Jump to content
MR Zumbi

Coronavírus (bagulho ta tenso)

Recommended Posts

2 minutes ago, rcaropreso said:

Olá,

Concordo e espero que ele caia fora mesmo.

Mesmo assim, ficarei com um pé atrás pelo menos até 2021, já que, no ano que vem a população terá um panorama mais visível da trolha que vai ser a crise econômica (que já está aqui, mas está submersa num mar de "corona").

 

Entretanto, o movimento de aceno do Bolsonaro para as camadas mais pobres da população (com seu auxilio emergencial prorrogado e o "rename" do Bolsa Família) pode (mas não garante) gerar um apoio a ele. Que no momento não sei mensurar se o empurra ao menos para o 2o turno em 2022.

 

Como a recessão virá muito forte, se o braço de empresários que apoia o Bolsonaro abandonar o barco, aí vai tendo um cenário mais concreto. 

O mais provável é que ele perca o apoio que tinha com pequenos comerciantes, porque o governo não está liberando dinheiro nenhum para as pequenas empresas.

Quote
 
A decisão do Governo do Estado de regredir a região de Campinas para a fase vermelha do Plano São Paulo foi criticada ontem pelos representantes dos setores do comércio, shoppings, bares e restaurantes. Todos eles enfatizaram que a medida ameaça a sobrevivência dos empreendimentos. Adriana Flosi, presidente da Associação Comercial e Industrial de Campinas (Acic), disse que a categoria recebeu a notícia com preocupação. “Na segunda-feira é dia de pagamento e nós não sabemos quantas empresas vão seguir abertas. Empresas abertas significam garantia de empregos”, afirmou.
Segundo ela, é necessário mais do que nunca que as pessoas pratiquem o isolamento social para que tudo volte ao normal o mais rápido possível. “Nós fazemos um apelo porque precisamos sair logo disso (pandemia). Para que isso aconteça, precisamos do engajamento e da contribuição de cada um”. Adriana disse ainda que a Acic aproveitará para melhorar a segurança no combate ao coronavírus nas lojas. “O comércio vai estar mais bem preparado”.
Para Gustavo Maggioni, presidente da Comissão de Shopping Centers da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Campinas, a decisão do Estado traz ainda mais insegurança para o setor. “O que preocupa é que os lojistas estão fechados há quase cem dias. Ainda que sejam valores reduzidos, eles estão pagando condomínio, fundo de publicidade e outras despesas. (...) Os empréstimos do governo ainda não chegaram. Esses lojistas não têm mais fôlego para aguentar”, disse ele. “Com certeza vamos ter mais fechamentos e demissões num setor que só na cidade de Campinas tem mais de duas mil lojas e 40 mil empregos gerados”.
Por sua vez, Matheus Mason, presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes da Região Metropolitana de Campinas (Abrasel RMC), destacou que o problema da região voltar para a fase vermelha é que isso vai postergar ainda mais a reabertura de um setor que, segundo ele, precisa voltar a funcionar em no máximo duas semanas. “Quem não quebrou ainda vai quebrar. Infelizmente, o setor não tem mais fôlego”, disse. 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 minuto atrás, Zappato disse:

O mais provável é que ele perca o apoio que tinha com pequenos comerciantes, porque o governo não está liberando dinheiro nenhum para as pequenas empresas.

 

Olá,

É bom que isso aconteça mesmo. Esse "pouco caso" com pequenos comerciantes já vem sendo apontado por vários veículos de mídia há um bom tempo. O dinheiro simplesmente não chega.

 

Também é certo que Bolsonaro e seus Robolsonaros vão tentar botar a culpa nos "governadores e prefeitos". ENTRETANTO, ao menos nesse caso específico, os pequenos empresários e comerciantes, em termos de "dinheiro" NÃO SÃO BURROS, e saberão bem de quem é a culpa neste caso.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mulher flagrada agredindo verbalmente fiscal em reportagem do Fantástico é demitida

https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2020/07/06/mulher-flagrada-humilhando-fiscal-em-reportagem-do-fantastico-e-demitida.ghtml

 

'Cidadão não, engenheiro civil, formado, melhor do que você', disse uma das frequentadoras de um restaurante na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio.

A mulher que apareceu em uma reportagem do Fantástico do último domingo (5), ofendendo um fiscal da Prefeitura do Rio durante uma inspeção na região da Barra da Tijuca, na Zona Oeste, foi demitida da empresa onde trabalhava na manhã desta segunda-feira (6) por causa do episódio.

Neste fim de semana, Flávio Graça, superintendente de Inovação, Pesquisa e Educação em Vigilância Sanitária, Fiscalização e Controle de Zoonoses da Prefeitura do Rio de Janeiro, foi ofendido por um casal durante uma fiscalização. “Cidadão não, engenheiro civil, formado, melhor do que você”, disse uma das frequentadoras de um restaurante.

O G1 entrou em contato com a mulher, mas ela não atendeu as ligações.

De acordo com a nota divulgada pela Taesa, empresa privada do setor de energia, onde ela trabalhava, o comportamento da funcionária não condiz com as normas da empresa.

“A TAESA tomou conhecimento do envolvimento de uma de suas empregadas em um caso de desrespeito às leis que visam reduzir o risco de contágio pelo novo coronavírus e compartilha a indignação da sociedade em relação a este lamentável episódio, sobretudo em um momento no qual o número de casos da doença segue em alta no Brasil e no mundo”, afirmou o comunicado.

Confira a nota completa:

NOTA DE POSICIONAMENTO OFICIAL

A TAESA é uma companhia comprometida com a segurança e a saúde não apenas de seus empregados, mas também com o bem-estar de toda a sociedade. Desde o início da pandemia da Covid-19, a Taesa implementou inúmeras iniciativas para proteger a saúde de seus profissionais e seus familiares, como o home-office para 100% do seu quadro administrativo, e a adoção de diversas outras medidas de proteção para as equipes que operam em campo.

A companhia não compactua com qualquer comportamento que coloque em risco a saúde de outras pessoas ou com atitudes que desrespeitem o trabalho e a dignidade de profissionais que atuam na prevenção e no controle da pandemia.

A TAESA tomou conhecimento do envolvimento de uma de suas empregadas em um caso de desrespeito às leis que visam reduzir o risco de contágio pelo novo coronavírus e compartilha a indignação da sociedade em relação a este lamentável episódio, sobretudo em um momento no qual o número de casos da doença segue em alta no Brasil e no mundo.

A TAESA ressalta que segue respeitando o isolamento e as mais rigorosas regras de prevenção ao coronavírus e que a empregada em questão desrespeitou a política vigente na empresa. Diante dos fatos expostos, a TAESA decidiu por sua imediata demissão.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
15 hours ago, MR Zumbi said:

Caralho bicho essa foi foda!!!!!
Tinha que expor essa piranha safada

Mas vamos combinar que um engenheiro civil é de fato muito mais útil à sociedade que um guardinha... Ainda mais no Rio, onde esses vagabundos só servem pra matar crianças na favela e recolher propinas.

É uma delícia quando eles são humilhados em "áreas nobres" e não fazem nada.

Share this post


Link to post
Share on other sites
7 minutes ago, MR Zumbi said:

Mulher flagrada agredindo verbalmente fiscal em reportagem do Fantástico é demitida

https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2020/07/06/mulher-flagrada-humilhando-fiscal-em-reportagem-do-fantastico-e-demitida.ghtml

 

'Cidadão não, engenheiro civil, formado, melhor do que você', disse uma das frequentadoras de um restaurante na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio.

A mulher que apareceu em uma reportagem do Fantástico do último domingo (5), ofendendo um fiscal da Prefeitura do Rio durante uma inspeção na região da Barra da Tijuca, na Zona Oeste, foi demitida da empresa onde trabalhava na manhã desta segunda-feira (6) por causa do episódio.

Neste fim de semana, Flávio Graça, superintendente de Inovação, Pesquisa e Educação em Vigilância Sanitária, Fiscalização e Controle de Zoonoses da Prefeitura do Rio de Janeiro, foi ofendido por um casal durante uma fiscalização. “Cidadão não, engenheiro civil, formado, melhor do que você”, disse uma das frequentadoras de um restaurante.

O G1 entrou em contato com a mulher, mas ela não atendeu as ligações.

De acordo com a nota divulgada pela Taesa, empresa privada do setor de energia, onde ela trabalhava, o comportamento da funcionária não condiz com as normas da empresa.

“A TAESA tomou conhecimento do envolvimento de uma de suas empregadas em um caso de desrespeito às leis que visam reduzir o risco de contágio pelo novo coronavírus e compartilha a indignação da sociedade em relação a este lamentável episódio, sobretudo em um momento no qual o número de casos da doença segue em alta no Brasil e no mundo”, afirmou o comunicado.

Confira a nota completa:

NOTA DE POSICIONAMENTO OFICIAL

A TAESA é uma companhia comprometida com a segurança e a saúde não apenas de seus empregados, mas também com o bem-estar de toda a sociedade. Desde o início da pandemia da Covid-19, a Taesa implementou inúmeras iniciativas para proteger a saúde de seus profissionais e seus familiares, como o home-office para 100% do seu quadro administrativo, e a adoção de diversas outras medidas de proteção para as equipes que operam em campo.

A companhia não compactua com qualquer comportamento que coloque em risco a saúde de outras pessoas ou com atitudes que desrespeitem o trabalho e a dignidade de profissionais que atuam na prevenção e no controle da pandemia.

A TAESA tomou conhecimento do envolvimento de uma de suas empregadas em um caso de desrespeito às leis que visam reduzir o risco de contágio pelo novo coronavírus e compartilha a indignação da sociedade em relação a este lamentável episódio, sobretudo em um momento no qual o número de casos da doença segue em alta no Brasil e no mundo.

A TAESA ressalta que segue respeitando o isolamento e as mais rigorosas regras de prevenção ao coronavírus e que a empregada em questão desrespeitou a política vigente na empresa. Diante dos fatos expostos, a TAESA decidiu por sua imediata demissão.

É o fim da picada uma pessoa ser demitida pelo que ela diz fora da empresa.

Daqui a pouco você pode perder o emprego por falar que homens e mulheres são diferentes, como está acontecendo na Inglaterra.

Nunca gostei da expressão "politicamente correto", mas essa hipocrisia toda está criando uma ditadura de verdade.

Share this post


Link to post
Share on other sites
8 minutos atrás, Zappato disse:

É o fim da picada uma pessoa ser demitida pelo que ela diz fora da empresa.

Daqui a pouco você pode perder o emprego por falar que homens e mulheres são diferentes, como está acontecendo na Inglaterra.

Nunca gostei da expressão "politicamente correto", mas essa hipocrisia toda está criando uma ditadura de verdade.

Olá,

ESSE... é que é o "novo normal"... e não o comportamento causado pela pandemia.

 

Não é de hoje que as empresas são "fiscalizadas" por tudo o que seus funcionários fazem "fora da empresa". Isso é o resultado do comportamento da própria população que frequenta as redes sociais e desce a lenha numa empresa quando algum funcionário dela faz algo de errado (mesmo que não tenha nada a ver com a empresa).

 

Para não queimarem a própria imagem, as empresas vão demitir sem dó mesmo, não é a primeira vez.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Zappato disse:

Parece que você está tendo dificuldade em aceitar a realidade. Estamos bem no meio da pior crise da história do capitalismo mundial, e no Brasil já há mais desempregados que empregados. A economia já entrou em recessão no primeiro trimestre, antes da crise do COVID. Já havia uma fuga de capitais (ou seja, gente tirando dinheiro e investimentos do Brasil) recorde.

Não tem espaço para essa felicidade toda aí que você pintou não. Bozo só continua se virar ditador, o que pode ser uma possibilidade.

Voce ja esqueceu que no brasil ha "brasileiros"

1 hora atrás, rcaropreso disse:

Olá,

Aquele cara ali não merece nem comentário, é só um imbecil, não deveria ser chamado de engenheiro. É só um pedaço de lixo humano.

Aqui no rio a concentracao dessetipo de gente parece ser maior...

1 hora atrás, Zappato disse:

Mas vamos combinar que um engenheiro civil é de fato muito mais útil à sociedade que um guardinha... Ainda mais no Rio, onde esses vagabundos só servem pra matar crianças na favela e recolher propinas.

É uma delícia quando eles são humilhados em "áreas nobres" e não fazem nada.

Puxa zappato ... Eu ja fui guardinha...

Eu entrava no " abigo mode" com esse tipo de gente ...os matava de raiva

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 minutes ago, sonda 2 said:

Aqui no rio a concentracao dessetipo de gente parece ser maior...

Talvez seja um lance típico de casal jovem de classe média. Vejo isso no prédio onde eu moro: um monte de casais novos que financiaram o apartamento e SÃO CHATOS PRA CARALHO.

Minha teoria é que são assim porque é nessa hora que cai a ficha do tamanho da encrenca que arrumaram (uma dívida imensa e o fim de ilusões sobre a felicidade no casamento). Galera aqui adora brigar e polemizar com qualquer besteira. Totalmente diferente de outro condomínio que morei onde só tinha solteiros.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mas esse " casal " sao da faixavdos 40 anos...

A madame se fudeu lindamente sendo demitida :nag:

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)
6 horas atrás, Zappato disse:

É o fim da picada uma pessoa ser demitida pelo que ela diz fora da empresa.

Daqui a pouco você pode perder o emprego por falar que homens e mulheres são diferentes, como está acontecendo na Inglaterra.

Nunca gostei da expressão "politicamente correto", mas essa hipocrisia toda está criando uma ditadura de verdade.

Que aprenda a ter educação e a respeitar o próximo, sua ação impensada causou uma reação, que arque com as consequências dos seus atos.

Pensasse antes de vomitar merda para alguém que estava trabalhando, a moda agora é colocar um celular na cara do outro e começar a destilar ódio.

5 horas atrás, Zappato disse:

Talvez seja um lance típico de casal jovem de classe média. Vejo isso no prédio onde eu moro: um monte de casais novos que financiaram o apartamento e SÃO CHATOS PRA CARALHO.

Minha teoria é que são assim porque é nessa hora que cai a ficha do tamanho da encrenca que arrumaram (uma dívida imensa e o fim de ilusões sobre a felicidade no casamento). Galera aqui adora brigar e polemizar com qualquer besteira. Totalmente diferente de outro condomínio que morei onde só tinha solteiros.

Bem isso, tenho um apartamento em Campinas, tipo MRV, nada demais, 50 mt2, super gostoso, num condomínio legal mas longe de ser aqueles condomínios de classe mais alta.

O problema é que o povo que mora lá é na sua grande maioria "INSUPORTÁVEL", um povo nojento, cheio de mimimi, não pode fazer nada que o povo reclama, pessoal se acha, se a criançada faz bagunça reclamam, se o cachorro late reclamam, se usam uma furadeira reclamam. PQP...

Estavamos tendo problemas com escorpiões, resolveram colocar galinhas de angola, os escorpiões sumiram mas o povo reclama do barulho das galinhas, e olha que elas só fazem o tropé de dia.

Um apartamento que na época custou uns 110k e a galera com carro na garagem de mais de 200k, o povo lá adora um status... 

Ainda bem que mudei de cidade e aluguei o meu apê, com o valor pago aluguel de uma puta casa em um condomínio fechado em Mirassol/SP, cidade pequena e com um povo gente boa demais.

Edited by Neo
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)
2 horas atrás, sonda 2 disse:

Mas esse " casal " sao da faixavdos 40 anos...

A madame se fudeu lindamente sendo demitida :nag:

Olá,

Já fuçaram em tudo nesse casal.

O engenheiro civil, além de bolsonarista raiz (anti-PT, anti-PSOL, fora STF etc), estava recebendo a 1a parcela de auxílio emergencial. Pelo visto, agora vão ser dois recebendo.

 

"Homem, que até o final da amanhã tinha redes sociais – e após a exibição da reportagem no Fantástico, da TV Globo, na noite desse domingo excluiu — se considerava como “pai, casado, engenheiro, atleta amador, mergulhador, de direita, anti-PT, anti-PSOL e anti PC do B”.


Fonte: undefined - iG @ https://economia.ig.com.br/2020-07-06/agressor-de-fiscal-da-vigilancia-sanitaria-do-rio-recebeu-auxilio-emergencial.html

 

 

 

Edited by rcaropreso

Share this post


Link to post
Share on other sites

Um tipico casal bozonarista ....

10 horas atrás, Neo disse:

 

Ainda bem que mudei de cidade e aluguei o meu apê, com o valor pago aluguel de uma puta casa em um condomínio fechado em Mirassol/SP, cidade pequena e com um povo gente boa demais.

Interior e "oto patama"

Share this post


Link to post
Share on other sites
11 horas atrás, rcaropreso disse:

Olá,

Já fuçaram em tudo nesse casal.

O engenheiro civil, além de bolsonarista raiz (anti-PT, anti-PSOL, fora STF etc), estava recebendo a 1a parcela de auxílio emergencial. Pelo visto, agora vão ser dois recebendo.

 

"Homem, que até o final da amanhã tinha redes sociais – e após a exibição da reportagem no Fantástico, da TV Globo, na noite desse domingo excluiu — se considerava como “pai, casado, engenheiro, atleta amador, mergulhador, de direita, anti-PT, anti-PSOL e anti PC do B”.


Fonte: undefined - iG @ https://economia.ig.com.br/2020-07-06/agressor-de-fiscal-da-vigilancia-sanitaria-do-rio-recebeu-auxilio-emergencial.html

 

 

 

Diz o cabra que ta com medo de colocar o pé na rua e que recebeu ameaça de morte kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Bagulho ta tenso!!!

Cliente de bar que questionou fiscalização diz que família foi ameaçada e teme até sair de casa

O engenheiro civil que aparece em imagens questionando a fiscalização da Vigilância Sanitária num restaurante da Avenida Olegário Maciel, na Barra, diz que ele e sua família vêm recebendo ameaças na internet desde que o episódio veio à tona.

— Estamos com medo por nossa integridade física. Há 24 horas não dormimos, não comemos e só bebemos água — contou ontem ao EXTRA, negando que tenha agredido ou intimidado os fiscais. — Eu não tinha essa intenção. Como a mídia estava lá gravando, estávamos cansados (após um dia de trabalho) e havíamos acabado de ser expulsos do restaurante, ficamos exaltados. Volto a dizer: em nenhum momento houve agressão — afirmou.

xintimida.jpg.pagespeed.ic.mVRnc_F29V.jp

Segundo ele, sua intenção era saber a metodologia usada pela Prefeitura do Rio para classificar aglomeração. Agora, receoso, ele pretende registrar as ameaças que tem recebido em delegacia e estuda pedir proteção ao Estado.

— Considerei que eu tinha direito de falar com ele (o servidor Flávio Graça), porque sou pagador dos meus impostos. Quis questionar a metodologia da medição, e o fiscal disse para eu procurar a superintendência para ver como era o método estabelecido. Então, me exaltei e disse que eu era o chefe dele, porque pagava meus impostos — contou ao EXTRA.

Segundo ele, toda sua conversa foi gravada em seu telefone e no local havia dois PMs acompanhando o episódio.

— Nunca vou agredir alguém. Ele não me fez nada.

O engenheiro, que tem um filho menor de idade, pediu para não ter o nome revelado.

— Estamos recebendo ameaças por telefone, nos xingando, ameaçando, estamos com medo de sair na rua —contou.

A mulher dele, também engenheira, que também aparece no vídeo, foi demitida. Em nota, a empresa de transmissão de energia Taesa, onde ela trabalhava, se disse indignada com o episódio e afirmou que “a empregada desrespeitou a política vigente na empresa”, por isso foi demitida.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Quanto murmurinho apenas pela falta de educação de uma pessoa... a maioria do povo julga e depois faz igual ou pior.

Share this post


Link to post
Share on other sites
31 minutos atrás, setzer disse:

Quanto murmurinho apenas pela falta de educação de uma pessoa... a maioria do povo julga e depois faz igual ou pior.

Olá,

A maior parte do "mimimi" está partindo principalmente de... "bolsonaristas" (o que é facil de ver, pelos comentarios que aparecem nas proprias noticias).

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)
42 minutos atrás, setzer disse:

Quanto murmurinho apenas pela falta de educação de uma pessoa... a maioria do povo julga e depois faz igual ou pior.

Nao se justifica um erro pelo erro de outros "eu faco merda mas os outros fazem tb entao susse" nao e assim que a banda toca...

Trabalha na guarda municipal que voce vai ver a realidade dos fatos falo por experiência de causa...

Tomara que esse episodio faca alguns imbecis com complexo de superioridade( dentre eles funcionarios publicos) botar as barbicholas de molho

Edited by sonda 2
  • Like 1
  • Upvote 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Claro que não justifica. O que quero dizer é que é fácil julgar os outros por vídeo na internet, mas não adianta nada se depois faz pior no dia a dia.

Share this post


Link to post
Share on other sites
11 minutos atrás, setzer disse:

Claro que não justifica. O que quero dizer é que é fácil julgar os outros por vídeo na internet, mas não adianta nada se depois faz pior no dia a dia.

Vivemos hj numa especie de onisciencia coletiva e o povo ainda nao se deu conta do poder destrutivo que gera pelo que diz(qualquer celular fuleiro te grava com qualidade HD) ou digita... por isso que me tornei avesso a redes sociais ...

So tenho o zap e o neoseganet...

 

O pessoal fala muito de discriminacao racial ou de orientacao sexual mas existe. Um tipo de discriminacao muito mais recorrente rolando por debaixo dos panos que e a discriminação social...

Share this post


Link to post
Share on other sites
23 horas atrás, rcaropreso disse:

Não é de hoje que as empresas são "fiscalizadas" por tudo o que seus funcionários fazem "fora da empresa". Isso é o resultado do comportamento da própria população que frequenta as redes sociais e desce a lenha numa empresa quando algum funcionário dela faz algo de errado (mesmo que não tenha nada a ver com a empresa).

 

Mas pelo que eu entendi, não foi porque a mulher foi escrota. Foi porque a empresa botou todo o administrativo em home office e está adotando medidas de segurança sanitária dentro da empresa.

Daí a mulher me aparece na televisão numa orgia de coronavírus. Porra, tem mais é que se foder mesmo. Uma pessoa assim é perigosa para os colegas de trabalho.

1 hora atrás, sonda 2 disse:

https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/brasil/2020/07/06/interna-brasil,869872/amp.html

Enquanto o fiscal que foi ofendido simplesmente tem um doutorado de medicina veterinária embaixo do braco...

E dai? Não é

Engenheiro

Civil

Formado.

  • Upvote 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, parana disse:

Bolso tá coronado.

Teste deu positivo.

Essenl vírus é foda.

 

Aqui Em Barcelona tava tudo melhorando, zero mortes, poucos contaminados e de repente, bum.

 

Se cuidem

Share this post


Link to post
Share on other sites
57 minutos atrás, DeeJ disse:

Essenl vírus é foda.

 

Aqui Em Barcelona tava tudo melhorando, zero mortes, poucos contaminados e de repente, bum.

 

Se cuidem

Olá,

Esse efeito sanfona é esperado, até que saia a vacina.

 

O vírus está circulando e o isolamento não ELIMINA o virus, só reduz contaminação. 

 

Assim que o povo volta a circular, recomeça o ciclo, isso é certo e inevitável.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

×
×
  • Create New...