadrinhar, de perscrutar minuciosa e rigorosamente.



Não tem nada a ver com intuição. Você quer ampliar a uma palavra significados que não são dela.

Ainda assim, você deter um caminho para a solução do problema não vai te dar exatamente a solução daquele problema. E para alguns casos é criar um risco desnecessário para si mesmo.

Enviado de meu SM-J500M usando o Tapatalk

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)
40 minutos atrás, Koi disse:



investigação


substantivo feminino

1.

averiguação sistemática de algo; inquirição, indagação, apuração.

"i. policial"

2.

ato de esquadrinhar, de perscrutar minuciosa e rigorosamente.



Não tem nada a ver com intuição. Você quer ampliar a uma palavra significados que não são dela.

Ainda assim, você deter um caminho para a solução do problema não vai te dar exatamente a solução daquele problema. E para alguns casos é criar um risco desnecessário para si mesmo.

Enviado de meu SM-J500M usando o Tapatalk
 

Nem. O que disse é que a intuição é útil até para começar a investigação, ou, dar um primeiro passo para tentar resolver um problema - mas, que deve-se levar em conta que pode estar errada.

 

Fazer uma ivestigação minunciosa em todos os casos pode ser inviável financeiramente, ou, inviável por demandar um tempo impossível. Se não há riscos significantes, pode-se seguir inicialmente apenas pela intuição. Se não der certo, aquele passo errado pode dar informações para se tomar a decisão se deve-se fazer uma investigação aprofundada, ou simplificada.

 

Um exemplo concreto foi quando rompi o tendão. Fui ai médico, ele pediu para fazer uns movimentos. Consegui fazer quase todos os movimentos. Ai ele disse: "Eu acho que é apenas lesão muscular. Tome aqui esse anti flamatório por 6 dias e volte em 10."

Quando ele utilizou a palavra "eu acho", ficou bem claro que ele tomou aquela decisão de esperar por intuição. Quando voltei ainda com dor, ele me encaminhou para fazer exames caros, onde foi diagnosticado que rompi o tendão.

Pergunta, seria correto ir direto para o exame caro? Creio que não. Já havia me machucado duas vezes antes, e resolveu apenas com repouso e antiflamatório. Teria feito 2 exames caros à toa. E no fim, lesão no tendão tambem requer repouso por um bom tempo.

 

Intuição não é apenas aleatório e arbitrário. É só ler todas as suas definições no dicionário. Não apenas o primeiro item.

Edited by Luiz Claw
Acerto

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

 

Nem. O que disse é que a intuição é útil até para começar a investigação, ou, dar um primeiro passo para tentar resolver um problema - mas, que deve-se levar em conta que pode estar errada.

 

A crítica feita por mim era justamente quanto ao uso da intuição puramente sem base. Releia.

 

Fazer uma ivestigação minunciosa em todos os casos pode ser inviável financeiramente, ou, inviável por demandar um tempo impossível. Se não há riscos significantes, pode-se seguir inicialmente apenas pela intuição. Se não der certo, aquele passo errado pode dar informações para se tomar a decisão se deve-se fazer uma investigação aprofundada, ou simplificada.

 

Foi o que eu acabei de dizer lá em cima, e que provavelmente você não leu.

 

 

 

Um exemplo concreto foi quando rompi o tendão.

 

Experiência sua a priori é evidência anedótica.

 

Fui ai médico, ele pediu para fazer uns movimentos. Consegui fazer quase todos os movimentos. Ai ele disse: "Eu acho que é apenas lesão muscular. Tome aqui esse anti flamatório por 6 dias e volte em 10."

Quando ele utilizou a palavra "eu acho", ficou bem claro que ele tomou aquela decisão de esperar por intuição. Quando voltei ainda com dor, ele me encaminhou para fazer exames caros, onde foi diagnosticado que rompi o tendão.

Pergunta, seria correto ir direto para o exame caro? Creio que não. Já havia me machucado duas vezes antes, e resolveu apenas com repouso e antiflamatório. Teria feito 2 exames caros à toa. E no fim, lesão no tendão tambem requer repouso por um bom tempo.

 

O médico tem base para o julgamento, dependendo da situação e a gravidade da lesão. Ele não teria a mesma recomendação se fosse outra coisa e mesmo assim ele teria outro procedimento caso você não se recuperasse. Diferente de você tomando a mesma decisão, poderia estar piorando uma situação mais grave.

 

Intuição não é apenas aleatório e arbitrário. É só ler todas as suas definições no dicionário. Não apenas o primeiro item.

 

Intuição puramente e tomar decisão ou concluir com uma base suficiente ou insuficiente.

 

 

 

Enviado de meu SM-J500M usando o Tapatalk

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, Koi disse:

A crítica feita por mim era justamente quanto ao uso da intuição puramente sem base. Releia.

Não foi não. Você pode ter tido essa intenção. Mas não é o que está escrito. Inclusive o Sonda justamente está falando em intuição desenvolvida em mais de 10 anos no trabalho.

 

2 horas atrás, Koi disse:

Foi o que eu acabei de dizer lá em cima, e que provavelmente você não leu.

Não disse não, cara.

 

2 horas atrás, Koi disse:

Experiência sua a priori é evidência anedótica.

Aconteceu comigo. Na época eu pensei que ele era um mal médico. Quando descobri o preço do exame que vi que ele era bom.

 

 

Bem. De qualquer forma temos um consenso.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Não foi não. Você pode ter tido essa intenção. Mas não é o que está escrito. Inclusive o Sonda justamente está falando em intuição desenvolvida em mais de 10 anos no trabalho.

 

Intuição desenvolvida tem que ter embasamento correto para ser precisa. Você pode viver anos e anos achando que um fenômeno ocorre por motivo x, quando este ocorre por motivo y. Você se auto induz ao erro sem perceber, e você não nota.

 

Enviado de meu SM-J500M usando o Tapatalk

 

 

 

Não disse não, cara.

 

Disse sim e provo.

 

 

Na verdade estou usando o conceito humano geral o que foi levando em conta pela afirmativa do Sonda, o que comumente se usa porque um método investigativo leva tempo e ninguém se detém muito com isto, então é mais fácil você ir pelo automático, ignorando a precisão.   

 

 

Enviado de meu SM-J500M usando o Tapatalk

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Enviado de meu SM-J500M usando o Tapatalk

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Koi disse:

Intuição desenvolvida tem que ter embasamento correto para ser precisa. Você pode viver anos e anos achando que um fenômeno ocorre por motivo x, quando este ocorre por motivo y. Você se auto induz ao erro sem perceber, e você não nota.

Disse sim e provo.

"Na verdade estou usando o conceito humano geral o que foi levando em conta pela afirmativa do Sonda, o que comumente se usa porque um método investigativo leva tempo e ninguém se detém muito com isto, então é mais fácil você ir pelo automático, ignorando a precisão."

É levemente parecido, mas não é o que eu disse. No meu caso, disse exemplos que não são agir automaticamente e nem ignorar precisão. O bom profissional experiente - os quais eu me referia - vai pensar nos riscos de seguir a intuição e se vai valer a pena para o caso. E vai considerar se precisa ou não fazer uma investigação precisa a primeiro momento.

Assim, o que você disse, acontece sim, e muito! Mas não foi o que eu falei. É diferente fazer o automático por querer pensar menos e ser o mais fácil, do que ter a experiência para ter a noção do que geralmente funciona e será o caminho mais barato na maioria dos casos.

O bom profissional sabe que até com experiência pra caralho, a intuição pode falhar. Mas, também sabe que ela é útil.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

×
×
  • Create New...