Jump to content

Programador cria “cartucho-emulador” de Raspberry Pi para o Game Boy Advance


Recommended Posts

Um entusiasta de programação dos EUA transformou um Game Boy Advance em um console capaz de rodar PlayStation. Até aí, poderia ser mais uma das muitas modificações que estamos acostumados a ver hoje, que alteram as capacidades do console original, permitindo que consoles mais potentes possam funcionar no hardware antigo.

 

gba.jpg

 

Mas não é este caso. O Game Boy Advance em questão está com o seu hardware original intocável, tal qual foi desenvolvido e lançado, em 2001. A solução de Rodrigo Alfonso, o programador da vez, foi um pouco diferente. Ele criou um “cartucho-emulador” criando um cartucho especial com o Raspberry Pi 3.

 

Assim, ao invés de usar os recursos mais robustos dentro do console, a ideia foi a de introduzir a nova tecnologia no cartucho, usando de um princípio parecido com a dos cartuchos de chips especiais, que surgiram na geração 16-bits. O cartucho especial é colocado no slot normal do console, com uma conexão extra no Link Port. Assim, o GBA abre o emulador RetroPie, permitindo rodar vários outros jogos.

 

O desempenho é bem curioso, uma vez que o GBA original participa do processamento dos jogos. O portátil “sofre” com os jogos, mas o desempenho, dentro do esperado, é satisfatório. Alfonso afirma que, sem overclock e com resolução de 120×80, que é menor do que os 240×160 nativos do GBA, há games que conseguem chegar aos 60 frames por segundo com estabilidade.

Fonte: Arkade

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

14 horas atrás, Duca disse:

Agora me diz:

Pra que isso?

 

:fodase:

Pra provar que dá para fazer. Igual a galera que coloca um Doom da vida pra rodar numa calculadora, ou num relógio. É o espírito hacker.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Olha, não é querer desmerecer o feito, tudo bem, é curioso e muita gente pode até achar legal, mas sinceramente, se eu colocar a alimentação de um circuito via slot e colocar todo o processamento no hardware do cartucho, em tese eu rodaria qualquer coisa em qualquer hardware. Agora pra que fazer isso?

Link to comment
Share on other sites

10 horas atrás, Erminio disse:

Olha, não é querer desmerecer o feito, tudo bem, é curioso e muita gente pode até achar legal, mas sinceramente, se eu colocar a alimentação de um circuito via slot e colocar todo o processamento no hardware do cartucho, em tese eu rodaria qualquer coisa em qualquer hardware. Agora pra que fazer isso?

Ele não fez só isso. Ele precisa interpretar o emulador, e fazer a interface usando o código proprietário do próprio gba. É mais ou menos o que um 32x faz com um mega drive. 

Em tese rodaria qualquer coisa em qualquer hardware. Na prática é muito mais complicado.

Pra que fazer? Para testar teses, colocar na prática aprendizados... enfim, para mostrar que dá para fazer. Até para comercializar: imagina poder comprar um cartuchinho bacana assim por um preço justo?

  • Upvote 1
Link to comment
Share on other sites

3 horas atrás, Mcs disse:

Até para comercializar: imagina poder comprar um cartuchinho bacana assim por um preço justo?

Não creio que seria comercialmente competitivo. Se eu quisesse um handheld miudinho, qualquer "emulador de bolso" que os chinas fazem de baciada sairia baratinho e funcionaria melhor:

Link to comment
Share on other sites

6 horas atrás, parana disse:

Jogar Psx capengando nesse GBA, me lembra o emulador do NeoGeo a rodar no Nintendo Ds.

Brochante.

Mas foi um feito e tanto! 

Ninguém imaginava que o Ds seria capaz de rodar neogeo.. Sendo que já sofria para emular snes 

Link to comment
Share on other sites

2 horas atrás, E182 disse:

Ninguém imaginava que o Ds seria capaz de rodar neogeo.. Sendo que já sofria para emular snes 

É sério isso? Pensei que de Snes pra baixo o DS aguentasse tranquilo

Link to comment
Share on other sites

3 horas atrás, Stormwatch disse:

Acho que SNES é mais difícil de emular corretamente do que Neo Geo.

neo geo apesar de ser poderoso usava componentes conhecidos como a dupla 68k e z80 e som da Yamaha 

Link to comment
Share on other sites

Ele fez o negocio , não fez pra agradar curioso.

É interessante sim, e com certeza ele aprendeu muito no projeto e colocou em pratica muito do que já sabia, se é comercializável ou não, não é o foco, nem tudo na vida é dinheiro.

Link to comment
Share on other sites

Posted (edited)
Em 29/05/2022 at 20:00, Stormwatch disse:

Acho que SNES é mais difícil de emular corretamente do que Neo Geo.

cara o snes era um hard alienigena na epoca, subsistemas de video, audio, transparencia... nao importa quantos bits seja, importa a complexidade

ps2 e saturn ate hoje sao uma merda de emular devido a isso

o neogeo nao passava de um hard classico porem bombadaço

pra ter uma ideia, o snes é melhor ate q o gba em certos aspectos

Edited by burn
Link to comment
Share on other sites

  • 3 weeks later...
9 horas atrás, DreamCuPS disse:

Eu achei que o Saturn nem tinha transparência 2d, por que nos jogos que joguei nele, só tinha ditter. Mas enfim...

Exatamente isso, o hardware não tem o recurso nativo de transparência.

  • Upvote 1
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

×
×
  • Create New...